Dia da Cultura Hacker – sábado, dia 13 de Junho no CEU Columbia

web-banner-DCH-insta

No dia 13 de Junho, o CEU Columbia, em Colatina/ES, recebe o Dia da Cultura Hacker, 3º encontro temático realizado como parte da ocupação LCD – Lab[oratório]CEU de Cultura Digital.

O Dia da Cultura Hacker será dedicado ao compartilhamento de ações e discussões em torno da cultura e ética hacker. Serão apresentados projetos, palestras e ideias que permeiam o universo dos hackers. Pela manhã, acontecerá um momento de imersão no Telecentro do CEU Columbia, onde vem sendo instalado o LCD. E à tarde, as atividades prosseguem no Cineteatro do CEU, com uma programação de 3 palestras. O encontro é gratuito e aberto a toda comunidade.

Programação
Horário Atividade Convidado
10:30 – 12:30 Café hacker – café da manhã e imersão hacker no LCD (Telecentro CEU Columbia)
12:30 – 14:00 Intervalo para almoço
14:00 – 15:00 Cultura Hacker – Entr4nd0 n0 Subm/u\nd0 D1g1t4L Tiago Ribeiro Santos
15:20 – 16:20 Experiências e usos com Piratebox Equipe CCD Poa – Casa da Cultura Digital Porto Alegre
16:30 – 17:30 Automação residencial básica com Arduino Felipe Schirmann

web-banner-DCH-insta

LCD Colatina – Encontro v24 – Novas ferramentas, e uma brilhante luz azul que ilumina o LCD

Chegamos ao encontro #24 do LCD. Algumas ferramentas novas foram inseridas nas atividades do lab. Solda, alicates, chaves… Leonam e Higor se dedicaram a aprimorar a parte motora do Veloster Craft. Nebolly fez alguns ajustes na hélice de seu ventilador metareciclado USB. Depois, começa a ler alguns capítulos de um livro sobre introdução ao Arduino. Ja antevendo a próxima e provável etapa de sua criação. Desejo expresso por ela própria, em encontros anteriores – “Agora eu quero controlar o ventilador pelo computador”. Depois de reunir todo material necessário nos últimos encontros do Lab, Alexandre finalmente consegue criar a lanterna de LED com sucatas eletrônicas. Em vários momentos, sem pedir licença apaga a luz do lab para demonstrar sua nova criação. Os demais participantes alternam protestos com o desavisado escuro, e gritos de comemoração com a lanterna e seu brilhante LED azul iluminando a escuridão. As novas ferramentas deram um ganho na criatividade e agilidade no desenvolvimento dos projetos da garotada.

Novos participantes apareceram. Inicialmente movidos pela curiosidade em saber o que a turma estava fazendo e que “curso era aquele”, logo perguntaram se também podiam participar. A ideia por trás do LCD não é aceitar participantes apenas no início de nossa jornada. Quem chega, e tá a fim de extrapolar as ideias e desejos, já tá dentro. Um dos novatos, o Lucas, chega com uma bagagem de eletrônica básica, aprendida e assimilada dentro de casa, com o pai, caso muito similar ao de outros jovens que vem frequentando o lab. E já chega com toda vontade de ajudar, se integra, ajuda no projeto do colega, explica a forma adequada de soldar, de manipular as ferramentas, noções de eletrônica.

Nos chama atenção a quantidade de crianças, bem pequenas ainda, interessadas em todas as novidades que o lab apresenta. Equipamentos sendo desmontados, outrora caixas-pretas intocáveis agora servem para experimentações e reapropriações. Na reta final, último mês de ocupação, cerca de 4 crianças de aproximadamente 8 a 12 anos colam no lab.

O tempo de 3 horas do encontro passa voando. Nos vinte minutos finais, como já é tradição começamos a rearrumar o espaço, e convocar a galera pra ajudar na missão. Muitos reclamam de ter que parar. Ainda estão no meio de suas criações, pedem para ficarmos mais 10, 15, 20 minutos a mais. O tempo regulamentar do lab deixa de ser parâmetro. E as distrações, brincadeiras, cansaço e quaisquer outros empeçilhos aos poucos são deixados pra trás. O LCD vai encontrando seu próprio tempo.

