Projeto Som sem Plugs divulga minidocumentário sobre região do Seridó Potiguar

Registros, paisagens, cultura, personagens, musicalidade e belos depoimentos. É com esses ingredientes que o projeto Som sem Plugs lança o minidocumentário sobre a incursão realizada na região do Seridó no mês de maio deste ano. O projeto que já disseminou várias vozes e traços artísticos do interior do Rio Grande do Norte divulga o último audiovisual da temporada, tendo como cenário, as cidades de Caicó, São José do Seridó e Currais Novos.  

Entrevista Dodora

O filme traz registros relevantes sobre políticas públicas, desenvolvimento social, gestões políticas, e claro, depoimentos e experiências de grandes personagens da cultura na região, como: Francinaldo Moura, Manoel Neto, João Antônio e Assis Costa de Currais Novos e Anailza Viola, Dodora Cardoso e Edvanio Santos de Caicó.  

Gravando Entrevista com Produtor Cultural Sesc Seridó

Não deixe de conferir este trabalho. Acesse www.somsemplugs.com.br ou entre por meio das redes sociais do projeto. Assista, se emocione e divulgue a região do Seridó.

Entrevista Anailza

O Som sem Plugs conta com o patrocínio da Cosern – Grupo Neoenergia através da Fundação José Augusto e a Lei Câmara Cascudo de Incentivo à Cultura do Governo do Estado do Rio Grande do Norte. Apoio local: Prefeitura Municipal de Currais Novos (PMCN), Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Fundação Cultural José Bezerra Gomes e Casa de Cultura Palácio do Minerador. Restaurante Brilhante e Rancho da Bonita. Logística de transporte: Locarx – Aluguel de Carros.

Share

Edital publicado pela Secult premia grupos folclóricos de Alagoas

A Secretaria de Estado da Cultura (Secult) divulgou no Diário Oficial na última quinta-feira (28), o Prêmio Diogo Silvestre. Ao todo, serão mais de meio milhão de reais, em seis editais explorando o universo cultural, onde estão contemplados os segmentos: Folclore, Audiovisual, Música, Dança, Fotografia e Culturas Populares. As inscrições seguem até o dia 22 de agosto

Edital publicado nesta quinta premia grupos folclóricos com R$ 100 mil

As inscrições seguem até o dia 22 de agosto (Foto: PajuçaraClick)

O Folclore receberá uma premiação no montante de R$ 100 mil, sendo este distribuído para 20 espetáculos de grupos responsáveis por iniciativas exemplares que envolvam a expressão cultural alagoana.

A secretária Mellina Freitas ressalta que o objetivo desta categoria é a preservação do patrimônio imaterial. “Os segmentos culturais precisam ser valorizados e reconhecidos por sua população. O Folclore é um símbolo da história alagoana e não pode ser esquecido. Essa premiação visa desenvolver atividades que fortaleçam a produção cultural e a economia criativa, bem como as manifestações culturais e artísticas”, disse a titular da pasta.

Os participantes podem ser pessoa física ou jurídica, domiciliado no Estado de Alagoas há pelo menos um ano. Deverá ser apresentado um projeto no segmento do Folclore para a Preservação do Patrimônio Imaterial, seguindo a formatação indicada no edital.

Os documentos necessários para inscrição de pessoa física são cópias de RG e CPF, comprovante de residência e conta corrente. As inscrições iniciam nesta quinta-feira, 28 de julho, e seguem até 22 de agosto.

Os trabalhos serão avaliados de forma anônima por uma Comissão Julgadora, a qual irá avaliar os critérios de caráter cultural, relevância, experiência e capacidade técnica do proponente e equipe e o potencial de realização.

Para informações completas, o edital pode ser encontrado através do link http://bit.ly/2a6YJAR

Share

MinC e Funarte programam mostra de artes cênicas durante as Olimpíadas

somos-todos-brasil-campanha-do-governo-federal-para-a-rio-2016-1455133797545_956x500Para integrar a programação cultural das Olimpíadas e Paraolimpíadas 2016, na cidade do Rio de Janeiro (RJ), o Ministério da Cultura e a Fundação Nacional de Artes planejaram a Mostra Funarte Contemporâneos de Artes Cênicas. Estão previstas na programação apresentações de espetáculos e intervenções artísticas de circo, dança e teatro, em diversos locais da cidade, a serem definidos.

