Arquivo do autor:Ministério da Cultura - Regional Nordeste

PERNAMBUCO l Curso de roteiro para cinema com Paolo Gregori

44128933_956008827915819_2089597637857640448_n (1)

Paolo Gregori lecionou direção, roteiro, produção, linguagem cinematográfica, montagem, história do cinema, cinema latino americano, entre outras disciplinas, na FAAP, Anhembi, AIC e Belas Artes em São Paulo. Dirigiu e produziu dezenas de filmes, entre curtas e longas, e filmes para TV, muitos deles premiados nacional e internacionalmente. Formado em cinema pela FAAP e pela ADU, da Croácia, é mestre em semiótica pela PUC-SP e especialista em intermídia pela universidade de Konstanz, Alemanha.

O curso faz parte de uma sequência de módulos para incentivar a produção de filmes pelos alunos. Como roteiro é o início de tudo, outras disciplinas virão futuramente seguindo o ritmo da anterior.

OFICINA DE ROTEIRO PARA AUDIOVISUAL

Professor: Paolo Gregori

– Conceitos fundamentais da roteirização para cinema;

– Argumento – Tratamento – Roteiro Final;

– Estudo de roteiros premiados;

– Estrutura dramática de uma história;

– Criação de personagens;

– Processo de adaptação literária;

– Técnicas narrativas e de desenvolvimento do enredo;

– Exemplos de dramaturgia no cinema e na TV;

– Exercícios de roteiro em diferentes gêneros;

– Formatação profissional de roteiros.

É uma oportunidade única e muito especial! Faça já sua matrícula. Para mais informações sobre esse e outros cursos, ligue para 3091-9338 ou entre em contato pelo e-mail aurorafilmes@gmail.com .
Mais detalhes através do site www.aurorafilmes.org.br .

Horário: Sábado – 13:00hs às 16:00hs

Duração – 2 meses

Valor: 2x de 270,00

Share

Mostra Play the Movie exibe documentário sobre Reginado Rossi e diversos filmes em Belo Jardim (PE)

Reginaldo Rossi

Apresentada pelo Ministério da Cultura e com patrocínio do Instituto Conceição Moura, a Mostra Play The Movie, que faz parte da programação do Festival No Ar Coquetel Molotov chega a sua 12ª edição levando lançamentos e exibições de filmes para o Cine Teatro Cultura em Belo Jardim a partir do dia 17 de outubro. As sessões ocorrem com entrada gratuita na cidade.

Organizada pela Coda Produções Artísticas e Cattleya Produções Audiovisuais,a Play The Movie traz para o público diversos lançamentos, curtas e longas metragens além de uma Seleção de Clipes e um Cine Concerto com o cantor Rafa Emery. As sessões de longas trazem os filmes “Paraíso Perdido” (2018) de Monique Gardenberg, “Quase Samba” (2015) de Ricardo Targino e “Reginaldo Rossi – Meu Grande Amor” (2017) de José Eduardo Mignoli.

Encerrando a programação em Belo Jardim, acontece na sexta (19) o cine-concerto com Rafa Emery e banda no Cine Teatro Cultura às 21h, onde o cantor realiza pocket-show em paralelo à exibição de um filme escolhido pelo artista. Com participações em diversos festivais pelo estado, Rafa Emery destaca uma sonoridade influenciada pelo Rock & Roll, devidamente acrescida de uma linguagem cotidiana e cultural.

