Secretaria de Cultura de Alagoas divulga cronograma do edital Em Cantos

Secretaria de Cultura divulga cronograma do edital Em Cantos

A Secretaria de Estado da Cultura divulgou no Diário Oficial na última terça-feira (28) a programação do Festival Em Cantos.

As músicas inscritas serão analisadas até o dia 5 de julho, e a publicação do resultado da seleção inicial será no dia 6 de julho. Em caso de recursos, o prazo será de 7 a 13 de julho, com resultado final previsto para o dia 25 de julho.

As apresentações da primeira eliminatória serão realizadas de 8 de outubro a 6 de novembro. A grande final e premiação serão no dia 22 de novembro.

O edital selecionará participantes para o I Festival de Música Popular, que acontecerá em duas etapas, sendo a primeira eliminatória realizada em cinco cidades do Estado e a final em Maceió. Um júri especializado na área musical analisará os quesitos melodia, letra, afinação e ritmo, interpretação e performance.

O Festival de Música Popular Alagoana tem como objetivo aprimorar e desenvolver a cultura musical, valorizar os adeptos da música, estimular e descobrir novos talentos, promover a difusão, o fomento, o intercâmbio artístico-cultural e oferecer ao público um evento de nível e qualidade musical para o estado

As composições selecionadas para a final receberão R$ 6 mil para o vencedor, R$ 4 mil para o 2º lugar e R$ 2.500 para o 3º colocado. Também haverá premiação de R$ 1 mil para melhor intérprete, melhor letra e voto popular.

Mais informações sobre o Festival Em Cantos de Alagoas pelo telefone (82) 3315-7867.

Os concorrentes devem ficar atentos ao novo calendário:

File EDITAL – I Em Cantos de Alagoas – Festival de Música Popular Alagoana

File REGULAMENTO PRÉVIO – I EM CANTOS DE ALAGOAS – FESTIVAL DE MÚSICA POPULAR ALAGOANA

File Anexo I – Ficha de Inscrição – WORD

File ANEXO I – Ficha de Inscrição – I Em Cantos de Alagoas – Festival de Música Popular Alagoana

File ANEXO II – Termo de Autorização-Cessão uso de Imagem e Som – I Em Cantos de Alagoas – Festival de Música Popular Alagoana

File ANEXO III – Termo de Autorização para Participação de Menor – I Em Cantos de Alagoas – Festival de Música Popular Alagoana

File ANEXO IV – Termo de Autorização de execução pública – I Em Cantos de Alagoas – Festival de Música Popular Alagoana

File CRONOGRAMA ATUALIZADO

Share

Divulgado o resultado preliminar da habilitação na chamada de desenvolvimento de projetos do Programa Brasil de Todas as Telas

Preview

A ANCINE e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE)divulgaram o resultado preliminar da fase de habilitação da Chamada Pública PRODAV 05/2015 do Programa Brasil de Todas as Telas. O edital recebeu um número recorde de inscrições. Um total de 893 projetos tiveram a inscrição finalizada no sistema. Na edição anterior, a chamada recebeu 598 propostas.

Após a análise da documentação, foram consideradas habilitadas 752 propostas. A ata com o resultado preliminar apresenta a lista dos projetos habilitados e inabilitados, juntamente com as justificativas que acarretaram as inabilitações. A chamada disponibiliza a soma de R$ 10 milhões, em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), para o desenvolvimento de projetos de obras audiovisuais seriadas e não seriadas de longa-metragem e de formatos de obra audiovisual, brasileiros de produção independente, destinados aos segmentos de TV aberta e por assinatura, salas de exibição e vídeo por demanda.

Proponentes têm prazo de 10 dias para apresentar recursos

Os responsáveis pelos projetos inabilitados têm agora um prazo de dez dias corridos (até o dia 7 de julho) para interpor recursos, exclusivamente por meio do Sistema de Inscrições do FSA. Não será aceita nenhuma documentação complementar nem retificação da documentação apresentada na inscrição. O resultado do julgamento dos recursos será divulgado juntamente com a lista definitiva de projetos habilitados, que passarão então à fase de seleção, de caráter classificatório.

Saiba mais sobre o Programa Brasil de Todas as Telas

O Programa Brasil de Todas as Telas, lançado em julho de 2014, foi moldado para atuar na expansão do mercado e na universalização do acesso às obras audiovisuais brasileiras. O Programa, uma ampla ação governamental que visa transformar o País em um centro relevante de produção e programação de conteúdos audiovisuais, foi formulado pela ANCINE em parceria com o MinC, e com a colaboração do setor audiovisual por meio de seus representantes no Comitê Gestor do Fundo Setorial do Audiovisual – FSA.