O objetivo do projeto é incentivar a difusão, a promoção e o acesso às artes cênicas brasileiras, no contexto dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos. Comissões de curadores selecionaram 34 artistas e grupos para as apresentações.

A Funarte dividiu a programação em três segmentos: Mostra Palco, Mostra Rua e Mostra para Infância e Juventude. Entre os selecionados da Região Nordeste, estão grupos e artistas de  Natal (RN); Fortaleza (CE); Alagoinhas e Salvador (BA); Recife (PE) e Arapiraca (AL).

As listas de selecionados podem ser acessadas nos links abaixo:

Relação de selecionados – Mostra Palco e Mostra Rua

Relação de selecionados – Mostra para Infância e Juventude

Estão previstos para esta ação recursos de R$ 1,5 milhão, originários da Secretaria Executiva do Ministério da Cultura. Esse investimento deverá custear a realização de 33 espetáculos e intervenções.

Com a mostra, pretende-se estimular uma ampla visibilidade da produção brasileira contemporânea de circo, dança, teatro, bem como divulgar ações e questões relacionadas a essas linguagens. Para isso, os critérios de curadoria contemplaram a diversidade da produção artística nacional e suas mais distintas tendências, bem como inclusão de pessoas com diferentes capacidades, entre outros fatores (explicitados abaixo).

Sobre a curadoria

Nos dias 30 e 31 de maio e 1º e 2 de junho, reuniram-se, no Rio de Janeiro (RJ), os responsáveis pela curadoria da Mostra Funarte Contemporâneos de Artes Cênicas. A comissão de curadores foi composta pelos seguintes nomes (divididos aqui por área de atuação):

Mostra para infância e juventude: Isabel Maria Meirelles de Azevedo Marques, Isabela Fernanda Azevedo Silveira, José Clementino de Oliveira e Karen de Azevedo Acioly. Elaine Grosman Pollis, coordenadora de teatro da Funarte substituta, coordenou a comissão.

Mostra Palco e Mostra Rua: Beatriz Pinheiro da Silva Junqueira, Eugênio Vicente Vieira Junior, José Hilton Santos Almeida, Jane Terezinha Schoninger, Richard Riquetti, Cíntia Perola Napoli e Maria Sonia Destri. A coordenação ficou a cargo de Fabiano Carneiro da Silva, Coordenador de Dança da Funarte.

A seleção dos espetáculos seguiu os seguintes critérios:

  1. Qualidade artística – levando-se em consideração a criatividade e pluralidade de estéticas e linguagens, diante do panorama das artes cênicas no Brasil na contemporaneidade;
  2. Relevância e trajetória dos artistas envolvidos;
  3. Diversidade da produção artística nacional e suas mais distintas vertentes: regionais, estéticas, simbólicas e temáticas – tais como de identidade sexual e de gênero, étnica e geracional – inclusão de indivíduos com diferentes capacidades, bem como de diferentes faixas etárias
  4. Viabilidade do espetáculo de acordo com os espaços cênicos a serem disponibilizados para a Mostra.

Mais informações

Mostra para Infância e Juventude: mostra.funarte@gmail.com
Mostra Rua: mostrafunarte.rua@gmail.com
Mostra Palco:mostrafunarte.palco@gmail

Share

Prêmio reconhece qualidades intelectual, técnica e estética

Autores, tradutores e projetistas gráficos que desejarem concorrer aos Prêmios Literários da premio_biblioteca_nacional-02Fundação Biblioteca Nacional Edição 2016 podem se inscrever, gratuitamente, até o dia 9 de setembro. O edital público foi divulgado no Diário Oficial da União (DOU) e pode ser conferido no site da Biblioteca Nacional.

O prêmio é um reconhecimento à qualidade intelectual, técnica e estética de livros lançados no Brasil e tem por objetivo estimular a pesquisa e a criação literária no país. A iniciativa tem mais de 20 anos e é um reconhecimento aos trabalhos que se destacam na área.

Podem participar os profissionais com obras publicadas no período de 1º de maio de 2015 a 30 de abril de 2016, no Brasil, em língua portuguesa. O orçamento para a ação totaliza R$ 452 mil, dos quais R$ 270 mil serão concedidos em prêmios e R$ 182 mil, destinados às despesas administrativas do concurso. O autor/tradutor da obra selecionada em primeiro lugar de cada categoria será contemplado com o prêmio em espécie, no valor bruto de R$ 30 mil.