PROGRAMAÇÃO

QUARTA – 17/Out

19h30 – SELEÇÃO DE CLIPES
19h45 – “PARAÍSO PERDIDO” (2018)
Dir: Monique Gardenberg
Elenco: Erasmo Carlos, Lee Taylor, Jaloo e outros
Distribuição: Vitrine Filmes

QUINTA – 18/Out

19h30 – SELEÇÃO DE CLIPES
19h45 – “QUASE SAMBA” (2015)
Dir: Ricardo Targino
Elenco: Mariene de Castro, João Baldasserini, Otto e outros
Distribuição: Taturana Filmes

SEXTA – 19/Out

19h30 – SELEÇÃO DE CLIPES
19h45 – “REGINALDO ROSSI – MEU GRANDE AMOR” (2017)
Dir: José Eduardo Mignoli
Elenco: Reginaldo Rossi, Xico Sá, Gabi Amarantos e outros
Produção: RTV
21h20 – CINE-CONCERTO COM RAFA EMERY (PE)

SERVIÇO

MOSTRA PLAY THE MOVIE 2018
BELO JARDIM
Local: Cine Teatro Cultura – Praça Jorge Aleixo – Centro
Entrada Gratuita

 

Share

Regional Nordeste do MinC Participa da Reunião de Construção do Conselho Municipal de Política Cultural do Ipojuca (PE)

Ocorreu na manhã da terça-feira (16) um encontro entre representantes do Prefeitura de Ipojuca, Ministério da Cultura, artistas e membros da sociedade civil, para debater sobre a criação do Conselho Municipal de Politicas Culturais de Ipojuca (PE). Durante o encontro, promovido pela Secretaria Especial de Cultura na Escola Municipal Santo Cristo, ficou decidido que as inscrições para votação e candidatura serão realizadas entre os dias 5 e 30 de novembro. A divulgação dos candidatos ficou entre os dias 3 e 14 de dezembro e a eleição da representação não governamental para o dia 21 de dezembro.

azoubel ipojuca

Roberto Azoubel em palestra sobre Sistema Nacional de Cultura (SNC). Foto: Divulgação

Estiveram presentes na reunião o titular da pasta de Cultura do Ipojuca, Jorge Henrique, e o chefe substituto da Regional Nordeste do Ministério da Cultura, Roberto Azoubel. Na ocasião, Azoubel fez uma exposição sobre o Sistema Nacional de Cultura (SNC), dando ênfase a importância dos conselhos municipais de cultura. O secretário de Cultura de Ipojuca, o Jorge Henrique, definiu com o público presente o calendário de inscrições e da votação para os assentos do novo conselho.

Escritório Regional Nordeste
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura

Share

PERNAMBUCO: Inscrições abertas para curso sobre negócios criativos musicais

Com incentivo do Governo de Pernambuco, por meio do Funcultura, acontece em Caruaru o curso “Negócios Criativos Musicais”. Há 25 vagas disponíveis para os interessados em aprimorar conhecimentos nas áreas de Economia Criativa; Projetos Culturais e Artísticos; Empreendimentos Musicais; Gestão Cultural; Legislação aplicada à área musical; Propriedade Intelectual; Direitos Autorais; Financiamento e Investimento; Agenciamentos Coletivos.

Divulgação

Divulgação

Patrícia Reis e Adriano Araújo facilitam o curso

Facilitado por Patrícia Reis e Adriano Araújo, o curso será ofertado no Armazém da Criatividade entre os dias 29 de outubro a 21 de dezembro.
Confira mais informações e aproveite esta oportunidade.

CURSO: NEGÓCIOS CRIATIVOS MUSICAIS
Local: Armazém da Criatividade, Rodovia BR-104, Km 62 s/n, Nova Caruaru, CEP 55014-908, Caruaru-PE.
Carga horária: 80h/a.
Período de realização: 29/10/2018 a 21/12/2018.
Horário: 09h às 13h – 14h às 18h
Instrutor(a)/Facilitador(a): Patrícia Reis e Adriano Araújo.
Inscrições gratuitas: 25(vinte e cinco) vagas
Período de inscrições: 16 a 25/10/2018,
Inscrições no LINK

Informações através do e-mail: contato@adrianoaraujo.com.br ou pelo número (81) 99197.5396.