Os resultados do Programa vêm superando as metas estabelecidas. Foram 437 longas-metragens e 396 séries ou telefilmes apoiados. A aposta no investimento em desenvolvimento de projetos também foi bem-sucedida, rendendo a estruturação de 69 núcleos criativos em todas as regiões do país, e garantindo o desenvolvimento de 700 novos projetos de obras audiovisuais.

Em seu terceiro ano, o Programa Brasil de Todas as Telas garante a continuidade de uma política pública vigorosa para o audiovisual brasileiro. Para dar previsibilidade às suas ações de investimento, a ANCINE disponibilizou o Calendário de Financiamento para o biênio 2016/2017, que traz as datas previstas para a abertura e divulgação de resultados das chamadas públicas do Programa.

Share

ANCINE divulga aprovados para fase de Defesa Oral na Chamada PRODECINE 01/2015 do Programa Brasil de Todas as Telas

ProdecineA ANCINE e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE)divulgaram a Ata da Reunião de Análise de Recursos e Lista Definitiva dos projetos aprovados para a fase de Defesa Oral daChamada Pública PRODECINE 01/2015 do Programa Brasil de Todas as Telas. Após a avaliação de 47 recursos interpostos, um total de 74 projetos, incluindo os de maior pontuação geral e os contemplados nas cotas regionais, passa agora à fase de defesa oral, quando os proponentes terão a oportunidade de defender e apresentar presencialmente os seus projetos aos membros do Comitê de Investimento do FSA.

As datas e horários marcados para as apresentações de cada projeto, assim como regras e procedimentos para a participação na fase de defesa oral estão dispostas no documento de Convocação, publicado no site do BRDE.

O edital, que disponibiliza R$ 40 milhões em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) para investimentos em projetos de longas-metragens de ficção, animação ou documentário destinados às salas de cinema, totalizou 278 projetos inscritos, dos quais 239 foram aprovados na etapa de habilitação.

Os proponentes responsáveis pelos projetos classificados para a fase de Defesa Oral têm o prazo de dez dias para atualizar o formulário de inscrição do projeto no sistema.

Saiba mais sobre o Programa Brasil de Todas as Telas

O Programa Brasil de Todas as Telas, lançado em julho de 2014, foi moldado para atuar na expansão do mercado e na universalização do acesso às obras audiovisuais brasileiras. O Programa, uma ampla ação governamental que visa transformar o País em um centro relevante de produção e programação de conteúdos audiovisuais, foi formulado pela ANCINE em parceria com o MinC, e com a colaboração do setor audiovisual por meio de seus representantes no Comitê Gestor do Fundo Setorial do Audiovisual – FSA.

Os resultados do Programa vêm superando as metas estabelecidas. Foram 437 longas-metragens e 396 séries ou telefilmes apoiados. A aposta no investimento em desenvolvimento de projetos também foi bem-sucedida, rendendo a estruturação de 69 núcleos criativos em todas as regiões do país, e garantindo o desenvolvimento de 700 novos projetos de obras audiovisuais.

Em seu terceiro ano, o Programa Brasil de Todas as Telas garante a continuidade de uma política pública vigorosa para o audiovisual brasileiro.

Share

Maranhão e Pernambuco foram contemplados na Mostra Funarte de circo, dança e teatro durante as Olimpíadas

Mostra_Funarte_final

A Fundação Nacional de Artes (Funarte) divulgou o resultado final de seleção dos editais Mostra Funarte de Festivais – Circo, Dança e Teatro e Circuito Funarte Cena Pública. Com recursos do Ministério da Cultura (MinC), ambos visam promover a cultura nacional por meio de programação artística em equipamentos da Funarte e em espaços públicos abertos no período dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos 2016.

Na Mostra Funarte de Festivais – Circo, Dança e Teatro foram contemplados nove projetos, que integrarão a programação artística dos teatros Dulcina e Cacilda Becker e da Escola Nacional de Circo, no Rio de Janeiro, de 30 de julho a 4 de setembro. O investimento total é de R$ 1,9 milhão e o prêmio para cada selecionado, de R$ 200 mil. Com essa iniciativa, o MinC e a Funarte pretendem dar ampla visibilidade a uma importante rede de difusão, formação e promoção do acesso à diversidade da produção artística brasileira, constituída pelos festivais nacionais de Circo, Dança, Teatro e suas transversalidades.