Neste ano, o Prêmio Literário Biblioteca Nacional contemplará nove categorias: Poesia, Romance, Conto, Ensaio Social, Ensaio Literário, Tradução, Projeto Gráfico, Literatura Infantil e Literatura Juvenil. Poderão participar do prêmio pessoas físicas brasileiras ou naturalizadas. Somente serão habilitadas obras redigidas em língua portuguesa e publicadas por editoras brasileiras.

Inscrições

As obras deverão ser inscritas pelo autor, de acordo com as categorias, sendo aceita a inscrição da mesma obra em, no máximo, duas categorias, desde que uma delas seja obrigatoriamente a categoria de Projeto Gráfico. As inscrições por intermédio de editoras serão permitidas como forma de assistência ao autor e apenas mediante autorização por escrito, que deverá ser anexada à ficha de inscrição.

Os recursos para o desenvolvimento desta ação serão oriundos da LOA – Fundação Biblioteca Nacional – Programa 2027: Preservação, Promoção e Acesso – Ação 004 – Fomento à Criação Literária e Científica (20KL).

Acesse a íntegra do edital

Saiba mais: Acesse o site da Fundação Biblioteca Nacional

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura
Share

Alagoas: Secult lança premiação de R$ 60 mil para o setor audiovisual

O segmento audiovisual está entre os contemplados no Prêmio Diogo Silvestre que irá investir mais de meio milhão de reais por meio do Programa de Fomento e Incentivo à Cultura em Alagoas (FICA). A produção cinematográfica alagoana é uma das categorias do prêmio que visa a democratização de recursos e fomento da arte do Estado.

Projetos serão analisados de acordo com o caráter cultural, relevância, experiência, capacidade técnica, potencial de realização e critérios específicos.

Projetos serão analisados de acordo com o caráter cultural, relevância, experiência, capacidade técnica, potencial de realização e critérios específicos.

O setor será beneficiado com uma premiação total de R$ 60 mil, para a aquisição de curtas e documentários para a difusão e acervo da Secretaria de Estado da Cultura. Grupos, cineastas e produtores podem se inscrever até o dia 22 de agosto.

Os proponentes devem ser pessoas físicas e jurídicas que moram em Alagoas a pelo menos um ano, com comprovada atuação na área cultural, que sejam responsáveis direto da elaboração e concepção do projeto.

Os trabalhos serão avaliados por uma comissão julgadora, composta por especialistas de reconhecido prestígio na área julgada, que terá autonomia na analise técnica e decisão de seleção quanto ao projeto apresentado.

Os projetos serão analisados de acordo com o caráter cultural, relevância, experiência, capacidade técnica, potencial de realização e critérios específicos, como  identidade cultural, roteiro, trilha sonora, fotografia e o currículo do proponente.

A relação de documentação necessária e os editais completos estão disponíveis no endereço eletrônico http://www.cultura.al.gov.br/editais-e-concursos/2016/premio-diogo-silvestre/audiovisual

Os recursos para o desenvolvimento desta ação são oriundos do programa de trabalho de implantação do FICA, do orçamento do Fundo de Desenvolvimento de Ações Culturais (FDAC).

Daniel Borges
Secretaria da Cultura do Estado de Alagoas (SECULT-AL)

Share

Ceará: Praça das Artes retorna com programação artística e cultural para o Grande Bom Jardim

Nos próximos dias 29, 30 e 31 de julho, o Instituto Dragão do Mar, por meio de sua Diretoria de Cidadania Cultural e do Centro Cultural Bom Jardim (CCBJ), leva ao Grande Bom Jardim o primeiro final de semana de atividades artísticas e culturais do Praça das Artes de 2016. A programação acontece na sexta e no sábado, a partir das 18h, e no domingo, a partir das 17h30, na Praça Santo Amaro, localizada à av. Maria Júlia, S/N.

Para esta primeira edição do Praça das Artes 2016, a população do Bom Jardim contará com apresentações musicais, de teatro, dança, circo e cinema, e com atividades especiais voltadas para o público infantil. A ideia é transformar a praça Santo Amaro em um espaço de convivência social e fruição artística, possibilitando trocas culturais entre artistas e moradores da localidade.

