CIDADANIA | Onyx Lorenzoni toma posse como novo ministro da Cidadania

Cerimônia de transmissão de cargo reuniu políticos e autoridades nesta terça-feira (18/02), no Palácio do Planalto, em Brasília

Brasília – O deputado licenciado Onyx Lorenzoni tomou posse nesta terça-feira (18/02) como novo ministro da Cidadania. A cerimônia de transmissão de cargo, no Palácio do Planalto, em Brasília, foi conduzida pelo presidente Jair Bolsonaro e contou com a presença de ministros, políticos e autoridades. Na solenidade, também foi empossado o novo ministro-chefe da Casa Civil, general Walter Souza Braga Netto.

Foto: Alan Santos/PR

Foto: Alan Santos/PR

Até então titular da Casa Civil, Onyx passa agora a comandar a pasta responsável pelas áreas de desenvolvimento social e esporte do governo federal. O Ministério da Cidadania abriga programas como Bolsa Família, Criança Feliz, Progredir, Bolsa Atleta, além da Lei de Incentivo ao Esporte. Em seu discurso de posse, Onyx reforçou o compromisso com o governo do presidente Jair Bolsonaro.

“É com o princípio da lealdade, de servir ao Brasil, inspirado no senhor presidente, que vamos continuar a nossa tarefa. Parto para um novo desafio, uma nova missão conferida pelo senhor presidente. Vou seguir o trabalho iniciado pelo ministro Osmar Terra, executado com clareza, com sensibilidade e com amor ao próximo”, disse Onyx.

O presidente Jair Bolsonaro expressou confiança no trabalho do ministro. “Nesse momento, Onyx está incumbido de, dentro do time, não mudar de camisa, mas mudar apenas a numeração da mesma e dar prosseguimento ao trabalho de Osmar Terra, que, até o momento, foi feito com muita galhardia. Confiamos em você, Onyx, acreditamos no seu potencial. Você vai dar prosseguimento a esse trabalho e aperfeiçoá-lo”, ressaltou.

Bolsonaro também agradeceu a dedicação do antecessor de Onyx à frente do Ministério da Cidadania, o deputado federal Osmar Terra (MDB-RS), presente à cerimônia. “Conseguimos no ano passado, por meio do seu ministério, o prêmio internacional do Criança Feliz. Muito obrigado, Osmar Terra. Continuaremos, mais do que amigos, unidos pelo destino do nosso Brasil”, concluiu o presidente.

Perfil

Gaúcho de Porto Alegre, Onyx Lorenzoni é veterinário, foi duas vezes deputado estadual no RS e está no quinto mandato como Deputado Federal. Menos impostos, direito à legítima defesa, segurança pública e combate à corrupção são suas principais marcas.

Reconhecido como um dos mais combativos parlamentares, Onyx fez parte de momentos históricos do país, como a CPMI dos Correios, que revelou o esquema do Mensalão, a CPI da Petrobras e teve atuação destacada na relatoria do projeto das Medidas Contra a Corrupção e Enriquecimento Ilícito, baseado nas 10 medidas do MPF.

Aliado de primeira hora do projeto de Jair Bolsonaro, Onyx foi o coordenador do Plano de Governo e, após a vitória de Bolsonaro, foi designado para coordenar a transição governamental, como ministro extraordinário. Em 2019, foi empossado no cargo de Ministro de Estado Chefe da Casa Civil, onde permaneceu até ser designado ministro de Estado da Cidadania.

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania

Informações para a imprensa:
www.cidadania.gov.br/imprensa

Share

#NÃOTEMDESCULPA | Governo Federal lança campanha contra importunação sexual durante o carnaval

Campanha conta com peças publicitárias que apontam as principais desculpas utilizadas pelas pessoas para cometer os assédios

Desde 2018 está em vigor a Lei 13.718, que criminaliza os atos de importunação sexual e divulgação de cenas de estupro, nudez, sexo e pornografia. A pena para as duas condutas é prisão de 1 a 5 anos. A importunação sexual foi definida em termos legais como a prática de ato libidinoso contra alguém sem a sua anuência “com o objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro”.

Ligue 180 para denunciar os casos de importunação sexual ou procure o policial mais próximo. - Foto ilustrativa: Carnaval de Olinda/olinda.pe.gov.br

Ligue 180 para denunciar os casos de importunação sexual ou procure o policial mais próximo. – Foto ilustrativa: Carnaval de Olinda/olinda.pe.gov.br

Para prevenir e conscientizar a população sobre a importunação sexual, o Governo Federal divulga, a partir desta terça-feira (18), campanha com o tema “Assédio é Crime. #Nãotemdesculpa”. O objetivo é combater esse tipo de crime que, durante o carnaval, se esconde por trás de subterfúgios como: “achei que ela queria”, “mas foi só um beijinho”, “é carnaval”, e “foi o álcool”.

