MINC: MinC debate linha de investimento para jogos eletrônicos

photo5080567023062329352

                                                        (Foto: Ronaldo Caldas/Ascom MinC)

O Grupo de Trabalho de Jogos Eletrônicos, criado em março deste ano a pedido do Conselho Superior de Cinema (CSC), começou a definir, nesta quinta-feira (12), em São Paulo (SP), o formato de novas linhas de investimento que deverão destinar cerca de R$ 100 milhões ao setor. A primeira reunião do grupo foi presidida pelo ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, e contou com a presença da diretoria da Associação Brasileira dos Desenvolvedores de Games (Abragames) e de representantes do CSC e da Agência Nacional do Cinema (Ancine), instituição vinculada ao Ministério da Cultura (MinC).

As novas linhas de investimento utilizarão recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). A ideia é incentivar a expansão da indústria de jogos eletrônicos, com linhas específicas para as diferentes etapas de produção e comercialização.

Sá Leitão considerou positivo o resultado do primeiro encontro. “Avançamos bem”, resumiu o ministro. A proposta será finalizada em nova reunião, em data ainda a ser marcada, e seguirá para a análise do Comitê Gestor do FSA.

O presidente da Abragames, Sandro Manfredini, elogiou a iniciativa: “Foi uma reunião muito produtiva. A proposta está em linha com o crescimento que a indústria já demonstrou. Podemos crescer ainda mais”, afirmou.

Em 2018, o FSA deverá destinar cerca de R$ 1,2 bilhão a produções audiovisuais, incluindo o setor de games.

Assessoria de Comunicação

Ministério da Cultura

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*