Já o Circuito Funarte Cena Pública contemplou 10 projetos, com premiação de R$ 100 mil para cada selecionado. Entre os dias 3 e 20 de agosto, cada selecionado vai promover a circulação de espetáculos, performances cênicas ou intervenções em espaços públicos abertos em duas das cidades onde serão disputadas partidas de futebol durante os jogos – Belo Horizonte, Brasília, Manaus, Salvador e São Paulo. O investimento total é de R$ 1,1 milhão. O principal objetivo deste edital é valorizar e fomentar a arte de rua e o uso dos espaços públicos.

RESULTADO FINAL – CIRCUITO FUNARTE CENA PÚBLICA

  • SOC. CULTURAL DO BUMBA MEU BOI E TAMBOR DE CRIOULA UNIDOS DE SANTA FÉ BUMBA-MEU-BOI DE SANTA FÉ: ARTE POPULAR DO MARANHÃO E A ENCENAÇÃO DO AUTO DO BUMBAMEU-BOI – SÃO LUIS (MA);
  •  CLUBE CARNAVALESCO MIXTO SEU MALAQUIAS FREVANDO NAS OLIMPÍADAS – RECIFE (PE).

RESULTADO FINAL – MOSTRA FUNARTE DE FESTIVAIS (CIRCO, DANÇA E TEATRO)

TEATRO CACILDA BECKER

  • ASSOC. CULTURAL DE ARTISTAS INTEGRADOS – CENA CUMPLICIDADES – RECIFE (PE );
  • REMO PRODUÇÕES ARTÍSTICAS LTDA. ME –  MOSTRA ACESSÍVEL RIO DAS OLIMPÍADAS (22º JANEIRO DE GRANDES ESPETÁCULOS – FESTIVAL INTERNACIONAL DE ARTES CÊNICAS DE PERNAMBUCO) – RECIFE (PE).

Acesso rápido

Share

Sai resultado preliminar da Convocatória para Ocupação de Espaços do FIG

A Secretaria de Cultura de Pernambuco e a Fundarpe anunciam o resultado preliminar da Convocatória para ocupação dos espaços de Literatura e Artesanato do 26º Festival de Inverno de Garanhuns.

Confira AQUI as relações de habilitados e desabilitados LITERATURA
E nesse LINK os resultados relativos ao espaço do ARTESANATO
Acesse AQUI  todos os arquivos relativos à Convocatória

Normando Siqueira/Secult-PE

Normando Siqueira/Secult-PE

Tradicional polo de comercialização do artesanato pernambucano durante o FIG

De acordo com o edital, recursos ao resultado desta primeira etapa devem ser apresentados até a próxima quarta-feira, 29 de junho. Os interessados devem preencher o FORMULÁRIO DE RECURSO e apresentá-lo na sede da Secult/Fundarpe (8h às 17h) ou encaminhá-lo para o e-mail coordartesanatope@gmail.com / literatura.secultpe@gmail.com, anexando documentos que se fizerem necessários.

Mais informações pelo telefone: (81) 3184.3072

Share

Secult Alagoas lança edital para I Concurso de Contos Heliônia Ceres

CONCURSO HELIONIAOs escritores alagoanos ganharam mais uma oportunidade para fortalecer e dar visibilidade as suas produções literárias. Em incentivo à criação artística local, a Secretaria de Estado de Cultura (Secult) lançou o edital referente ao I Concurso de Contos Heliônia Ceres. As inscrições já estão abertas e seguem até o próximo dia 20 de julho.

Para participar do projeto, cada candidato poderá inscrever um conto inédito, ou seja, nunca premiado em concursos anteriores e não publicados em livros, com temática livre e escrito em língua portuguesa.

Todos os autores residentes em Alagoas e maiores de 18 anos estão aptos a concorrer, para isso, basta que sejam anexadas e enviadas em envelopes pelos correios cópias de documentos pessoais (RG e CPF) junto com a proposta e a respectiva ficha de inscrição.

A avaliação das produções inscritas será de responsabilidade da comissão julgadora, que será constituída por escritores, especialistas em literatura, jornalistas e críticos literários indicados pela Secult.

Serão selecionados os trabalhos que alcançarem pontuação média igual ou maior a 25 pontos, premiados com o montante de R$ 6.500, distribuídos entre as três primeiras colocações no valor de R$ 3  mil, R$ 2 mil e R$ 1.500, respectivamente.