A campanha conta com peças publicitárias que apontam as principais desculpas utilizadas pelas pessoas para cometer esses crimes e destacando que não há desculpa para essas condutas.

 Veja algumas peças da campanha:

Banner 1 carnaval 2019 Banner carnaval 2 Banner carnaval 3

Com informações da Casa Civil e do Ministério da Família, da Mulher e dos Direitos Humanos.

Share

CULTURA | Museu da Cidade expõe fotos históricas do Carnaval do Recife

O Museu da Cidade do Recife tem uma surpresa para os apaixonados por fotografias históricas e pelo Carnaval. No próximo domingo (9), a partir das 10h, será lançada mais uma edição do projeto “Leve História para Casa”, desta vez com imagens emblemáticas do Carnaval recifense das décadas de 1940 e 50. As 42 fotografias selecionadas ficarão em exposição no Museu até o dia 3 de março, mas os visitantes podem comprar as imagens já neste domingo e resgatá-las após o término da mostra, a partir de 4 de março. O visitante também poderá encomendar as imagens, caso já tenha sido vendida, nos formatos A2, A3 e A4.

“Leve História para Casa” reúne fotos emblemáticas da folia recifense das décadas de 1940 e 50. Visitantes poderão comprar as imagens (Foto: Divulgação)

“Leve História para Casa” reúne fotos emblemáticas da folia recifense das décadas de 1940 e 50. Visitantes poderão comprar as imagens (Foto: Divulgação)

Nesta segunda edição do projeto, o Museu convidou pesquisadora Maria Alice Amorim, reconhecida por seus inúmeros trabalhos e projetos no campo cultural, para fazer a curadoria das imagens, muitas assinadas pelos fotógrafos Alexandre Berzin, Mário de Carvalho, Roberto Cavalcanti, José Césio e Severino Fragoso. São registros em preto e branco de passistas de frevo, caboclinhos, reis e rainhas do Maracatu, caboclos de lança, desfile de blocos e muitos fantasiados.

As imagens, impressas em Fine Art em papel de algodão, serão vendidas pelo valor de R$ 50 para o tamanho A4 (21X29.7cm); R$ 80 para o tamanho A3 (29.7X42cm); e R$ 120 para o tamanho A2 (42X59cm). Todas as fotografias trarão em seu verso o nome do autor, ano da foto, local, e a numeração correspondente negativo (original) que faz parte do acervo, além de um agradecimento especial pelo apoio às atividades do Museu. Os recursos obtidos com a venda serão investidos em novas exposições e projetos do MCR.

INICIATIVA – A proposta do “Leve história para casa” é compartilhar o acervo do Museu com os recifenses e turistas, prática já adotada em vários museus do mundo. No MCR, a ideia surgiu após o sucesso, em dezembro de 2018, da venda de fotografias usadas em exposições antigas do MCR. Já a primeira edição do “Leve história” ocorreu em agosto de 2019, e teve como curadora convidada a fotógrafa Renata Victor, que selecionou imagens de locais conhecidos da cidade.

Serviço

Leve História para Casa

Abertura da exposição com venda de fotos: domingo, 9, às 10h.
Endereço: Forte das Cinco Pontas, bairro de São José.
Visitação: de terça a sábado, das 9h às 17h, e aos domingos e feriados, das 9h às 16h.
Quanto: entrada gratuita

Museu da Cidade do Recife – 3134-3750

www.museudacidadedorecife.org

Share

Secult lança o Mapeamento das Quadrilhas Juninas do Ceará

WhatsApp-Image-2020-02-14-at-10.07.02-600x600

Os Festejos Ceará Junino se inserem nas Políticas de Patrimônio Cultural e Memória como reconhecimento das manifestações populares do Ciclo Junino, com objetivos de contribuir para a ampliação e o fortalecimento das Políticas de Patrimônio Imaterial no Estado do Ceará; reconhecer, valorizar e promover os saberes e fazeres tradicionais da cultura junina cearense; incentivar e difundir os processos da produção, difusão, formação e fruição das manifestações culturais populares dos festejos juninos; e fortalecer as manifestações do ciclo junino no circuito cultural e turístico do Ceará, previsto no Plano Estadual de Cultura, instituído pela Lei estadual Nº 16.026, de 1º de junho de 2016.

