#PERNAMBUCO | Cineclube apresenta curta Somos Todos Jaqueline nesta quarta

Logo_concluída_cineclube_cidadania1.0

O Cineclube Cidadania convida seus parceiros e a comunidade escolar para o lançamento, nesta quarta (13/09), às 16hs, na Biblioteca Pública de Pernambuco, do curta Somos Todos Jaqueline.

A ação cineclubista numa escola pública tem que estar totalmente conectada com o seu planejamento pedagógico. O Cineclube Cidadania, desde abril de 2012, exibe mensalmente documentários brasileiros, com ênfase nos pernambucanos, visando estimular o empreendedorismo cultural na Escola João Barbalho. É composto pela ex-aluna da escola, a jornalista e produtora cultural, Anina Dias – na coordenação geral – e pelo músico e webmaster, Mavi Pugliesi – responsável pela coordenação operacional – e ainda amigos artistas colaboradores. Ambos fazem a curadoria dos filmes, em consonância com a educadora de apoio, que está em constante diálogo com os professores, alunos e gestores.

Em agosto de 2014, as atividades da Semana do Estudante, dentro do Projeto Jovens Protagonistas por uma Escola Legal estava na pauta da Gerência de Políticas Educacionais em Direitos Humanos, Diversidade e Cidadania – GEDH para estimular a reflexão da prevenção/redução da violência com os estudantes nas unidades de ensino do estado de Pernambuco.

Por intermédio da educadora de apoio, Ana Ruth, a maior apoiadora do cineclube na escola, fomos convidados para participar do projeto realizando uma Oficina de Roteiro, Produção e Edição de Vídeo com cerca de 18 alunos do 9º ano.

Antes da oficina, o Cineclube Cidadania exibiu “30 Segundos Contra o Crack” – um projeto audiovisual da Secretaria de Desenvolvimento Social da Prefeitura do Recife – com filmes realizados por oito cineastas pernambucanos, que proporcionou visões diferentes sobre o tema, favorecendo o debate com os alunos, logo após a sessão.

Convidamos o realizador Neco Tabosa, que participou do projeto da prefeitura, para conversar sobre sua experiência com os alunos. Tabosa também nos trouxe o curta “CARL HART – Crack – É Possível Entender, que conta a visita do ativista americano ao Brasil, uma produção do Estúdio Fluxo, e que ajudou muito a contextualizar a vivência em sala de aula. Depois do debate, iniciamos a nossa Oficina de Roteiro, Produção e Edição de Vídeo com os alunos do João Barbalho que resultou na realização do curta-metragem Somos Todos Jaqueline.

Sinopse

Somos Todos Jaqueline é um curta-metragem de Anina Dias. Primeira experimentação de produção audiovisual do Cineclube Cidadania com os alunos do 9º ano da Escola João Barbalho. O roteiro é uma construção coletiva que reflete sobre o perigo do uso do crack e a responsabilidade de ser livre na adolescência independente de gênero, raça ou condição social. O filme desenvolve sua narrativa ficcional a partir de uma aula de introdução à física sobre a famosa terceira Lei de Newton, ao afirmar que para cada ação existirá sempre uma reação oposta com a mesma força e intensidade. Pretende circular nas escolas, bibliotecas públicas, festivais de cinema e pontos de cultura brasileiros para conscientizar alunos, professores, gestores públicos e jovens de todas as idades.

Ficha Técnica

Curta: Ficção

Duração: 07 min.

Finalização: 2017

Coordenação Geral e Direção: Anina Dias

Coordenação Operacional e Câmera 2: Mavi Pugliesi

Direção de Fotografia: Cristiana Dias

Edição: Lucas Guilherme

Divulgação: Anina Dias e Juli Rocha

Contatos: Anina Dias

(81) 99702 7171 aninadias@hotmail.com e cineclubecidadania2012@gmail.com

Acesse: https://www.facebook.com/CineclubeC

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*