LCD Colatina – Encontro v23 – Veloster Craft Reloaded

O Veloster Craft tem seu projeto totalmente remodelado. Ganha novo assoalho, mais leve, em placa de isopor. A carcaça, também em estrutura mais leve e fácil de modelar. E surge a questão… que material usar? “Vamos usar papelão” – diz o Higor. E pedaços do papelão das caixas que armazenam os materiais eletrônicos doados vão pro o sacrifício. Por uma boa causa.

Papel em branco. Caneta. O Veloster começa a ser redesenhado. Alguns esboços rápidos, e já vamos para o molde. “Precisamos de régua”, e percebemos que não temos régua disponível. “Não tem problema” e de mais um improviso, uma superfície reta qualquer faz as vezes de régua, e assim o Veloster começa a adquirir forma. Já é possível notar o seu formato de carro. Rodas, motor já acoplado. Fiação exposta. Tudo devidamente fixado com cola quente, e alguns pedaços de fita dupla face. Mas ainda falta um toque final. O aerofólio. Agora sim! O Veloster Craft tá pronto pra encarar a pista de testes. O chão do próprio Telecentro/LCD se transforma em circuito. É pouco. “Precisamos de mais espaço”, e seguem pro lado de fora, já atraindo atenção e curiosidade de quem por ali passa. Em poucos minutos, o Veloster enfrenta vários terrenos. Piso de concreto liso, calçamento irregular. E finalmente, o teste final. A pista de skate. Uma descida bastante íngreme o espera. O carrinho desce arrojado pela pista, ganhando impulsão e velocidade, pra depois seguir o teu percurso. Leonam e higor ficam em estado de graça. Exclamam, discordam, comemoram. Inquietos com a mais nova criação. “Eu vou levar pra casa, quero mostrar pro meu pai”, diz o Leonam. Orgulhosos, fazem questão de posar pra foto. E assim termina o encontro #23, manhã ensolarada de terça no CEU Columbia, em Colatina/ES. Com o inesperado lançamento oficial do Veloster Craft.

LCD Colatina – Encontro v22 – Arduinos, sensores, barcos e ventiladores

O Tiago começa falando de eletrônica básica. Em pouco tempo, lança um monte de termo novo para muitos presentes. Fala em cátodo, ânodo. Positivo, negativo. Resistor. Multímetro, voltagem. Começa a demonstrar o Arduino em funcionamento. Mas é vísivel nos olhos da galera: o que eles querem mesmo é por a mão na massa. Então cada um pega seus projetos. E de pronto já absorvem neles o que o Tiago havia abordado pouco antes. O ferro de solda não funciona, não liga. Mas não tem problema. Há outras tarefas a fazer, que independem de soldar. “Podemos colar, improvisar, usar fita isolante”. O Higor trouxe o seu barquinho de isopor pra ser melhorado. 6 pilhas enfileiradas dão energia necessária pro motor trabalhar. O Felipe aparece no encontro. E com toda sua bagagem de automação residencial, conhecimentos em Arduino, em pouco tempo constrói, numa intensa troca de ideias junto com o Tiago, um sistema de iluminação por controle remoto, com sensor infravermelho. Com uma turma acompanhando atenta. A Nebolly foca na criação de um ventilador metareciclado. A hélice, de CD descartado. A base que se conecta ao motor, em tampa de garrafa. Falta a torre que o manterá de pé, e o próprio pé do ventilador. E assim, uma bateria velha de notebook vira uma sólida torre, e a carcaça de uma fonte de CPU, o pé do objeto. Tudo colado com cola quente. Como ligar? Em que ligar? “Por que não fornecer energia via USB”? Sugere o Tiago. Um cabo usb das caixas de doações é ligado ao motor, e em poucos minutos o ventilador já estava ligado, espalhando no ar as ideias e toda criatividade que emerge no LCD. E já sugere novas ideias. O ventilador não acaba por aí. “Quero controlar ele pelo computador, com aquilo ali” diz a Nebolly, apontando pro Arduino. E assim, o Ventilador Metareciclado do LCD já tem seu próximo ciclo de desenvolvimento traçado. Ainda tá na fase alpha. E que venha o estágio beta, com Arduino, eletrônica, programação. Código livre. Conhecimento livre. Disperso pelos ares do CEU Columbia.