Dessa forma, a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará lança o Mapeamento das Quadrilhas Juninas do Ceará, com o objetivo de realizar o levantamento da quantidade e localização das quadrilhas juninas que o Ceará possui, para fins de reconhecimento e fortalecimento dessa tão significativa manifestação da cultura cearense. O Mapeamento acontecerá de 17 de fevereiro a 31 de maio de 2020, através do formulário https://docs.google.com/forms/d/1Bu6SWOVN1FWmeSeE1Wof4IoRiLg_X_EB6MszVsjxk_I.

É importante destacar o novo Quadro de Regionalização do Estado do Ceará, conforme Lei Complementar 154, de 20 de outubro de 2015, que altera a configuração dos municipios por região do Estado: Segue o link para verificar em qual região se encontra o seu munícipio: https://www.seplag.ce.gov.br/wp-content/uploads/sites/14/2012/08/Nova-Regionaliza%C3%A7%C3%A3o.pdf.

Esta é uma ação inédita da Secretaria da Cultura do Ceará e foi apresentada durante a Leitura Pública do edital Ceará Junino 2020.

Tira-Dúvidas:

quadrilhajunina@secult.ce.gov.br
Tel: (85) 3101- 6770

Share

RECIFE | Exposição revisita edições passadas da troça carnavalesca Segurando o Talo

Lançamento da mostra acontece no sábado (15), às 9h, durante concentração do bloco no Campus Gilberto Freyre, em Casa Forte, no Recife

Em um convite para revisitar a trajetória de um dos principais blocos da região Norte do Recife, a Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) lança, no próximo sábado (15), às 9h, a exposição “Segurando o Talo por uma Sociologia da Alegria”. A homenagem à troça carnavalesca criada pelos motoristas da Instituição, em 1984, contará com instalação na Sala Mauro Mota, localizada no Campus Gilberto Freyre, em Casa Forte, bairro da Zona Norte do Recife.

Foto: Malu Didier

Foto: Malu Didier

Às vésperas dos festejos de Momo, o público poderá conferir a evolução da indumentária utilizada pela troça ao longo dos anos. Além das camisetas da Troça Carnavalesca Mista Turma da Jaqueira Segurando o Talo, os manequins mascarados vestirão o abadá de outras agremiações de bairros como Alto de Santa Isabel e Vasco da Gama. A Orquestra Arrecifes Frevo assume a recepção durante a vernissage. Na sequência, passistas e caboclinhos se apresentam no pátio do campus.

Para Antônio Campos, presidente da Fundaj, a exposição evidencia o que há de mais genuíno do fenômeno carnavalesco. “A vertente mais significativa acontece nos subúrbios da cidade. O frevo, por exemplo, nasceu na rua. A Fundação tem um compromisso com todas as expressões de arte e cultura, do genuinamente popular ao severamente acadêmico; e a Zona Norte é uma das regiões da cidade onde os bairros mantêm a tradição associada à modernidade para renovar a alma do folião”, reflete Campos.

Outro destaque da mostra expográfica é a presença do tradicional boneco gigante de Gilberto Freyre, que neste ano não sairá às ruas para integrar a exposição. “O sociólogo ganhará um traje especial para a ocasião, que preferimos manter surpresa. A fantasia está sendo produzida pelas equipes de design e educativo do Museu do Homem do Nordeste, no estilo homemade museum [‘museu feito em casa’, em livre tradução]”, destaca a museóloga e curadora Ciema Mello.

A fim de promover uma imersão, registros em vídeo feitos nesses 36 anos serão projetados na sala. Dentre eles, o filme emblemático em que o sociólogo de Apipucos segura a fruta que dá nome ao bloco. “Gilberto era um sociólogo sui generis, pois ele compreendia que o Carnaval era a desordem premeditada pela ordem. Quando estudamos Sociologia, descobrimos que aquilo que parece ser não é. Ele contesta essa definição e compreende os estratagemas que compõem a folia”, aponta a curadora, ao explicar o título da exposição.

Bloco na rua
Com saída da troça programada também para o sábado (15), a concentração do bloco Turma da Jaqueira Segurando o Talo começa às 10h, no campus Casa Forte da Fundaj. A saída, prevista para às 12h, contará com participação dos blocos líricos Eu Quero Mais, Confetes e Serpentinas e Cordas e Retalhos. As orquestras Aurora Frevo Orquestra (Timbaúba), Evoé (Recife) e Arrecifes Frevo Orquestra (Recife), além dos maracatus rurais Piaba de Ouro e Cruzeiro do Forte (mais antigo do Recife, criado em 7 de setembro de 1929), integram a folia.

Nas ruas, os foliões também serão animados por seis trios elétricos, que contarão com André Marreta, Beleza Pura, Silvana Salazar, Camelô, Eduardo Moreno e a Farra das Poderosas, Malu Marinho, Márcia Lima, Marquinhos Balada e Bel Marcos. A troça percorrerá a Avenida Dezessete de Agosto, passando pelas ruas Doutor Seixas, Luiz Guimarães, Rua dos Arcos encerrando na Rua de Apipucos. O trajeto será acompanhado pelos bonecos gigantes de Nelson Ferreira, Fernando Freire e Manoel Cavalcanti.

