PERNAMBUCO: Teatro e educação se unem em prol da valorização do patrimônio de Igarassu

Navegando-na-Canoa-foto-André-Ramos-3-607x403

Levar a noção da valorização do patrimônio cultural de Igarassu para dentro das escolas públicas da cidade é a proposta do projeto Navegando na Canoa, uma viagem no patrimônio histórico e cultural de Igarassu. A iniciativa, que faz uso do teatro como ferramenta de educação na construção da cidadania, vai parar nesta quarta (13), na Casa de Câmara e Cadeia (onde funciona a Câmara dos Vereadores), com a presença de duas escolas da rede pública da cidade – uma pela manhã e outra pela tarde.

O projeto Navegando na Canoa é uma realização do Grupo Teatral Ariano Suassuna – GAS Produções, com o incentivo do Governo de Pernambuco, através do Funcultura, e conta com o apoio da Prefeitura de Igarassu, em parceria com as Secretarias de Educação e de Turismo e Cultura. Até o fim da temporada, a iniciativa terá atendido a 32 instituições públicas de ensino da região.

De acordo com André Ramos, um dos produtores da ação, a ideia surgiu como forma de deixar um legado nas atuais e futuras gerações sobre o conceito de valorização do patrimônio. “Sempre tivemos a necessidade de fazer com que as pessoas de Igarassu conhecessem e valorizassem sua própria terra. Essa cidade conta com duas das sete maravilhas de Pernambuco, que é a Coroa do Avião e o seu Sítio Histórico. Pensamos nas escolas porque lá podemos plantar uma semente nos alunos, e quando eles forem adultos terão uma noção melhor sobre a preservação da sua memória cultural”,explica ele.

Navegando-na-Canoa-foto-André-Ramos-2-607x403

                                                            (Foto: André Ramos/Divulgação)

“Quando a gente encerra o projeto ficamos muito felizes, primeiro pela realização do trabalho e segundo pelo brilho nos olhos que a gente deixa na garotada e nos professores participantes. Parece que eles viajaram pra outro lugar do planeta, mas não é. Na verdade está ali pertinho da casa deles e muitas vezes por falta de oportunidade a juventude não conhece sua própria história. Já os professores ficam bastante satisfeitos porque dentro da sala de aula não conseguem passar aos alunos a grandiosidade que é o patrimônio histórico de Igarassu”, destaca André Ramos.

Recebidos por Brites de Albuquerque e Dom Duarte Coelho, personagens reais do Brasil Colônia, os jovens são guiados e o historiador Jorge Paes Barreto realiza explanações sobre cada um dos elementos que compõem o Sítio. “Jorge é professor da rede pública e presidente do Instituto Histórico de Igarassu, reconhecido como uma das pessoas mais capacitadas para falar da cidade. Quando a gente vai visitar um monumento ele conta a história do lugar, fazendo um apanhado geral do conjunto arquitetônico e do contexto no qual ele foi edificado”, conta o produtor.

As aulas-teatrais passaram já por patrimônios como o Convento de São Francisco, a Igreja de Santo Antônio, o Sobrado do Imperador, o Convento Sagrado Coração de Jesus, a Igreja dos Santos Cosme e Damião, a Biblioteca Pública de Igarassu e a Sede do Maracatu Estrela Brilhante. Depois das visitas na Casa de Câmara e Cadeia, que se repetirão também no dia 20 de setembro, o projeto acontecerá Museu de Igarassu, nos dias 4 e 11 de outubro deste ano.

Navegando-na-Canoa-foto-André-Ramos-1-607x443

(Foto: André Ramos/Divulgação)

Serviço
Navegando na Canoa, uma viagem no patrimônio histórico e cultural de Igarassu
Quarta (13) | das 8h às 11h; 13h às 16h
Casa de Câmara e Cadeia (Câmara dos Vereadores de Igarassu)
Gratuito

Confira a programação de “Navegando na Canoa, uma viagem no patrimônio histórico e cultural de Igarassu”.

Setembro: 13 e 20
Local: Casa de Câmara e Cadeia
Horário: das 8h às 11h | 13h às 16h.

Outubro: 04 e 11
Local: Museu de Igarassu
Horário: das 8h às 11h | 13h às 16h

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*