Praça das Artes -Cearé

A sexta (29) começa com a exibição do longa “Botija”, produzida por moradores do próprio Bom Jardim, com direção de Jozenildo Nascimento. É um suspense e traz em sua história a busca por um tesouro cuja localização é indicada por uma “alma penada” aparecida em um sonho. Em seguida, o público conta com a apresentação circense “Solamente”, do artista Alysson Lemos, fechando a noite com dois espetáculos musicais, do Bando Oco do Mundo e da Banda A Mulher Barbada e Os Caixeiros Viajantes.

No sábado (30), para abrir a noite, é a vez da apresentação da Mostra de Curtas Infantis, com os filmes “Sweet Karolynne”, “Das crianças Ikpeng para o mundo e “Jangurussu”. Em seguida, a programação segue com a apresentação do espetáculo “Dança Control Funk”, fechando com os grupos musicais “Cria de Rua Rap” e “Impacto Feminino”, sendo o último guiado por vozes femininas.

Já no domingo (31), a programação inicial é para a criançada com as brincadeiras do projeto “Pintando e Brincando” e a contação de histórias do projeto Mil e Uma Tardes. Às 19h, acontece a apresentação do espetáculo de teatro Casa da Mãe Joana, com o grupo Teatro de Caretas e, em seguida, para finalizar esta edição, o projeto Sexta da Radiola, uma iniciativa independente de alguns jovens frequentadores(as) do CUCA Mondubim com a finalidade de promover a cultura reggae, incentivando a economia criativa entre as juventudes.

O Praça das Artes
Ao todo, durante todo o semestre, serão dez edições do projeto Praça das Artes, que levará uma intensa programação artística e cultural às praças do Grande Bom Jardim, da Comunidade do Poço da Draga e do bairro Vicente Pinzón, bairros contemplados em sintonia com a delimitação territorial do Pacto Ceará Pacífico. Para este projeto, foi investido um montante de R$ 69.000,00 (sessenta e nove mil reais), sendo selecionados 70 (setenta) projetos nas linguagens / categorias: Teatro, Circo, Cultura e Infância, Dança e Música.

Confira a programação completa

29 de julho (sexta-feira)
18h – Exibição do longa-metragem “Botija”. Direção: Jozenildo Nascimento
19h – Espetáculo Circense “Solamente”, com Alysson Lemos
20h – Bando Oco do Mundo
21h – Banda A Mulher Barbada e Os Caixeiros Viajantes

30 de julho (sábado)
18h – Mostra de Curtas Infantis
19h – Espetáculo de Dança Control Funk
20h – Grupo Cria de Rua Rap
21h – Grupo Impacto Feminino

31 de julho (domingo)
17h30 – Pintando e Brincando
18h – Contação de Histórias – Projeto Mil e Uma Tardes
19h – Espetáculo de teatro Casa da Mãe Joana. Grupo: Teatro de Caretas
19h40 – Projeto Sexta da Radiola

Secretaria de Cultura do Estado do Ceará (SECULT-CE)

Share

Inscrições para indicação nacional ao Oscar 2017 estão abertas

oscar-2017-internaA Secretaria do Audiovisual (SAv) do Ministério da Cultura (MinC) abriu o processo de inscrição para a seleção do filme brasileiro de longa-metragem a ser indicado como candidato nacional ao Prêmio de Melhor Filme de Língua Estrangeira para a 89ª edição do Oscar 2017, em evento promovido pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. As regras para a participação do processo seletivo foram publicadas no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (28). De acordo com portaria publicada pelo MinC, os interessados têm até às 18h do dia 31 de agosto deste ano para inscrever o filme.

No ano passado, foram inscritos dez filmes, sendo oito na categoria de Melhor Filme Estrangeiro, entre eles A história da eternidade, de Camilo Cavalcante, Alguém Qualquer, de Tristan Aronovich, Campo de jogo, de Eryc Rocha, Casa Grande, de Fellipe Barbosa, Entrando Numa Roubada, de André Moraes,Estranhos, de Paulo Alcântara, Que horas ela volta?, de Anna Muylaert e Estrada 47, de Vicente Ferraz.

O filme Que horas ela volta?, que expôs desigualdades sociais brasileiras por meio dos conflitos entre uma empregada doméstica e seus patrões de classe média, foi o longa selecionado para representar o Brasil como Melhor Filme Estrangeiro no Oscar de 2016. Embora não tenha entrado para lista dos cinco indicados ao prêmio, o filme trouxe novas perspectivas, inclusive sobre o mercado do cinema, para aqueles que participaram do longa, como a atriz Camila Márdila e a diretora Anna Muylaert.

