Biblioteca Nacional divulga vencedores de Prêmio Literário

fbn-premio-literario-internaA Fundação Biblioteca Nacional (FBN) divulgou, no Diário Oficial da União desta terça-feira (22), a lista de vencedores do Prêmio Literário Biblioteca Nacional 2016. De acordo com a diretora do Centro de Cooperação e Difusão da Biblioteca Nacional, Maria Eduarda Marques, a premiação figura entre as mais prestigiadas do mundo luso-brasileiro, à altura do Prêmio Jabuti, concedido pela Academia Brasileira de Letras (ABL).

“É um prêmio democrático, amplamente nacional, não fica só no eixo Rio e São Paulo. O mais interessante é que ele não beneficia apenas jovens talentos, mas também reconhece o valor de escritores consagrados, como Adélia Prado, que venceu nesta edição na categoria Poesia. Precisamos celebrar e incentivar o que está sendo produzido. Esse é o papel da Biblioteca Nacional, que é a casa da literatura brasileira”, ressalta a diretora.

O objetivo da premiação é contemplar autores, tradutores e projetistas gráficos em reconhecimento à qualidade intelectual de suas obras, publicadas entre 1º de maio de 2015 e 30 de abril de 2016, no Brasil, em Língua Portuguesa. A premiação conta com nove categorias:

Poesia – Prêmio Alphonsus de Guimaraens
Romance – Prêmio Machado de Assis
Conto – Prêmio Clarice Lispector
Tradução – Prêmio Paulo Rónai
Ensaio Social – Prêmio Sérgio Buarque de Holanda
Ensaio Literário – Prêmio Mario de Andrade
Projeto Gráfico – Prêmio Aloísio Magalhães
Literatura Infantil – Prêmio Sylvia Orthof

Literatura Juvenil – Prêmio Glória Pondé

O prêmio homenageia patronos da literatura, da tradução e da arte gráfica brasileira. A premiação para os selecionados em primeiro lugar de cada categoria é de R$ 30 mil reais. As obras foram analisadas por 27 julgadores – sendo três em cada categoria, ligados ao meio cultural, com notório saber e reconhecimento em suas áreas.

Realizado desde 1994, o prêmio começou com apenas quatro categorias (romance, poesia, ensaio literário e tradução). Segundo a coordenadora do Centro de Cooperação e Difusão da Biblioteca Nacional, Ana Cristina Sá, ao longo dos anos, a premiação foi se aperfeiçoando no papel de divulgar a literatura brasileira.

Confira a relação de vencedores:

Categoria Conto
Vencedora: Marta Barcellos, com a obra Antes que seque, publicada pela Editora Record.

Comissão Julgadora: Caroline dos Santos Rodrigues, Evando Nascimento e Ivana Arruda Leite.

Categoria Ensaio Literário
Vencedor: Murilo Marcondes de Moura, com a obra O mundo sitiado: a poesia brasileira e a segunda guerra mundial, publicada pela Editora 34.

Comissão Julgadora: Bernardo Ricupero, Marco Lucchesi e Mirna Queiroz

Categoria Ensaio Social
Vencedor: Douglas Attila Marcelino, com a obra O corpo da Nova República: funerais presidenciais, representação histórica e imaginário político, publicada pela Editora FGV.

Comissão Julgadora: Fátima Quintas, Fernando Limongi e Maria Isabel Mendes de Almeida.

Categoria Literatura Infantil
Vencedor: Eliandro Rocha, com a obra Roupa de Brincar, publicada pela Editora Pulo do Gato.

Comissão Julgadora: Fabíola Ribeiro Farias, Nelson de Oliveira e Simone Paulino.

Categoria Literatura Juvenil
Vencedor: Érica Bombardi, com a obra Canto do Uirapuru, publicada pela Escrita Fina Edições.

Comissão Julgadora: Elizabeth Serra, João Luis Ceccantini e Laura Sandroni

Categoria Poesia
Vencedor: Adélia Prado, com a obra Poesia reunida, publicada pela Editora Record.

Comissão Julgadora: Angélica Freitas, Heloisa Buarque de Holanda e Josely Vianna.

Categoria Projeto Gráfico
Vencedor: Raquel Matsushita, com a obra Coleção Pedro fugiu de casa, publicada pela Edições de Janeiro.

Comissão Julgadora: Heloisa Faria, João de Souza Leite e Nair de Paula Soares.

Categoria Romance
Vencedora: Sheyla Smanioto, com a obra Desesterro, publicada pela Editora Record.

Comissão Julgadora: Luiz Antônio de Assis Brasil, Rodrigo Lacerda e Walnice Galvão.

Categoria Tradução
Vencedor: José Roberto Andrade Féres (Zéfere), com a obra O sumiço, publicada pela Editora Autêntica.

Comissão Julgadora: Fernanda Abreu, Jorio Dauster e Luiz Carlos Cabral.

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura
Share
Este post foi publicado em Sem categoria em por .

Sobre Ministério da Cidadania - Regional Nordeste

São ainda responsabilidade do Escritório Regional Nordeste: fornecer subsídios para a formulação e avaliação das políticas, programas, projetos e atividades da Secretaria Especial do Desenvolvimento Social; a Secretaria Especial do Esporte; a Secretaria Especial de Cultura; auxiliar o Ministério da Cidadania na articulação com os órgãos federais, estaduais, municipais e entidades privadas, incluindo empresas, instituições culturais e o terceiro setor; atender e orientar o público quanto aos serviços prestados pelo Ministério; prestar apoio logístico e operacional aos fóruns de política cultural; exercer as atividades de ouvidoria; e exercer outras atividades determinadas pelo Ministro de Estado.