Videoconferência esclarece nordestinos para os editais DLLLB/ MinC PNLL 2014

IMG_20140410_161025
A Representação Regional Nordeste do Ministério da Cultura (RRNE/MinC), com o apoio da Regional Bahia e Sergipe, realizou na última quinta-feira (10/04), uma oficina em Recife para divulgar e orientar sobre os quatro editais da Diretoria de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas – PNLL, recentemente divulgados pelo setor em março: os Prêmios Boas Práticas e Inovação em Bibliotecas Públicas; Leitura para Todos – Projetos Sociais de Leitura; Bolsas de Fomento à Literatura e Circuito Nacional de Feiras de Livros e Eventos Literários.

O encontro foi ministrado pela Coordenadora Geral de Economia do Livro da DLLLB, Suzete Nunes, e ocorreu no período da tarde na sede pernambucana do Banco do Nordeste do Brasil, sendo transmitido ao vivo para as sedes do BNB das capitais nordestinas (Aracaju, Fortaleza, Maceió, Natal, São Luís, Teresina, Salvador e João Pessoa). A oficina foi direcionada para inscrições do público direto, visando colaborar em iniciativas que contribuam com a sociedade em geral.

IMG_20140410_132949
Segundo Suzete, os editais irão contribuir para o alcance das metas relacionadas ao Plano Nacional de Cultura – no que se refere ao aumento do número de livros lidos anualmente por uma pessoa no país: “Temos um grande desafio – segundo a pesquisa chamada ‘Retratos da Leitura do Brasil, o brasileiro lê em média 2,3 livros por ano. Era 1,7 e na última pesquisa, subiu para 2,3. A meta do Plano Nacional de Cultura é subir esse número para quatro livros por ano”, argumenta.

“É uma meta difícil de se atingir, dada a diversidade, o tamanho e a cultura do Brasil, que culturalmente não é um país leitor, se comparado a outras nações. Então esses editais contribuem para atingirmos essas metas, principalmente aqueles que estão voltados para a formação do leitor”, completa Suzete.

IMG_20140410_135009

Com um investimento de 6.6 milhões divididos em categorias, os editais visam atender determinadas demandas de setores que estimulam e trabalham com a divulgação de leitura, promovendo o acesso ao livro e formando leitores há pelos menos três anos. “O objetivo do Ministério da Cultura é conhecer iniciativas da sociedade civil – que tenham reconhecidas e comprovadas experiências na área de promoção da leitura e que estão causando impactos na criação e aumento do número de leitores”, explica a Coordenadora Geral de Leitura (CGL), Ana Cristina Dubeux.

Os interessados podem cadastrar o seu projeto através do SALICWEB até às 23h59m do dia 02 de maio, anexando os documentos solicitados no sistema dentro do prazo e, posteriormente, clicando em “ENVIAR PROPOSTA AO MINC”.

>> Confira a apresentação dos editais – Orientação

PLANO NACIONAL DE CULTURA

Os editais possuem relação direta com a metas do Plano Nacional de Cultura, no que se refere ao aumento de livros lidos anualmente por uma pessoa. A determinação da meta 29, por exemplo, planeja 100% de bibliotecas públicas, museus, cinemas, teatros, arquivos públicos e centros culturais atendendo aos requisitos de acessibilidade e desenvolvendo ações de promoção da fruição cultural por parte das pessoas com deficiência. Já a determinação da meta 34, estabelece 50% de bibliotecas públicas e museus modernizados.

OFICINAS

As oficinas já foram realizadas em Belém (PA) no dia 8 de abril, em Recife nesta última quinta-feira (10/04), seguindo para Brasília dentro da Bienal do Livro (17/04), Porto alegre (15/04) e Belo Horizonte (23/04). Todas as dúvidas estarão sendo atendidas ao público pelos e-mails:

1. Prêmio Boas Práticas e Inovação em Bibliotecas Públicas
bibliotecasinovadoras@bn.br
2. Prêmio Leitura Para Todos: projetos sociais de leitura
leituraparatodos@bn.br
3. Bolsas de Fomento à Literatura
fomento.literatura@bn.br
4. Circuito de Feiras de Livros e Eventos Literários
 edital.cnfel@bn.br

Texto: Camila Magalhães – Ascom RRNE/MinC
Fotos: Álvaro Júnior – Ascom RRNE/MinC

Share
Este post foi publicado em Textos e marcado com a tag , , , , em por .

Sobre Ministério da Cidadania - Regional Nordeste

São ainda responsabilidade do Escritório Regional Nordeste: fornecer subsídios para a formulação e avaliação das políticas, programas, projetos e atividades da Secretaria Especial do Desenvolvimento Social; a Secretaria Especial do Esporte; a Secretaria Especial de Cultura; auxiliar o Ministério da Cidadania na articulação com os órgãos federais, estaduais, municipais e entidades privadas, incluindo empresas, instituições culturais e o terceiro setor; atender e orientar o público quanto aos serviços prestados pelo Ministério; prestar apoio logístico e operacional aos fóruns de política cultural; exercer as atividades de ouvidoria; e exercer outras atividades determinadas pelo Ministro de Estado.