Camila acredita que o Oscar ainda continua servindo como uma espécie “aprovação mundial de grande alcance”: “É o prêmio cinematográfico mais popular que temos. Apesar de ele envolver questões de curadoria e mercado que podem restringir as indicações a critérios além-qualidade, a estatueta ainda é muito cobiçada. É inegável a projeção internacional que essa premiação proporciona”.

Na avaliação de Anna Muylaert, diretora e uma das roteiristas do filme, a Academia tem critérios muito específicos. “É um mercado cinematográfico muito diferente do que estamos acostumados. Os filhos de Francisco, do Breno Silveira – lançado em 2005 -, foi um sucesso aqui, porém não obteve a mesma repercussão lá. Em geral, os filmes selecionados e, mesmo ganhadores de Melhor Filme Estrangeiro, têm um apelo humanista e um viés social muito forte”, explicou.

Para o cineasta Alê Abreu, que este ano concorreu na categoria Melhor Animação, a simples indicação de um filme ao Oscar gera muita visibilidade, e não somente ao filme. “A indicação de O Menino e o Mundo refletiu em toda a indústria de animação brasileira. Muitos distribuidores também aproveitaram a onda da indicação. O filme retornou aos cinemas do Brasil, onde praticamente dobrou seu público, e foi exibido em diversos países durante o Oscar. Pessoalmente, foi uma experiência incrível apesar de muito cansativa. A campanha do filme exige muito da gente”, declarou.

No último mês de junho, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas convidou os cineastas Alê Abreu e Anna Muylaert para se tornarem membros. Ambos poderão participar das votações dos filmes que concorrem às premiações em diversas categorias.

Os filmes brasileiros selecionados para concorrer à indicação nas últimas sete edições do Oscar foram: Que horas ela volta?, de Anna Muylaert (2016); Hoje Eu Quero Voltar Sozinho, de Daniel Ribeiro (2015); O Som ao Redor, de Kleber Mendonça Filho (2014); O Palhaço, de Selton Mello (2013); Tropa de Elite 2: o Inimigo agora É Outro, de José Padilha (2012); Lula, o filho do Brasil, de Fábio Barreto (2011); Salve Geral, de Sérgio Rezende (2010).

Normas da Academia

Para ser inscrito, o filme precisa ter sido lançado e exibido publicamente com fins comerciais no Brasil, por pelo menos sete dias consecutivos, entre os dias 1º de outubro de 2015 e 30 de setembro de 2016. É necessária a comprovação da exibição do filme em salas de cinema comercial. Na avaliação da SAv, é importante observar as regras indicadas pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. As normas, em sua integralidade, podem ser encontradas no site da Academia.

O filme não precisa ter sido lançado nos Estados Unidos, no entanto, deve ter sido explorado comercialmente. Não serão considerados filmes difundidos fora das salas de cinema ou que tenham sido distribuídos antes do lançamento oficial. Para a Academia, as exibições fora do ambiente das salas de cinema incluem TV a cabo, sistema PPV (Pay Per View) ou VOD (Video On Demand), DVD e transmissão via internet.

 A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas impõe algumas restrições de publicidade para os filmes que pretendem participar da seleção. Somente filmes nomeados para prêmios podem fazer referência à Academia em seus materiais de propaganda. Longas-metragens que estão apenas em fase de classificação, ainda que na etapa semifinal, não poderão mencionar posteriormente que um determinado filme tenha feito parte da lista final da Academia, por exemplo.

Pré-requisitos técnicos

Tornam-se elegíveis filmes em 35mm ou 70mm, ou em formato de scan progressivo em 24 ou 48 quadros, com projetos de resolução mínima de 2048 por 1048 pixels. Sendo que neste último caso, o formato da imagem fonte deve estar dentro dos padrões técnicos previamente estabelecidos, que são: ST 428-1:2006 D-Cinema Distribution Master – Características da Imagem, compressão de imagem (se utilizado) segundo a ISO/IEC 15444-1 (Jpeg 2000) e arquivos de imagem e som adequados para exibição de locais comerciais de cinema digital. A trilha sonora, segundo as normas da academia, deve ser em outro idioma, que não o inglês.

Formulário de Inscrição

Conheça as regras do Oscar para o Prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura
Share

Estão abertas as inscrições para a 10ª Primavera dos Museus – Museus, memórias e economia da cultura

Banner_inscricoes_10PM_randomico_2

Estão abertas as inscrições para a 10ª Primavera dos Museus. De 25 de julho a 22 de agosto, museus e outras instituições culturais poderão se inscrever para participar dessa ação coordenada pelo Ibram.