Sobre PATRÍCIA REIS

Mestra pelo Programa de Pós Graduação em Extensão Rural e Desenvolvimento local -POSMEX da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Comunicadora Social com habilitação em Relações Públicas, titulada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP). Pós-graduada em Jornalismo Cultural (UNICAP) e Economia da Cultura (UFRGS). Realiza pesquisas em Gestão Pública, Comunicação Social, Gênero, Políticas Afirmativas, Economia da Cultura e Criativa e Análise de Discurso. Realiza atividades docentes em cursos de extensão e formativos na área de gestão cultural e economia da cultura e criativa, desde 2010. Possui experiência em elaboração e análise de Projetos culturais em Pernambuco, Ceará, Alagoas e Distrito Federal.

Sobre ADRIANO ARAÚJO

Músico, produtor cultural e advogado. Graduado em Direito pela Universidade Católica de Pernambuco e Pós-Graduado em Direito da Propriedade Intelectual pela PUC-RJ, é profissional com experiência na área de Direitos Culturais. É advogado especializado em Direitos Autorais e em Direito do Entretenimento. Atuou como Professor no Curso de Produção Fonográfica da Faculdades Barros Melo/AESO. Professor no curso de extensão Legislação em Projetos Culturais da Universidade de Pernambuco/UPE. Professor da disciplina Produção Cultural e Propriedade Intelectual/Pós-Graduação em Gestão e Produção Cultural da Faculdade Frassinete do Recife/FAFIRE. Atualmente é mediador e árbitro credenciado pelo Ministério da Cultura(MINC) em conflitos de Direitos Autorais.

Share

Edital de Suporte Automático para TV e VOD abre inscrições

ancine-desempenho-comercial-interna

A Agência Nacional do Cinema (Ancine), instituição vinculada ao Ministério da Cultura (MinC), e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) publicaram nesta terça-feira (16) o Edital da Chamada Pública BRDE/FSA – Suporte Automático – Linha de Desempenho Comercial TV e VOD 2018. Serão disponibilizados recursos financeiros no valor total de R$ 40,85 milhões, sendo R$ 21,15 mi para o módulo de programação e R$ 19,7 mi para o módulo de produção.

O período de inscrição e habilitação de obras segue até 30 de novembro, neste link. A pontuação irá se basear na Receita Bruta obtida a partir do licenciamento comercial oneroso das obras de referência nos segmentos de TV aberta, TV fechada e VOD, em que a respectiva transferência do valor contratado tenha ocorrido nos dois exercícios anteriores ao da publicação do edital (2016 e 2017).

Confira aqui a lista de obras de referência para pontuação no Sistema de Suporte Financeiro Automático – Linha de Desempenho Comercial TV e VOD. Obras de referência são os conteúdos audiovisuais cujo licenciamento comercial é considerado para fins de pontuação no sistema de suporte automático, as quais devem apresentar as características previstas no item 38 do Regulamento Geral do PRODAV.

O Edital de Chamada Pública BRDE/FSA usa um sistema de financiamento público no qual as ações financiadas são selecionadas pelo Beneficiário Indireto, em face de seu desempenho e práticas comerciais anteriores nos segmentos de mercado de TV aberta, TV fechada e Vídeo por demanda, para destinação, via investimento, na produção, no desenvolvimento de projetos e na distribuição de obras audiovisuais brasileiras de produção independente.

Confira aqui o Edital da Chamada Pública

Assessoria de Comunicação
Com informações da Ancine
Ministério da Cultura

Share

5ª Mostra de Culinária de Terreiro traz ao público gastronomia e cultura afro em Olinda (PE)

Ebô para Iemanjá. Crédito Luiz Santos

O Candomblé é uma religião em que rituais e gastronomia estão sempre de mãos dadas. Nos terreiros, pratos tradicionais como o caruru são feitos de forma ritualística para serem servidos aos orixás. Para apresentar esses sabores, símbolos e significados, a V Mostra da Culinária de Terreiro de Pernambuco reúne 13 terreiros de Candomblé na Praça do Carmo, em Olinda, nos dias 20 e 21 de outubro. Com produção da Aurora 21 e incentivo do Funcultura, o evento é aberto ao público.