Em 2020, A Turma da Jaqueira homenageia o líder comunitário Walber Santos, a ex-dirigente da Diretoria Executiva de Controle Urbano do Recife (Dircon) Olímpia Falcão e o bloco Nós sofre mas nós goza. A expectativa é de que 150 mil foliões participem do Segurando o Talo neste ano.

Para a criançada
Pensando nos foliões de amanhã e na inclusão social, o Museu do Homem do Nordeste (Muhne) lança o Segurando o Talinho. A versão para os menores será promovida no domingo (16), a partir das 8h30, na comunidade Beira-Rio, em Apipucos. A atividade integra a programação do segundo Domingo dos Pequenos do ano, que, nesta edição, traz como tema o Carnaval. Na sequência, a criançada conhecerá o Muhne, onde serão promovidas oficinas de de frevo, estandarte e instrumentos musicais. A brincadeira contará, ainda, com karaokê e desfile de La Ursa.

Serviço
Lançamento da exposição ‘Segurando o Talo por uma Sociologia da Alegria’
Local: campus Casa Forte/Fundaj (Avenida Dezessete de Agosto, 2187)
Data: 15 de fevereiro de 2020
Horário: 9h

Share

TRANSPARÊNCIA | Ministério da Cidadania abre consulta pública sobre contratação de empresas de comunicação

Sugestões podem ser enviadas por e-mail até 28 de fevereiro. Questionário é voltado a empresas e sociedade em geral

Brasília/DF – O Ministério da Cidadania lançou uma consulta pública eletrônica sobre a contratação de empresas prestadoras de serviços de comunicação corporativa e digital para atender a Assessoria Especial de Comunicação Social da pasta. A abertura da consulta foi publicada no Diário Oficial da União de sexta-feira (07).

A consulta é destinada a empresas, instituições, agentes públicos, profissionais da área e sociedade em geral, entre outros. O objetivo é aprimorar os serviços prestados e o processo licitatório, bem como dar transparência aos processos de contratação, garantindo a observância do princípio constitucional da isonomia e a seleção da proposta mais vantajosa para a Administração Pública.

O prazo para que as sugestões sejam enviadas vai até as 20h do dia 28 de fevereiro. Para participar, basta entrar no site do Ministério da Cidadania, preencher um formulário e responder a três perguntas sobre esse tipo de contratação. Também é preciso informar dados como nome completo, endereço, telefone e e-mail.

Para auxiliar os interessados em participar, a página conta com um documento que reúne instruções para o preenchimento do formulário. As dúvidas relacionadas à consulta pública poderão ser enviadas para o e-mail comunicacaosocial@cidadania.gov.br.

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania

Informações para a imprensa:
www.cidadania.gov.br/imprensa

Share

ALAGOAS | Secult divulga resultado final do Edital do Carnaval 2020

Ao todo 66 propostas foram selecionadas, divididas por regiões do Estado.

O Governo de Alagoas, através da Secretaria de Estado da Cultura (Secult/AL), divulgou nesta sexta-feira, 14, o resultado final com os grupos selecionados do Edital do Carnaval 2020. Ao todo 66 propostas foram selecionadas, divididas por regiões do Estado.

net-estandartes

Com um total de R$ 300 mil em premiação, a parte de R$ 240 mil será distribuída para os blocos com prêmios de R$ 4 mil para cada um. Já a premiação de R$ 60 mil será distribuída para as  escolas de samba, com prêmios de R$ 10 mil para cada uma.

O resultado final pode ser conferido no link http://www.cultura.al.gov.br/editais-e-concursos/2019/premio-carnaval-2020/RESULTADO%20FINAL.pdf.

Share

Troça Turma da Jaqueira Segurando o Talo chega à 36ª edição com blocos líricos, orquestras, maracatus rurais e bandas

Considerada pelos foliões como o “Galo da Zona Norte do Recife”, troça carnavalesca está marcada para o dia 15 de fevereiro, tradicionalmente uma semana antes do sábado de carnaval 

Em 1984, os motoristas da Fundação Joaquim Nabuco criaram um bloco em homenagem ao advogado Manoel Cavalcanti de Albuquerque Sá Neto, candidato à presidência da Associação dos Empregados da instituição que foi vencido pelo engenheiro Geraldo Antônio nas eleições de 1983. Com o insucesso de Manoelzinho nas urnas, o grupo de motoristas fundou a troça carnavalesca mista “A Turma da Jaqueira Segurando o Talo”, que chega a sua 36ª edição no ano de 2020, marcada para o dia 15 de fevereiro, uma semana antes do Sábado de Zé Pereira.