A Primavera dos Museus acontece anualmente no início da estação homônima, quando museus brasileiros, convidados pelo Ibram, desenvolvem uma programação especial. As instituições interessadas em participar de sua 10ª edição devem inscrever atividades e promover sua realização entre os dias 19 a 25 de setembro, chamando, assim, a comunidade a refletir, discutir e trocar experiências sobre o tema Museus, Memórias e Economia da Cultura.

A realização das atividades fica sob a responsabilidade da própria instituição que as inscrever, bem como a viabilização para seu desenvolvimento. Ao Ibram cabe divulgar a programação nacional da Primavera dos Museus e produzir o Guia da Programação virtual.

Para saber mais sobre o tema, clique aqui.

Como se inscrever
A inscrição deve ser feita exclusivamente por meio de preenchimento desse formulário.

• 1º Passo: inscrição do museu ou instituição cultural. Mesmo que o museu tenha participado de outras edições da Primavera dos Museus ou Semana Nacional de Museus, é necessário realizar uma nova inscrição.

• 2º Passo: inscrição das atividades a serem desenvolvidos pelo museu ou instituição cultural. Exemplos: seminários, exposições, oficinas, visitas monitoradas, exibições de filmes, entre outras. A efetiva participação do museu dá-se apenas com a inscrição de um ou mais eventos.

Dicas de parcerias
O Ibram vem atuando na promoção de sua imagem institucional, bem como na promoção e divulgação da imagem dos museus e processos museológicos. Uma de suas estratégias é o alinhamento com produtos e serviços de empresas públicas e privadas sem o repasse de recursos financeiros. O objetivo dessas parcerias é, além da ampla divulgação dos museus brasileiros, o incentivo à sua visitação, à democratização de seu acesso, à ampliação de sua visibilidade e à maior aproximação com a comunidade. Saiba mais em: parcerias.

Cronograma
Período de inscrição: 25 de julho a 22 de agosto de 2016
Realização da 10ª Primavera dos Museus: 19 a 25 de setembro de 2016

Contato
(61) 3521 4135/ 3521 4142
primavera@museus.gov.br

Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM)
Share

Edital contempla as seis melhores propostas de espetáculo de Alagoas – Inscrições seguem até o dia 22 de agosto

musicaOs grupos musicais e artistas individuais com trabalhos desenvolvidos nas áreas de fortalecimento de expressões culturais populares já podem se inscrever no Prêmio Diogo Silvestre de Música. O edital divulgado pela Secretaria de Estado da Cultura (Secult) de Alagoas no Diário Oficial, desta quinta-feira (28), segue com cadastros abertos até o próximo dia 22 de agosto.

Em reconhecimento ao estímulo e bens culturais que enaltecem a identidade alagoana, o projeto seleciona propostas de espetáculos musicais de profissionais com moradia há pelo menos um ano no Estado e comprovada atuação na área cultural. Os músicos participantes, seja na categoria de pessoa física ou jurídica, devem ainda ser responsáveis diretos pela elaboração e concepção dos trabalhos.

Cada candidato poderá participar apenas com um projeto em todo edital. Ainda dentro dos critérios exigidos pela premiação, está a obrigatoriedade de apresentações com áudio descrições e/ou Libras, propostas que garantam o acesso nos locais que possam acontecer as atividades a pessoa com deficiência e idosos, além de datas de previsão de término que respeitem o limite de seis meses da data do recebimento dos recursos.

Serão avaliados os projetos que abarquem as justificativas e os objetivos do trabalho, orçamento total, folha de rosto contendo nome do projeto e área de atuação dos artistas, histórico do proponente com um breve resumo sobre as atividades desenvolvidas, pano de trabalho contendo os prazos de execução e o produto final.  No total, seis trabalhos, entre grupos e artistas individuais, serão selecionados e premiados no valor de R$ 25 mil.

Os grupos escolhidos poderão conferir o resultado da seleção no Diário Oficial do Estado de Alagoas ou no site: www.cultural.al.gov.br. Confira o edital completo aqui. O resultado sai no dia 2 de setembro.