Entre os pratos desta edição estão um Efó para a orixá Oxum (à base de repolho, camarão, ovos); um Amalá para Nanã (frango e camarão); um Axé Yá para Iemanjá (pato, milho de munguzá e manjericão); e um Isú Dogum para Ogum (inhame e camarão). Na mostra, além da degustação das comidas, o público terá acesso a informações sobre a história e significação da gastronomia de origem africana na culinária pernambucana e brasileira.

Caldo de goiaba para Oxum. Crédito Luiz Santos2

O evento inclui ainda a exposição de Folhas Sagradas, na Barraca de Ossain – orixá detentor do segredo das folhas. As comidas de cada orixá serão preparadas na forma da tradição da nação a que pertence a respectiva barraca – Nagô, Ketu, Xambá e Jeje.  “Haverá um espaço especial para a atividade ‘Conversando com quem sabe’. Encontro Babalorixás e Yalorixás com o público em geral transmitindo fundamentos da comida de ritual afro-brasileiro”, explica o produtor Felipe Cabral.

Os terreiros participantes foram selecionados pelo Babalorixá Manoel Papai, do Centro de Cultura Afro – Pai Adão. Ele faz parte do tradicional Sítio do Pai Adão, que tem quase 150 anos de existência, e é conhecido por praticar o culto nagô de forma ortodoxa. “A cozinha do terreiro é parte do seu espaço sagrado, e as cozinheiras adquirem um conhecimento ancestral, passado de geração em geração”, explica o religioso.

 

SERVIÇO
5ª Mostra de Culinária de Terreiro de Pernambuco
Exposição para o público: 20 e 21 de outubro, das 16h às 21h
Praça do Carmo, Olinda-PE
Aberto ao público

Share

Concurso de vídeos busca reflexões sobre comunidades linguísticas, identidade e salvaguarda

ibercultura-comunidades-linguisticas-interna

É por meio da língua que definimos nossa identidade, expressamos nossa história e cultura, preservamos os costumes, as tradições, a memória de nossas comunidades. Para construir o futuro por meio da linguagem, o programa IberCultura Viva e o Escritório de Representação na Guatemala da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) lançam o concurso de curtas-metragens “Comunidades Linguísticas: identidade e salvaguarda“.A iniciativa, que premiará 10 vídeos com 500 dólares cada, se inspira na resolução da Assembleia Geral da ONU que declarou 2019 como o Ano Internacional das Línguas Indígenas, para advertir sobre a perda destes idiomas e a necessidade de conservá-los e revitalizá-los. Das 7 mil línguas faladas ao redor do mundo, estima-se que 2.680 correm o risco de desaparecer. Os povos indígenas, criadores da grande maioria destas línguas, compõem um grupo de aproximadamente 370 milhões de pessoas, representando 5 mil culturas diferentes em 90 países.

Os vídeos devem ter duração mínima de 1 minuto e máxima de 3 minutos, incluindo os créditos iniciais e finais. Devem ser dirigidos ao público em geral, com classificação indicativa livre, e podem pertencer a qualquer gênero audiovisual (documentário, ficção, animação, jornalístico, entre outros). Caso não utilize as línguas espanhola ou portuguesa, os vídeos devem vir acompanhados da tradução, anexada ao formulário de inscrição.

O objetivo do concurso de curtas-metragens é selecionar vídeos que reflexionem sobre a situação e as problemáticas das comunidades linguísticas, para sua construção de identidade e salvaguarda como direitos culturais, e que valorizem seus aportes para a constituição, a promoção e o desenvolvimento da cultura ibero-americana. As comunidades linguísticas devem ser entendidas como o conjunto de pessoas que possuem, reconhecem e utilizam um idioma comum, seja num espaço territorial, social ou cultural específico.

