#PALMARES (PE) | Primeiro jornal da imprensa negra combatia preconceito

21740566_2375882689303483_7373872218783087103_n

No dia 14 de setembro de 1833, há 184 anos, surgiu no Brasil, na cidade do Rio de Janeiro, o primeiro jornal feito por negros e dedicado a esta população. O periódico se chamava O Homem de Cor e também ficou conhecido como O Mulato.

Criada por Francisco de Paula Brito ainda no período da escravidão, a publicação teve pioneirismo ao discutir questões como ascensão social dos afro-brasileiros e a luta contra o preconceito. De origem humilde, Paula Brito foi educado pelo avô, o escultor Mestre Valentim. Aos 15 anos, aprendeu a profissão de tipógrafo na Imprensa Nacional e depois se dedicou ao jornalismo e à literatura. Entre 1830 e 1860, editou centenas de jornais.

Como boa parte da população negra não lia, os poucos alfabetizados narravam os conteúdos aos demais. O Homem de Cor teve vida curta, porém logo abriu caminho para que viessem outros veículos da imprensa negra, que nunca mais deixou de estar presente no jornalismo brasileiro.

Share