Vedações

Iniciativas ligadas aos grupos de Quadrilhas Juninas, Cocos de Roda, Artes Cênicas (teatro), Prensa de Cds, Festivais de Música, Literatura e Exposições Artísticas por serem contempladas em outros editais específicos ficam vetadas deste projeto. Candidaturas com atuação cultural ou material vinculadas a práticas de desrespeito e preconceito também serão automaticamente desclassificadas.

Share

Festival Curta Coremas no Sertão Paraibano tem início nesta quinta (28)

A sexta edição do Festival Curta Coremas está chegando a todo vapor! Com o intuito de democratizar e promover um grande encontro de cineastas com o público do sertão, o evento conta com oficinas, workshops, debates, mostras de filmes e shows que reúnem artistas de vários lugares do país.

CURTA COREMAS - SESSÃODE ABERTURA - DIVULGAÇÃO, FOTO DE Thercles Silva 2
De 28 a 31 de julho a cidade de Coremas no Sertão paraibano, recebe mais de 60 convidados entre profissionais do cinema, teatro, música e artes visuais. São 48 filmes divididos em 5 mostras especiais que acontecem em escolas municipais e no centro da cidade. Destaque para a mostra de filmes paraibanos, que conta com curtas das cidades de Aparecida, João Pessoa, Condado, Sumé; já a mostra Panorama Brasil conta com vídeos de São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Pernambuco, Ceará e Rio Grande do Norte.

CURTA COREMAS - SESSÃODE ABERTURA - DIVULGAÇÃO, FOTO DE Thercles Silva
A música fica por conta das paraibanas DJ Kylt e DJ Krysna, com apresentações na praça Newton Sobreira Lira na quinta (28) e sexta (29). O festival acontece na Rua da Rodoviária de forma totalmente gratuita e acessível.

Detalhes sobre a programação:

QUINTA FEIRA (28)

9H – MOSTRA INFANTO-JUVENIL

– A FUGA. Dir: Douglas Alves Ferreira / Animação / SP – 10 min

– O BICHO DO BURACO. Dir: Alunos da Escola Benônio Falcão de Gouveia / Animação / ES – 3 min

– O BRUXO DO COSME VELHO. Dir: Alunos da Escola Benônio Falcão de Gouveia / Animação / ES – 18 min

– NÚMERO E SÉRIE. Dir: Jessica Queiroz / Ficção / SP – 15 min

– RELICARIUM. Dir: William de Oliveira / Ficção / PR – 15 min

Local: Escola Cônego Bernardo

14H – MOSTRA RIO TURBINAS (CURTÍSSIMOS)

– PEDRO. Dir: Pedro Borges / Documentário / RN – 3 min

– NO QUESTIONS. Dir: Isabelle Ribeiro / Ficção / CE–3 min

– ANOS DE CHUMBO. Dir: Daniel Roque e Isadora Cabral / Documentário / RJ – 1 min

– O PRÓXIMO PASSO. Dir: Julien Rose / Ficção / RN – 1 min

– DE MAGRELA. Dir: Marcelo Lin / Documentário / MG – 3 min

– ME?. Dir: Rafael Dayon / Animação / PE – 1 min

– KIDCHUP. Dir: Carolina Veirano & Guilherme Ghussn / Ficção / SP – 3min

– MÃE DE GIZ. Dir: Almir Correia  / Animação / PR – 5 min

– BILHARES INGLORIOS. Dir: João Cardoletto / Ficção / RJ – 5 min

– A MESMA VELHA ESTÓRIA. Dir: Ramon Faria  / Animação / MG – 3 min

Local: Escola Estadual Nobel Vita

19H – CERIMÔNIA DE ABERTURA

19:30H – MOSTRA COMPETITIVA PANORAMA BRASIL

– LÁ DO ALTO. Dir: Luciano Vidigal / Ficção / RJ – 8 min

– ENTRE CÉUS. Dir: Alice Jardim / Documento / AL – 12 min

– O NOME DO DIA. Dir: Marcello Quintella e Boynard / Ficção / RJ – 19 min

– PONTOS DE VISTA. Dir: Fábio Yamaji / Ficção / SP – 15min

20:30 H – MOSTRA MÃE D’ÁGUA DE FILMES PARAIBANOS

– NAVIO. Dir: Direção Coletiva / Documentário / Coremas – 16 min.

– UM POEMA COM CAFÉ. Dir: Maycon Carvalho / Ficção / Sousa – 15 min.

– MORTE MINHA COMPANHEIRA. Dir: Laercio Filho / Documentário / Aparecida – 16 min.