Foto: Divulgação /Fundaj

Foto: Divulgação /Fundaj

“O sonho de Manoel (Cavalcanti), que tinha o cargo de diretor de Serviços Gerais da Fundaj, era ser presidente da Associação de Empregados. Como forma de manifestação e ao mesmo tempo com o intuito de animar o pessoal que ficou triste com a derrota na eleição, os motoristas criaram o bloco. Inclusive, não existia agremiação na Zona Norte do Recife. Ela surgiu com o objetivo de propiciar entretenimento nos bairros de Casa Forte, Poço da Panela, Monteiro e Apipucos”, lembrou Edson Bezerra da Silva, presidente da troça desde 2003.

Este ano, “A Turma da Jaqueira” homenageará o líder comunitário Walber Santos, a ex-dirigente da Diretoria Executiva de Controle Urbano do Recife (Dircon) Olímpia Falcão, e o bloco Nós Sofre Mas Nós Goza. A concentração será no campus Casa Forte da Fundaj, a partir das 10h, com saída prevista para as 12h, e contará a participação de três blocos líricos – Eu Quero Mais; Confetes e Serpentinas; Cordas e Retalhos -, três orquestras – Aurora Frevo Orquestra (Timbaúba); Evoé (Recife); Arrecifes Frevo Orquestra (Recife) – e dois maracatus rurais – Piaba de Ouro (mestre Salustiano, da cidade de Tabaraja) e Cruzeiro do Forte (mais antigo do Recife, criado em 7 de setembro de 1929).

Nas ruas, os foliões também serão animados por seis trios elétricos que contarão com André Marreta; banda Beleza Pura, Silvana Salazar, banda Camelô; Eduardo Moreno/A Farra das Poderosas; Malu Marinho, Márcia Lima, Marquinhos Balada e Bel Marcos. O percurso da troça está definido com o seguinte roteiro: Avenida Dezessete de Agosto (início); Rua Doutor Seixas, Rua Luiz Guimarães, Rua dos Arcos, volta pela Dezessete de Agosto e vai até a Rua de Apipucos (fim).

Além dos blocos líricos, orquestras, maracatus rurais e bandas, o público ainda irá se divertir com os bonecos gigantes alusivos a Gilberto Freyre (sociólogo, antropólogo e escritor recifense), Nelson Ferreira (maestro pernambucano), Fernando Freire (ex-presidente e filho de Gilberto Freyre) e Manoel Cavanclati (fundador e presidente da troça, de 1984 a 2001). “Gilberto Freyre sempre gostou muito do bloco. De 1984 a 1986, ele recebeu a troça em sua casa e sempre era homenageado com uma jaca”, relembrou Edson Bezerra.

“A expectativa é que no fim do trajeto cerca de 150 mil foliões ainda estejam acompanhando o bloco.  Vale destacar que não há cordão de isolamento. A segurança vai contar com 230 policiais e 50 guardas, entre eles de trânsito e municipal”, comentou Edson Bezerra.

Consagrada pelos recifenses, principalmente pelos moradores dos bairros de Casa Forte, Poço da Panela, Monteiro e Apipucos, a troça carnavalesca mista “A Turma da Jaqueira Segurando o Talo” é considerada pelos foliões como o “Galo da Zona Norte do Recife”. Na primeira edição, houve um desfile emblemático em um Jeep, que levou uma batucada e um estandarte de madeira. Na ocasião, cerca de cem pessoas estiveram na folia.

Troça

Edgar Alves da Silva, Ivanildo Roberto da Silva, José Carlos Silva, Paulo Coutinho, Jucilo Coutinho e Clóvis França escolheram o nome “A Turma da Jaqueira Segurando o Talo” por conta de uma cena tradicional no campus Casa Forte da Fundaj, exatamente atrás do Museu do Homem do Nordeste (Muhne). Nesse local, os motoristas se reuniam corriqueiramente, nas horas de folga, embaixo de uma jaqueira. O hino da troça é um frevo-canção criado por Jucilo Coutinho e com a partitura de Sebastião Vila Nova.

Nos primeiros anos de existência, o bloco concentrava-se na Barraca Nabuquinho, que ficava em frente à sede da Fundaj, e seguia em direção ao bairro de Apipucos, pela Avenida Dezessete de Agosto e Rua Dois Irmãos até a casa do escritor Gilberto Freyre, patrono da troça.