O resultado final do concurso será divulgado entre os dias 18 e 24 de agosto e publicado no Diário Oficial do Estado.

Critério das obras

Enquadram-se nos critérios exigidos pelo concurso, contos de no mínimo uma e no máximo cinco laudas de texto que estejam em conformidade com o novo acordo ortográfico da Língua Portuguesa.

As obras devem ainda obedecer ao formato A4, margem 3cm x 2cm, todas as folhas contadas e numeradas no canto superior direito, texto escrito em fonte Times New Roman, corpo 12, justificado e espaçamento de 1,5.

Confira o edital e seus anexos:

 🔎 File EDITAL – I CONCURSO DE CONTOS HELIÔNIA CERES

🔎 File ANEXO I – FICHA DE INSCRIÇÃO

🔎 File ANEXO II – Formulário de Recurso

Share

Programa de Ações Culturais seleciona projetos de Artes Visuais, Audiovisual e Fotografia em Fortaleza (CE)

A Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza torna público o Edital de Apoio Financeiro à Produção e Publicação em Artes 2016 – Lote 2. O concurso prevê o montante de R$ 376.200,00 mil e selecionará projetos nas linguagens Artes Visuais, Audiovisual eFotografia. O Edital faz parte do Programa de Ações Culturais de Fortaleza, cujo Lote 2 do certame está sendo realizado pelo Instituto Bela Vista, selecionado para este fim pela Secultfor. Acesse edital na íntegra aqui.

Para cada uma das três linguagens serão selecionados 10 projetos, que receberão o valor de R$ 10.500,00, cada. Os proponentes poderão concorrer livremente com projetos de manutenção de grupos, criação, fruição, pesquisas, memória, publicação e montagem. Os projetos selecionados deverão ser realizados em até seis meses, contados a partir do recebimento do recurso financeiro.

Os interessados poderão se inscrever até o dia 27 de julho de 2016. As inscrições são gratuitas e deverão ser realizadas através de entrega da documentação em envelope lacrado, na sede do Instituto Bela Vista (Rua Desembargador Felismino, 219 – Autran Nunes), nos horários de 9 às 12 horas e das 13 às 16h30min, ou encaminhadas por meio dos serviços de postagem de correspondência da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos – ECT, na modalidade SEDEX, com Aviso de Recebimento (AR).

O objetivo do Edital é a ampliação e democratização das oportunidades de criação, circulação e fruição dos bens culturais, gerando algumas condições para a criação e a circulação da arte e da cultura. A seleção será realizada em duas etapas. A primeira será a seleção conceitual e técnica, de caráter classificatório e eliminatório. Os selecionados na primeira fase seguirão para a etapa de habilitação jurídico fiscal, que tem caráter eliminatório. A Comissão de Seleção será formada por três pareceristas, especialistas em linguagens.

Serviço:

Edital de Apoio Financeiro à Produção e Publicação em Artes 2016 – Lote 2 (Artes Visuais,Audiovisual e Fotografia)

Inscrições: Até o dia 27 de julho de 2016, no Instituto Bela Vista (Rua Desembargador Felismino, 219 – Autran Nunes, Fortaleza/Ceará), nos horários de 9h às 12h e das 13h às 16h30min, ou encaminhadas por SEDEX, com Aviso de Recebimento (AR).
Acesse Edital na íntegra aqui
Mais informações:
3081.8949 / 98667.6378

Share

Governo do Estado da Paraíba inscreve para mais de 170 vagas em oficinas de férias no Espaço Cultural

circo-em-familia-2Teatro, pintura, quadrinhos, música, ilustração, circo, dança, origami. Nas férias de julho, a Fundação Espaço Cultural (Funesc) vai oferecer oficinas em todas essas áreas. As inscrições já estão abertas, em João Pessoa e Campina Grande, onde as aulas serão ministradas. As oficinas são voltadas para crianças, adolescentes e adultos.

Conforme Nézia Gomes, presidente da Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc), o objetivo é oferecer alternativas de atividades de lazer e de aprendizado lúdico para os jovens e também fomentar a atividade em família. Algumas oficinas são voltadas para o aprendizado, lazer e desenvolvimento conjunto de pais e filhos.