21:30H – DEBATE COM OS REALIZADORES

22H APRESENTAÇÃO DO GRUPO NOS’ARTE

22:30 – SHOW COM BANDA CHIQUE-CHIQUE ROCK

SEXTA FEIRA (29)

9H – MOSTRA INFANTOJUVENIL

– BÁ. Dir: Leandro Tadashi  / Ficção / SP – 14 min

– PENEDO. Dir: Alunos da Escola Anacleta Schneider Lucas / Ficção / ES – 3min

– LÁPIS SEM COR. Dir: Iuri Moreno / Ficçao / GO – 15 min

– SANSÃO. Dir: David Azevedo / Ficção /  MG – 15 min

– O RESTO É SILÊNCIO. Dir: Mabel Lopes / Ficção / SP – 15 min
Local: EEEF Antônia Maria de Conceição

19H – MOSTRA COMPETITIVA PANORAMA BRASIL

– UMA FAMÍLIA ILUSTRE. Dir: Beth Formaggini / Documentário / RJ – 19 min

– ATÉ A CHINA. Dir: Marão / Documentário/Animação / RJ – 15 min

– OS OLHOS DE ARTHUR. Dir: Allan Deberton / Ficção / CE – 15 min

20:00H – MOSTRA MÃE D’ÁGUA DE FILMES PARAIBANOS

– MANANCIAL. Dir: Bruno Soares / Ficção/ Condado – 7 min

– CUMIEIRA. Dir: Diego Benevides / Documentário / João Pessoa – 14 min

– ENCANTAMENTO. Dir: Allan Marcus / Documentário / Alagoa Grande – 5 min

– SALA DE REBOCO – A HISTÓRIA DE ZÉ MARCOLINO. Dir: Ana Célia Gomes/ Documentário / Sumé – 19 min

21:30H – DEBATE COM OS REALIZADORES

22:30H – DJ KYLT NA PRAÇA NEWTON SOBREIRA LIRA

SÁBADO (30)

9H WORKSHOP INTRODUÇÃO AOS ELEMENTOS SONOROS NO CINEMA CONTEMPORÂNEO – NOVAS NARRATIVAS E ATRAVESSAMENTOS, COM JOÃO PAULO DIAS

Local: Colégio e Cursos Santa Rita de Cássia

16H PANORAMA DO CINEMA PARAIBANO COM TORQUATO JOEL

Local: Calçadão Central

19H – MOSTRA COMPETITIVA PANORAMA BRASIL

– UM BRINDE. Dir: João Vigo / Ficção / PE – 18 min

– O MENINO DO DENTE DE OURO. Dir: Rodrigo Senna / Ficção / RN – 15 min

– ROSINHA. Dir: Gui Campos / Ficção / DF – 14 min

20H – MOSTRA MÃE D’ÁGUA DE FILMES PARAIBANOS

– AROEIRA. Dir: Ramon Batista / Ficção / Nazarezinho – 19 min

– PRAÇA DE GUERRA. Dir: Ed Junior / Documentário / Catolé do Rocha – 19 min

– AMARGO DA CANA. Dir: Wellyngthon Oliveira, Suellen Ramos e Rosivan Pereira / Documentário / Juripiranga – 13 min

– VELHOS TEMPOS. Dir: Kalyne Almeida / Ficção / João Pessoa – 10 min

21:30H – DEBATE COM OS REALIZADORES

22H – DJ KRYSNA

Local: Praça Newton Sobreira Lira (Praça de Alimentação)

DOMINGO (31)

19:30H – MOSTRA PRIMEIROS PASSOS

– O LEGADO DOS HERÓIS. Dir: Raniel Xavier / Documentário / SP – 13 min.

– A PÁGINA. Dir. Guilherme Andrade / Ficção / SP – 15 min.

– SOM DO MORRO. Dir: Diana Coelho e Hélyo Ronivon / Documentário / RN – 11min.

– SOBRE DUAS RODAS. Dir. Coletiva / Documentário / PE – 11min.

– A PROCURA DO SOL. Dir. Rosana Modesto / Ficção / RN – 15 min.

– LUTO. Dir. Coletiva / Ficção / PB – 12 min.

– ESPLENDIDEZAS. Dir: Fabi Penna / Ficção / SC – 20min.

21H – LANÇAMENTO DO CURTA-METRAGEM DA OFICINA AUDIOVISUAL

21:30H – CERIMÔNIA DE PREMIAÇÃO 

Share