Inscrições

O prazo de inscrições estará aberto até 21 de fevereiro de 2019. As postulações serão realizadas pela plataforma Mapa IberCultura Viva, onde estarão disponíveis o formulário de inscrição e um campo para incluir o link do vídeo, que deverá estar em alguma plataforma de divulgação gratuita, como Vimeo ou YouTube. As pessoas que quiserem participar do concurso devem se registrar na plataforma como agentes individuais e depois fazer a inscrição.

Brasileiros devem buscar em “Editais” (na parte superior da tela) o arquivo que aparece com o título em português. Já estrangeiros de países membros do programa devem inscrever-se onde está o título do concurso em espanhol. O concurso é destinado a pessoas maiores de 18 anos dos países membros do programa IberCultura Viva: Argentina, Brasil, Chile, Costa Rica, Equador, Guatemala, El Salvador, Espanha, México, Peru e Uruguai.

Seleção

A seleção das obras audiovisuais levará em conta critérios como originalidade temática e criatividade, assim como sua adequação ao tema. Contarão pontos os trabalhos que reflexionem sobre práticas de identidade das comunidades linguísticas, enfatizem boas práticas para a salvaguarda, fomentem mensagens de respeito pela diversidade e o desenvolvimento intercultural, propiciem a ruptura de estereótipos discriminatórios e apresentem grupos prioritários (mulheres, jovens, crianças, migrantes). Os vídeos realizados por membros de povos indígenas ou por mulheres serão considerados com maior pontuação.

A Comissão de Avaliação será composta por uma pessoa do Escritório de Representação na Guatemala da UNESCO e representantes de comunidades linguísticas de três países membros do Conselho Intergovernamental, indicados pelos Representantes nos Países dos Programas e Iniciativas (REPPI) que participam do IberCultura Viva.

Edições anteriores

Este é o terceiro concurso de audiovisuais promovido por IberCultura Viva. Em 2016, o programa lançou o Concurso de Videominuto “Mulheres: culturas e comunidades”, buscando dar visibilidade ao aporte fundamental das mulheres para a cultura e organização comunitária, enfrentando atitudes e estereótipos discriminatórios que contribuem para a desigualdade de gênero e a violência.

Em novembro de 2017, foi a vez do Concurso de curtas-metragens “Comunidades Afrodescendentes: Reconhecimento, Justiça e Desenvolvimento”, lançado em parceria com o Escritório de Representação no Brasil da UNESCO, como uma das atividades da Década Internacional dos Afrodescendentes (2015-2024), declarada pelas Nações Unidas em 2015.

 Confira o regulamento do concurso

Faça sua inscrição

Tire suas dúvidas e realize suas consultas

Como se registrar no Mapa IberCultura Viva

Teresa Albuquerque
Ibercultura Viva
Ministério da Cultura

Share

Doze festivais e laboratórios internacionais recebem filmes brasileiros com o apoio da ANCINE

Bandeiras_mundo_4

Durante todo o mês de outubro, a ANCINE vai apoiar a participação de filmes e projetos brasileiros em quinze eventos audiovisuais internacionais. Os auxílios são concedidos por meio do Programa de Apoio à Participação Brasileira em Festivais, Laboratórios e Workshops Internacionais.

Os projetos “Livramento”, de Lillah Halla, e “O centro da Terra”, de Gabriel Seabra de Melo Mascaro, irão participar, respectivamente, do Curso de Desenvolvimento de Roteiros – Fundação Carolina/Ibermedia, em Madri (Espanha) e do workshop EAVE Producers, em Copenhagen (Dinamarca).

O Festival Nouveau Cinéma, que acontece entre os dias 3 e 14 de outubro em Montreal (Canadá), recebe os filmes “Natureza Morta”, de Mariana Kaufman, na categoria Les Nouveaux Alchimistes, e “Teoria sobre um planeta estranho”, de Marco Antônio Pereira, na categoria Competitiva Internacional Curtas.