Serviço

Local: campus Casa Forte/Fundaj – nº 2187
Data: 15 de fevereiro de 2020
Horário da concentração: a partir das 10h
Entrada: Aberto ao público

Homenageados: Walber Santos (líder comunitário) e Olímpia Falcão (ex-dirigente da Dircon – Diretoria Executiva de Controle Urbano do Recife

Atrações

Blocos líricos: Eu Quero Mais; Confetes e Serpentinas; Cordas e Retalhos

Orquestras: Aurora Frevo Orquestra (Timbaúba); Evoé (Recife); Arrecifes Frevo Orquestra (Recife)

Maracatus rurais: Piaba de Ouro (Mestre Salustiano, da cidade Tabaraja) e Cruzeiro do Forte (mais antigo do Recife, criado em 7 de setembro de 1929)

Bandas: André Marreta; Beleza Pura, Silvana Salazar, banda Camelô; Eduardo Moreno/A Farra das Poderosas; Malu Marinho, Marquinhos Balada, Bel Marcos e Márcia Lima

Trajeto: Avenida Dezessete de agosto (início); Rua Doutor Seixas, Rua Luiz Guimarães, Rua dos Arcos, volta pela Dezessete de agosto e vai até a Rua de Apipucos (fim)

Share

ESPORTE NAS FÉRIAS | Em Parazinho (RN), Brincando com Esporte garante diversão e lazer para integrantes do Bolsa Família

Mais de 80% das crianças e dos adolescentes que participaram das atividades durante o mês de janeiro são de famílias atendidas pelo programa federal

Mais de 80% das crianças e dos adolescentes que participaram das atividades durante o mês de janeiro são de famílias atendidas pelo programa federal

Nem sempre o período de férias escolares era sinônimo de diversão para Joalisson Renan da Silva Borges, de 13 anos. Morador de Parazinho, município de cerca de 5 mil habitantes no interior do Rio Grande do Norte, o jovem costumava passar o mês de janeiro ocioso dentro de casa. Em 2020 foi diferente. Joalisson teve pela primeira vez um período de férias escolares repleto de diversão e de lazer durante as atividades do projeto Brincando com Esporte.

Brincando com Esporte atendeu 200 crianças na cidade. Foto: Divulgação

Desenvolvido por meio de parceria entre a Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania e a prefeitura municipal de Parazinho, as atividades do Brincando com Esporte tiveram início no dia 6 e seguiram até 31 de janeiro. Com mais de 80% de beneficiados de famílias que recebem o suporte financeiro do programa Bolsa Família, as ações atenderam 200 crianças e jovens, com idade entre seis e 16 anos.

Conheci novos amigos, gostei dos professores, do lanche, do uniforme, das oficinas, além de participar dos esportes”

Joalisson Renan

“Eu ficava em casa sem fazer nada antes do projeto. Achei muito melhor quando começou o Brincando com Esporte. Eu participava de manhã e de tarde. Conheci novos amigos, gostei dos professores, do lanche, do uniforme, das oficinas de dança, além de participar dos esportes”, contou Joalisson Renan, que mora com a mãe e dois irmãos. A família é atendida pelo Bolsa Família do Ministério da Cidadania.

O Brincando com Esporte tem a missão de suprir o tempo ocioso de crianças e jovens durante os períodos de férias de forma produtiva e saudável, visando sempre a melhor qualidade de vida para os participantes e gerando cidadania. A cidade foi o terceiro município do Rio Grande do Norte que recebeu uma edição do projeto que envolve esporte, lazer e inclusão social.

Crianças participaram de atividades lúdicas durante o período de férias escolares. Foto: Divulgação

Com investimento de cerca de R$ 5 milhões da Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania, o Brincando com Esporte conta com 19 parcerias vigentes, em 19 municípios, com 45 núcleos. Ao todo, são beneficiadas 18 mil crianças e adolescentes.

“Estamos estimulando tanto o poder público municipal quanto estadual para criar oportunidades de diversão, de treinamento e de ocupação dos jovens nos períodos de ociosidade fora de sala de aula. Isso é muito importante, porque é um fator de redução de violência, de consumo de drogas e, principalmente, de melhoria das condições de qualidade de vida e cidadania”

Osmar Terra, ministro da Cidadania

Para o ministro da Cidadania, Osmar Terra, iniciativas como essa contribuem para a redução da violência e para o aumento de qualidade de vida dos jovens. “Estamos estimulando tanto o poder público municipal quanto estadual para criar oportunidades de diversão, de treinamento e de ocupação dos jovens nos períodos de ociosidade fora de sala de aula. Isso é muito importante, porque é um fator de redução de violência, de consumo de drogas e, principalmente, de melhoria das condições de qualidade de vida e cidadania”, ressaltou.