Serão abertas mais de 170 vagas para crianças, pré-adolescentes, adolescentes e adultos em oficinas ministradas nos três turnos, durante a semana e também nos finais de semana. Há alternativas para todas as idades e diversas opções de horários. Abaixo, veja detalhes de algumas das oficinas que serão ministradas:

Brincando de teatro

Esta oficina propõe a experiência teatral a partir da vivência de jogos e exercícios cênicos que estimulam no aluno a interpretação. O teatro desenvolve potencialidades artístico-criativas em todas as idades. Trabalha coordenação motora, atenção e o conhecimento de si e do outro. Tudo isso, através do jogo e de atividades diversas de forma envolvente e participativa. Com uma metodologia específica para aulas de teatro, com base nos estudos de Viola Spolin e Ingrid Dormien Koudela, as oficinas trabalham exercícios que despertam a consciência corporal e procuram deixar o aluno à vontade para expressar-se e desinibir-se.

O objetivo é entender o fazer teatral como uma prática saudável, onde o faz-de-conta domina de uma forma espontânea. Assim, através da composição de cenas, jogos, atividades do folclore e situações do cotidiano infantil, são transmitidos conteúdos de Improvisação Teatral, Expressão Corporal e Vocal. O curso é destinado a crianças na faixa etária de 4 a 8 anos. As aulas acontecem no período de 4 a 15 de julho, das 9h30 às 11h30. O investimento é de R$ 60. Inscrições até 1º de julho no DDAC (Espaço Cultural), de segunda a sexta, das 10h às 17h. Ministrante: Juliana Marques.

Teatrando nas Férias

A oficina será voltada para crianças e pré-adolescentes, entre 9 e 14 anos de idade. Ministrada por Maurício Barbosa, a oficina será de 18 a 29 de julho, entre 14h e 16h. A inscrição para 20 vagas pode ser feita até o dia 1º de julho, no DDAC da Funesc, e custa R$ 60.

Professor, ator e dançarino, Maurício Barbosa é mestrando em Artes Cênicas pela UFRN e licenciado em Teatro pela UFPB. Ele desenvolve pesquisas na área Teatro-Educação e investiga a relação dos jogos corporais e sua relação com o ensino de teatro. Maurício integra o Grupo Teatral Sala Verde e o Mais Um Coletivo de Arte. Mais informações pelo telefone (83) 3211-6225.

Oficina integrada de iniciação teatral e maquiagem artística

A Oficina Integrada tem o objetivo de unir, de forma prática e interativa, a iniciação teatral com a experimentação da maquiagem artística, onde os participantes poderão ter uma vivência com jogos teatrais, montagem de cenas e dramatização atrelados ao desdobramento visual da maquiagem. A oferta é de 25 vagas e as aulas acontecem nos dias 3, 10 e 17 de julho, das 15h às 17h, totalizando carga horária de 6 horas. O curso é destinado a crianças e adolescentes na faixa etária dos 9 aos 15 anos. A taxa de inscrição custa R$ 60. Ministrantes: Heráclito Cardoso (Teatrólogo /Mestre em Artes Cênicas) e Everton Joaquim (Teatrólogo).

Brincadeiras cantadas na escola

A oficina “Adinganglô – Brincadeiras Cantadas” é inteiramente dedicada à cultura da infância. Promove uma vivência lúdica para profissionais da educação, pais, brincantes e o público em geral. Suas atividades integram a música e a dança, além de proporcionar o contato com jogos e brincadeiras populares. Tendo como mola propulsora o brincar, a oficina traz vivências diversificadas que estimulam o potencial criativo da criança auxiliando no desenvolvimento da criatividade, da memória, do afeto, da alegria e da tolerância pela diversidade.

Por meio da prática de um dinâmico repertório de canções e brincadeiras tradicionais brasileiras, a oficina oferece procedimentos que auxiliam no desenvolvimento tanto da criança, quanto do educador. A oficina tem como objetivo resgatar e apresentar jogos, músicas e brincadeiras tradicionais da nossa cultura, conhecendo maneiras diferentes e divertidas de experimentar o brincar. O curso se destina a jovens e adultos com idade a partir de 16 anos. As aulas acontecem nos dias 20 e 21 de julho, das 14h às 17h. O investimento é de R$ 50. Total de vagas: 25. Ministrante: Danielle Gomes (do grupo Contação de Rua).