LCD Colatina – Encontro v19 – Gerador eólico, lanterna e um novo projeto

Uma noite bem tranquila no CEU Columbia. Chegamos ao Telecentro e preparamos o espaço para receber a galera do LCD. Resolvemos remover toda uma fileira de computadores, deixando as mesas de trabalho completamente livres. No final, um ótimo espaço para poder espalhar ferramentas, caixas e materiais em geral. Entretanto, poucos participantes comparecem ao Encontro #19. Alexandre chega no lab, faz alguns ajustes em seu projeto da lanterna de LED, e logo em seguida deixa a sala rumo à sua aula de Jiu-jitsu. Leonam chega e começa um novo projeto. Desistiu de continuar com o projeto do barco, que segundo ele, “afundou na lagoa depois de flutuar a se mover por 5 segundos”. Resolve começar a fazer um carrinho. Consegue a carcaça, o corpo do automóvel, uma antiga caixa em metal de algum eletrônico das sucatas disponíveis no lab. Faltam as rodas e o eixo. Resolve dar um giro pelo bairro em busca de material. E retorna com as peças restantes. Palito de churrasco e tampinhas plásticas de garrafa. Neemias chega um pouco depois, e começa a esboçar sua ideia: um gerador de energia eólica, que irá alimentar a maquete de uma mini-cidade. Ele começa a rabiscar o projeto, e listar os materiais necessários. Sugeri que ele fizesse a maquete do CEU Columbia. Sugestão aceita. Ao final do encontro, Leonam já tem seu protótipo encaminhado. Satisfeito, faz alguns testes no chão do LCD. O encontro finaliza de forma bem tranquila. Apesar da baixa presença, uma troca de ideias bem intensa entre os participantes.

LCD Colatina – Encontro v18 – Debian, Mini-caminhão tunado

Um dos dias mais intensos da ocupação LCD. O encontro #18 teve momentos bem marcantes. Destaque para o interesse do Melk pelas distros GNU/Linux, e o lightning talk do Sávio sobre o Debian. Novos interessados compareceram ao Lab, e já foram rapidamente integrados às atividades. Na rotina que estabelecemos, criaram um perfil no Diaspora, expuseram alguns de seus interesses, e fizeram levantamentos iniciais sobre o que desenvolver. O Brayan pesquisou alguns exemplos de projetos semelhantes ao que ele quer trabalhar em seu mini-caminhão. Maycon e Alexandre se interessaram em criar uma lanterna de LED, com os materiais que já temos entre as doações, e mais alguns itens que vamos tentar disponibilizar nos próximos encontros. Muitas perguntas, dúvidas, trocas de ideias durante as 3 horas de atividades do LCD.

LCD Colatina – Encontro v14 – Novo espaço do Lab e testes de conexão

O encontro #14 da ocupação LCD oficializa o Telecentro como espaço permanente do nosso lab, onde temos desenvolvido ideias em torno da cultura hacker, maker, do software livre e da metareciclagem. Dentre tantos outros assuntos emergentes durante as vivências que temos realizado. Neste dia também executamos os testes de conexão no Telecentro, a pedido de um dos mediadores do LabCEUS, a fim de fornecer alguns dados relevantes que irão auxiliar nas futuras ocupações. Prosseguimos com alguns dos projetos manifestados pelos participantes da ocupação, como o mini-caminhão (Brayan) e o braço mecânico multi-funcional (Melk).

Dia da Cultura Livre – sábado, dia 16 de Maio no CEU Columbia

No dia 16 de Maio o CEU Columbia recebe o Dia da Cultura Livre. Será um dia dedicado ao compartilhamento de conhecimento, ideias e projetos em torno do movimento da Cultura Livre. Questões como direitos autorais, ferramentas de criação, projetos em andamento no Brasil e no mundo serão debatidas ao longo do dia, com palestras e outras ações promovidas por profissionais, ativistas e pesquisadores de diferentes áreas.

Programação
Horário Atividade Convidado
14:00 – 18:00 Workshop de Intervenção Urbana Jean Pereira
14:30 – 15:30 Cultura Livre – O que é e como fazer Sávio Lima Lopes
15:30 – 16:30 Design gráfico com Software Livre João Fernando Costa Júnior

Data: 16 de  Maio de 2015
Horário: a partir das 14h
Local: CEU Columbia – Av. Pardal s/nº – Columbia, Colatina – ES

Dia da Cultura Livre

O Dia da Cultura Livre (Culture Freedom Day) é um dia para celebrar a cultura livre. Um evento mundial, que ocorre toda terceira semana de Maio. Este ano, será realizado pela primeira vez um Dia da Cultura Livre no estado do ES, no CEUs Columbia – Centro de Artes e Esportes Unificado – localizado no bairro Columbia, na cidade de Colatina.