Além de proporcionar diversão e lazer, o projeto serviu em Parazinho como oportunidade para os jovens terem uma vivência social, criar novos círculos de amizades e afastar os pequenos do isolamento social que por vezes surge do uso intenso de celular, videogame e televisão.

Fotos: Divulgação

“Foi algo único para a cidade e que vai ficar marcado na história do município. A nossa cidade é pequena e receber esse evento ficará registrado na memória das crianças. Toda a experiência foi rica, principalmente no quesito de gestão de projeto. Tanto a equipe da prefeitura, da Secretaria de Educação e os voluntários da sociedade civil, que participaram do projeto, puderam viver a experiência rica do esporte, de lazer, da cultura e de desenvolvimento cognitivo e motora das crianças”, explicou o coordenador do projeto no município, Felipe Xavier Cerino.

As crianças tiveram a oportunidade de praticar basquete, vôlei, futsal, handebol, futebol, pular corda, bambolê, jogo de damas, xadrez, danças, músicas, pinturas e criação de brinquedos. As atividades contaram também com equipe multidisciplinar, com enfermeiras, conselheiros tutelares, monitores e professores.
O Brincando com Esporte se apropriou também de espaços públicos que não estavam sendo utilizados na cidade. Assim, eles utilizaram o Ginásio Poliesportivo Tarcísio Maia, na escola do ensino fundamental Tancredo de Almeida Neves, sede do PETI (Programa de Erradicação do Trabalho Infantil), o campo Society e o Estádio Municipal Manuelzão.
Segundo o coordenador, as atividades deram um novo significado para os espaços esportivos do município. “As crianças puderam se apropriar dos espaços e mudaram a visão em relação aos locais, não mais como estruturas vazias”, finalizou.
A surpresa ficou para última semana de atividades. As crianças e jovens participaram de passeios turísticos na capital potiguar. Elas conheceram a Arena das Dunas, que recebeu os jogos da Copa do Mundo de Futebol de 2014, além do Parque das Dunas e do Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (base de força aérea brasileira).
Por Breno Barros
Assessoria de ComunicaçãoMinistério da Cidadania
(61) 3217.1875
www.esporte.gov.br/imprensa
Share

POLÍTICAS PÚBLICAS | Ministério da Cidadania apresenta avanços em 400 dias de governo

Em cerimônia no Palácio do Planalto, presidente Jair Bolsonaro destacou as principais ações realizadas nas áreas do Desenvolvimento Social e Esporte

Brasília/DF – Uma solenidade no Palácio do Planalto, com a presença do presidente Jair Bolsonaro e ministros, comemorou os 400 dias da atual gestão federal, período marcado também por realizações do Ministério da Cidadania, conduzido por Osmar Terra. Entre os destaques apresentados, estão o pagamento da 13ª parcela do Bolsa Família, o auxílio emergencial aos pescadores prejudicados pelas manchas de óleo na costa brasileira e a execução de programas importantes da pasta, como o Criança Feliz e o Roda Bem Caminhoneiro.

O presidente ressaltou que, em pouco mais de um ano, o país já mudou. Parte do mérito, segundo ele, é da equipe de 22 ministros, comprometida com o trabalho. “Com a nossa união, a nossa vontade de acertar, a nossa percepção das necessidades do povo, temos como mudar o destino do Brasil”, afirmou.

Para o ministro da Cidadania, os avanços nas políticas públicas são resultado de aperfeiçoamentos realizados com frequência pela pasta, como a aposta em ações de pente-fino, no estímulo a boas práticas e eficiência em gestão. O trabalho também envolve parcerias com estados e municípios, garantindo maior desenvolvimento nas áreas de assistência e bem-estar, assim como no fomento ao esporte. “Estamos otimizando a utilização de recursos e fortalecendo ações de articulação para melhorar e ampliar os serviços oferecidos à população”, garantiu Terra.

Confira os destaques do Ministério da Cidadania:

13º do Bolsa Família
O pagamento representou o repasse de mais de R$ 2,52 bilhões a 13.170.607 famílias. Além de aumentar o poder de compra, a 13ª parcela estimulou a economia em municípios de todo o Brasil.

Programa Roda Bem Caminhoneiro
Com investimento de R$ 18 milhões, o programa incentiva a criação de cooperativas de caminhoneiros profissionais que trabalham por conta própria. A partir de um aplicativo de celular, os motoristas cooperados terão acesso a uma central de compras digital que proporcionará redução no preço de insumos como óleo diesel, lubrificantes, pneus e peças. Além de gerar renda e melhorar a qualidade de vida da categoria, o programa propiciará às cooperativas assessoramento técnico, apoio em infraestrutura, abastecimento próprio, escritório-contêiner com computador e software de gestão e sistema de pregão eletrônico para compras coletivas.