Caixa mágica – brincando com a luz

Uma aventura através do olhar desenvolvendo a compreensão da imagem enquanto meio de conhecimento e expressão. Na oficina são trabalhados não só os aspectos do produtor de imagens como também os do observador crítico. Os exercícios desenvolvidos, entre outros, abordam os seguintes itens: os canais de percepção, a transformação da expressão nas diferentes linguagens, a educação dos sentidos, a coordenação motora, a formação de conceitos, o pré-conceito e a intuição, a leitura de sinais, símbolos e signos, o descondicionamento do olhar, a descoberta do corpo, a leitura não verbal, o ritmo e o tempo psicológico, a síntese, a ocupação do espaço, a composição e o equilíbrio, a fisiologia da visão etc. Construção da câmara escura – experimento científico que revela o princípio da fotografia e a sua história.  O grande segredo da caixa está em seu processo de montagem, através de exercícios com jogos, rodas, dramatizações e técnicas de sensibilização; amplia-se o contato direto com as sensações e emoções do indivíduo.

O curso se destina a crianças, adolescentes, profissionais e amadores, estudantes, professores e arte educadores, bem como pessoas que queiram ampliar seus conhecimentos sobre a linguagem visual. As aulas acontecem de 26 a 29 de julho, das 14h às 18h. Total de vagas: 30. Investimento: R$ 60. Inscrições no DDAC (Espaço Cultural), de segunda a sexta, das 10h às 17h. Ministrante: Ricardo Peixoto.

Contação de histórias: olhos de coruja, orelhas de elefante

Por que e pra quem contar histórias? Como elas funcionam no imaginário infantil? Qual o poder transformador presente nas narrativas orais? Como escolher a história apropriada para cada faixa etária? Posso/devo ensinar por meio das histórias? A oficina “Olhos de coruja, orelhas de elefante” traz estes e muitos outros questionamentos e convida os participantes a construírem juntos as respostas para cada um deles.

Tendo como matéria prima a palavra, esta oficina pretende apresentar o conto como uma linguagem universal, a linguagem do afeto e do encantamento. Para contar, é preciso, antes de tudo, se divertir para pode encantar. Contar histórias é deixar pegadas afetivas no coração das pessoas. Cada história é, antes de tudo, uma troca e o produto final é uma colorida colcha de retalhos de palavras. O contador de histórias precisa ter a habilidade de utilizar o seu corpo e sua voz, despertando sensações e emoções no ouvinte. A palavra é o elemento mais fantástico para trabalhar as emoções das pessoas. Existem algumas técnicas fundamentais para que a história seja bem compreendida.

Nesta oficina, a educadora Danielle Gomes aborda os conceitos básicos da narrativa, definindo a matéria prima do contador de histórias e aprofundando, de maneira prática, interativa e prazerosa temas importantes para o contador de história. Dias: 13 e 14 de julho, das 14h às 17h. Faixa etária: a partir de 16 anos. Total de vagas: 25. Investimento: R$ 50. Inscrições no DDAC (Espaço Cultural), de segunda a sexta, das 10h às 17h. Ministrante: Danielle Gomes (do grupo Contação da Rua).

Oficina de quadrinhos

Já a oficina de quadrinhos para crianças será ministrada por Igor Tadeu, que abordará os preceitos básicos da construção de uma história em quadrinhos de forma prática e atrativa para as crianças, realizando uma introdução à produção literária de narrativas gráficas, com uma abordagem que prioriza a construção criativa e desenvolvimento de uma história em prol de uma ideia.

São dez vagas para crianças e pré-adolescentes entre 8 e 13 anos de idade. Para se inscrever e participar, basta gostar de quadrinhos e ter interesse em desenho. A inscrição custa R$ 60 e pode ser feita até o dia 8 de julho, no DDAC da Funesc. As aulas serão de segunda a sexta, entre 11 e 15 de julho, das 15h às 17h.

Além de apresentar algumas técnicas de trabalho e estilos, o curso visa desenvolver a liberdade criativa singular de cada criança. Igor Tadeu atua desde 2005 como ilustrador, mesmo ano em que começou a produção de tiras e quadrinhos. Com o Coletivo WC, além de webcomics, publicou tiras no Jornal A União e as revistas Sanitário. Além de publicar duas revistas solo de forma independente: One Hit Wonders (2012) e Uma História em cada Garrafa (2013), bem recebidas pela crítica especializada. Mais informações pelo telefone (83) 3211-6225.

Oficina de pintura

O professor Carlos Nunes ministrará uma oficina de pintura com o tema ‘Expressionismo Realista’ (óleo sobre tela). As aulas serão às terças-feiras, das 18h30 às 20h30 e começam dia 5 de julho, com duração de três meses. A idade mínima para inscrição é de 15 anos de idade e a turma será composta por dez alunos.  Inscrições terminam dia 30 deste mês. Informações: (83) 3211-6225.

