Ferramentas gratuitas para acervos digitais

Para quem se interessa por conteúdos e dados abertos, há várias ferramentas livres que auxiliam pesquisadores, com algum conhecimento de código, e desenvolvedores que trabalham no campo dos acervos culturais. A seguir, selecionamos três delas apoiadas pela Fundação Open Knowledge:

Para textos nos quais não há necessidade de edição constante (livros, peças, cartas), a ferramenta Textus auxilia quem trabalha com curadoria, busca de trechos bibliográficos, anotações, comentários e tagueamento de seções de forma colaborativa.textus-logo

A possibilidade de fazer, de forma simples, anotações em páginas web é o objetivo do programa Annotator, que pode ser utilizado para comentar, lincar, taguear, marcar conteúdo e outras funcionalidades.

Com uma comunidade engajada, já foram criadas dezenas de plugins para o Annotator, voltados para anotações em imagens, compartilhamento via redes sociais e possibilidade de uso em dispositivos de toque (smartphones e tablets).

Já o Timemapper , a partir de dados de planilhas facilmente exportados, cria visualizações em formatos de mapa, linha de tempo ou a combinação de ambos. Dá para criar, de forma rápida, uma visualização mais dinâmica de conteúdos sem grandes esforços de desenvolvimento.

Se você já conhece ou experimentou alguma delas, conte pra gente, deixe seu comentário!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*