Auxílio aos pescadores atingidos pelo petróleo na costa brasileira
Por meio do Pagamento de Auxílio Emergencial Pecuniário, o Ministério da Cidadania repassou mais de R$ 130 milhões para os pescadores profissionais artesanais, em situação ativa no Registro Geral da Atividade Pesqueira. A iniciativa beneficiou cerca de 66 mil pessoas de 128 municípios do litoral brasileiro que vivem da pesca artesanal nas localidades em que as manchas de óleo comprometeram a pesca.

Criança Feliz
O Criança Feliz é considerado o maior programa do mundo em acompanhamento domiciliar para o desenvolvimento infantil em famílias de baixa renda. Conduzida pelo Ministério da Cidadania, a estratégia promove o desenvolvimento adequado na primeira infância, integrando ações nas áreas de assistência social, cultura, direitos humanos, educação, justiça e saúde. Até janeiro de 2020, o saldo total de visitados foi de 709.546 famílias, 869.185 indivíduos, 719.862 crianças e 149.323 gestantes em 2.567 municípios. O programa já soma, ao todo, 26.234.628 visitas domiciliares em todo o país.

Caminho Promissor
Com investimento de aproximadamente R$ 3,3 milhões e contemplando 11 municípios, o objetivo é oferecer oportunidades a pessoas com deficiência e jovens em medidas socioeducativas do Cadastro Único, além da aquisição de veículo adaptado para o transporte dos alunos.

Nova Vida
O programa vai oferecer oportunidades de qualificação a jovens em medidas socioeducativas do Cadastro Único em dois municípios do programa Em Frente, Brasil. O investimento é de R$ 200 mil e vai resgatar a autoestima e a valorização de cada integrante da comunidade com a garantia de direitos a partir do incentivo à capacitação profissional.

Vida Saudável Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa
A iniciativa que tem por objetivo promover a prática de atividades físicas, culturais e de lazer para idosos por meio da implementação e desenvolvimento de núcleos de esporte recreativo e lazer em municípios aderidos à Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa. O programa Vida Saudável na modalidade da Estratégia deve atingir cerca de 300 municípios em todo o país por meio da oferta de capacitação (apoio técnico e pedagógico) e da doação kits com materiais para atividades físicas, esportivas, cognitivas e culturais, a serem utilizados nos núcleos.

Estação Cidadania
O governo inaugurou 33 Estações Cidadania em comunidades vulneráveis ou com carência de atividades culturais, esportivas e socioassistenciais. Os espaços buscam a promoção e fomento de iniciativas que viabilizem programas e ações culturais, práticas de atividades físicas, esportivas e de lazer, ações de formação e qualificação para o mercado de trabalho, ações de melhoria na saúde pública, políticas de prevenção à violência e de inclusão digital.

Lei de Incentivo ao Esporte
Foi lançado o novo Sistema da Lei de Incentivo ao Esporte (LIE). A ferramenta pretende simplificar os procedimentos para cadastramento de projetos esportivos e paradesportivos, com o objetivo de diminuir a burocracia e tornar o processo totalmente digital. Somente em 2019, 1,3 mil projetos foram cadastrados e a captação ultrapassou R$ 294 milhões.

Gestão do legado olímpico
Foi criado o Escritório de Governança do Legado Olímpico (EGLO). A entidade tem como função cuidar da gestão e melhor utilizar as estruturas esportivas dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, em especial instalações do Parque Olímpico da Barra e do Parque Olímpico de Deodoro, no Rio de Janeiro.

Projeto Sinais
O Ministério da Cidadania lançou o projeto Sinais, com atividades culturais, esportivas e de cidadania voltadas às pessoas com deficiência auditiva. O público-alvo são os inscritos nos programas de transferência de renda do governo, como o Bolsa Família. Nessa primeira etapa, participam cinco municípios, que irão oferecer as atividades nas Estações Cidadania, já no próximo ano.

Projeto Integra
Foi assinado o acordo de cooperação técnica Integra Brasil entre o Ministério da Cidadania, Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Trata-se de um projeto inédito para promover campanhas durante os jogos de futebol sobre prevenção à violência e ao uso de drogas.

Jogos Sul-Americanos Escolares
O Brasil conquistou o direito de sediar a edição de 2020 dos Jogos Sul-Americanos Escolares. Na última edição, em 2019, no Paraguai, os 168 atletas brasileiros conquistaram o resultado recorde de 103 medalhas: 52 ouros, 28 pratas e 23 bronzes. Foi o melhor desempenho do Brasil na história dos jogos.

Por Diego Queijo

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cidadania

Informações para a imprensa:
(61) 2030-2266 / 2412
www.cidadania.gov.br/imprensa

Share