Férias circenses

A Escola Livre de Circo Djalma Buranhêm oferece vagas para oficinas de férias que acontecerão na Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc), abrindo a III edição do projeto Circo nas Férias. A programação começa dia 4 de julho, com atividades voltadas para o universo do circo. Há turma destinada para crianças com idade entre 5 e 8 anos para o curso Circo em Família; outras para crianças de 9 a 13 anos, e outra para jovens e adultos acima de 14 anos. Ao todo, cinco turmas (com 15 vagas para cada uma). Os interessados têm até 1º de julho para se inscrever e a taxa de participação é de R$ 70.

O programa das oficinas inclui técnicas circenses de aéreo e solo. Para participar, não é exigida experiência anterior em circo. As atividades serão ministradas por Isabella Medeiros (jovens e adultos – 15h às 17h) e Giovanna Lima (jovens e adultos – 9h às 11h), Marinalva Rodrigues (crianças – 15h às 17h) e Irla Medeiros (crianças – 9h às 11h) e por fim Kleber Marone e Simone Alves (crianças aos sábados – 14h às 16h).

As matrículas devem ser feitas presencialmente junto à Diretoria de Desenvolvimento Artístico e Cultural (DDAC), do Espaço Cultural José Lins do Rego, em Tambauzinho, das 13h às 16h30, de segunda a sexta-feira. Mais informações pelo telefone (83) 3211-6225.

Férias circenses em Campina Grande

Também haverá oficinas para jovens e adultos em Campina Grande, para alunos acima de 14 anos de idade. As aulas acontecerão sempre as terças e quintas-feiras, das 15h às 17h, no Cine-Teatro São José. O custo é de R$ 50 e as aulas serão ministradas por Erickson Canuto.

Já a oficina de circo para crianças a partir dos 7 anos de idade será aos sábados, entre 15h e 17h, também no Cine-Teatro São José. A inscrição custa R$ 40 e o ministrante também será Erickson Canuto. A programação começa dia 5 de julho, com atividades voltadas para o universo do circo.

Danças Urbanas em Campina Grande

A Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc), em parceria com O Let’s Go Grupo de Dança, realizará no dia 12 de julho, na unidade I Cine-Teatro São José, a oficina de Danças Urbanas.  As inscrições para 20 vagas serão gratuitas e o formulário online já está disponível na página do Cine-Teatro São José no Facebook.

A oficina tem como objetivo possibilitar ao aluno a oportunidade de conhecer algumas linguagens das danças urbanas. E serão trabalhados temas como a Origem/história das danças urbanas, mostrando os quatro elementos do hip hop, a sensibilização rítmica e percepção espacial e o hip hop dance – trabalho coreográfico com movimentos individuais.

O Cine-Teatro São José fica na Rua Lino Gomes da Silva, Bairro de São José. O horário de atendimento é das 9h às 12h e das 14h às 17h. Informações: (83) 9 8760-3286 ou no Facebook seguindo os perfis funescgovpb ou CineTeatroSãoJosé.

Share

Ministério paga dívida de editais da Funarte em atraso desde 2014

carequinhaO Ministério da Cultura recebeu a primeira parcela da ampliação financeira de R$ 236 milhões acordada com o governo federal para pagamento de dívidas. Entre os compromissos que estão sendo quitados em junho estão prêmios da Fundação Nacional de Artes (Funarte), alguns destes em atraso desde 2014. Artistas, grupos e companhias contemplados, por exemplo, nos editais Myriam Muniz, de teatro; Klauss Vianna, de dança; e Carequinha, de estímulo ao circo; vão receber suas premiações.

O Prêmio Carequinha, de estímulo ao circo, está entre os que estão sendo quitados (Foto: Divulgação).

Apenas o Prêmio Carequinha selecionou 113 propostas em 17 Estados, nas cinco regiões do país. O resultado foi divulgado em outubro de 2015 e, desde então, não tinha sido pago. A lista de editais da Funarte, que estavam em atraso e estão sendo pagos este mês, inclui os prêmios de Artes Marcantônio Vilaça, Apoio a Orquestras; Artes Visuais 12ª Edição; XV Marc Ferrez Fotografia, Arte Contemporânea e Mercosul Arte Visual.

A dívida da Funarte referente aos anos de 2014 e 2015 era de mais de R$ 20 milhões. Outros R$ 8,2 milhões para o exercício de 2016 só foram assegurados com o aporte extra liberado para o Ministério da Cultura. O aporte de R$ 236 milhões recompõe o Orçamento aprovado no início do ano – de R$ 604 milhões – e afasta o risco que havia de alguns museus fecharem as portas durante as Olimpíadas.

Novo presidente da Funarte é Humberto Braga

Servidor de carreira da Fundação Nacional de Artes, Humberto Braga foi anunciado como novo presidente da Funarte pelo Ministro da Cultura, Marcelo Calero. Braga já foi secretário de Música e Artes Cênicas do Ministério da Cultura e diretor de Artes Cênicas da Funarte. Braga é conhecido pelo trabalho dedicado ao teatro para a infância e juventude. Foi agraciado com o Prêmio Zilka Sallaberry de Teatro Infantil de 2015 na categoria especial.

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura
Share

Últimos dias para indicações à Ordem do Mérito Cultural

omc-2016-internaFaltam quatro dias para o fim das indicações de candidatos a serem homenageados na 22ª edição da Ordem do Mérito Cultural (OMC), principal condecoração pública da área da cultura. Até 30 de junho, qualquer pessoa pode sugerir artistas, instituições, iniciativas culturais e grupos artísticos que mereçam receber o prêmio por suas relevantes contribuições à cultura brasileira. A cerimônia de homenagem é realizada anualmente no dia 5 de novembro, em comemoração ao Dia Nacional da Cultura.

Desde 1995, mais de 500 personalidades e instituições foram agraciadas com a OMC. Entre elas, atores, músicos, escritores, acadêmicos, mestres de cultura popular, entidades públicas e privadas com trabalhos culturais importantes nas áreas de inclusão social, artes, audiovisual e educação. Para a edição 2016, já foram feitas 320 indicações.

Entre os já agraciados, nomes famosos, como os escritores Lygia Fagundes Telles, Ariano Suassuna, Nelson Rodrigues e Clarice Lispector, os atores Fernanda Montenegro, Antônio Fagundes, Marieta Severo e Paulo Gracindo, os músicos Milton Nascimento, Hermeto Paschoal e Luiz Gonzaga, os artistas plásticos Athos Bulcão e Tomie Ohtake, o chef de cozinha Alex Atala, o arquiteto Oscar Niemeyer e o urbanista Lúcio Costa, entre muitos outros.

Mestres de rica e diversa cultura popular brasileira também estão entre os homenageados, como os artesãos Espedito Seleiro e Mestre Vitalino, a cirandeira Lia de Itamaracá, os indígenas Davi Kopenawa Yanomami e Ailton Krenak, as ialorixás Mãe Stella de Oxóssi e Mãe Beth de Oxum, o mestre de congada Tião Oleiro e a artista plástica Goiandira do Couto.

Como fazer indicações

As indicações de nomes podem ser feitas on-line, por e-mail ou pelos Correios (Ministério da Cultura, Esplanada dos Ministérios, Bloco B, Assessoria de Comunicação Social, 4º andar, CEP 70068-900 Brasília – Distrito Federal). Os interessados em participar devem preencher o formulário de indicação.

Após o término do período de indicações, uma comissão técnica indicada pelo ministro da Cultura emitirá um parecer conclusivo e o encaminhará para avaliação do Conselho da Ordem do Mérito Cultural. Após a aprovação dos nomes pelo Conselho, o presidente da República admite as personalidades e instituições na OMC, por meio de Decreto Presidencial.

A Ordem do Mérito Cultural é composta por três classes: Grã-Cruz, Comendador e Cavaleiro. É possível que a mesma pessoa receba a comenda mais de uma vez, porém em classes diferentes. Os órgãos e entidades públicas e privadas, nacionais e estrangeiras são admitidos na Ordem sem grau de classes.

OMC 2015

Em 2015, a OMC homenageou o poeta paulista Augusto de Campos, também condecorado na classe Grã-Cruz, a mais alta de todas. Além disso, foram premiadas 29 personalidades e cinco entidades culturais. Foram recebidas, no total, 354 indicações de pessoas e instituições a serem homenageadas.

Sobre o Dia Nacional da Cultura

Criado por lei em 15 de maio de 1970, o Dia Nacional da Cultura é comemorado no dia 5 de novembro. A data homenageia o nascimento do jurista, político, escritor e diplomata baiano Rui Barbosa (1849-1923).

Share