Também até 14 de outubro, o Festival Sitges – Festival Internacional de Cinema da Catalunha, na Espanha, recebe a animação “Tito e os Pássaros”, de Gustavo Steiberg, Gabriel Bitar e André Catoto, na categoria Competição; os longas “O clube dos canibais” de Guto Parente, na categoria Noves Visions Section e “Morto Não Fala”, de Denilson Ramalho, em International Feature.

Entre 29 de outubro e 4 de novembro, o Festival Internacional de Documentário e Animação de Leipzig receberá “Antes do Lembrar”, de Luciana Mazeto e Vinícius Lopes, na categoria International Competition Short Documentary; “Eleições”, de Alice Riff, em International Programme Documentary and Animated Film;“Cine Marrocos”, de Ricardo Calli, concorrendo em New Masters Competition.

“Correndo Atrás”, de Jefferson De terá a sua estreia mundial no Festival de Roma, na categoria Official Selection, enquanto o DOCLISBOA receberá o curta “Maré”, de Amaranta Cesar, na Competição Internacional. O BFI- London Film Festival exibirá “Um corpo feminino”, de Thais Fernandes, na categoria Love.

O longa “A Sombra do Pai”, concorre na Mostra Oficial Competitiva no Festival de Tóquio, que acontece de 25 de outubro a 03 de novembro.

O Festival de Cinema de Chicago (EUA) recebe “Tinta Bruta”, de Marcio Reolon e Filipe Matzenbacher, na categoria OUT-Look Competition; e o documentário “Ex-Pajé”, de Luiz Bolognesi, concorre na International Documentary Competition.

O festival mexicano Docs MX terá os documentários “Labor”, de Thiago Moulin, na categoria International Short Film; “América Armada”, de Alice Lanari e Pedro Asberg, na Mostra Competitiva Internacional; “Terremoto Santo”, de Bárbara Wagner e Benjamin de Burca, na Official Selection.

Por fim, os festivais chilenos FICVIÑA e Valdívia receberão, respectivamente, “Alma Bandida”, de Marco Antonio Pereira, na categoria Competição Oficial de Curtas e “Yonlu”, de Henrique Montanari, na Youth International Feature Competition.

Saiba mais sobre o funcionamento do Programa:

Programa de Apoio à Participação Brasileira em Festivais, Laboratórios e Workshops Internacionaisconcede subsídios diversos a projetos audiovisuais convidados para 35 laboratórios ou workshops no exterior e a filmes oficialmente convidados para 96 festivais internacionais. As regras para a concessão do apoio estão dispostas no regulamento do programa. Mais informações podem ser conseguidas pelo e-mail programa.apoio@ancine.gov.br.

Share

CEUs: confira a lista de iniciativas socioculturais classificadas

balanco-ceus-interna_(1)

O Ministério da Cultura (MinC), por meio da Secretaria de Difusão e Infraestrutura Cultural (Seinfra), anuncia nesta terça-feira (16) a lista com o resultado inicial da etapa de classificação das iniciativas habilitadas a participar da seleção do edital que premiará ações socioculturais desenvolvidas nas Praças CEUs (Centro de Artes e Esportes Unificados). A etapa anunciada traz as listas dos classificados das cinco categorias que compõem o certame e a lista dos projetos desclassificados com as respectivas justificativas.

Os interessados em pedir de reconsideração à comissão de seleção podem fazê-lo no prazo de cinco dias corridos contados a partir desta terça-feira. O recurso tem de ser obrigatoriamente enviado por e-mail ao endereço: forum.ceus@cultura.gov.br. Proponentes com dificuldades técnicas podem também pedir auxílio pelo telefone (61) 2024-2859, que será atendido pela Coordenação-Geral de Gestão de Equipamentos.

O edital de Seleção nº 01/2018 é resultado de uma parceria do MinC com os Ministérios do Desenvolvimento Social, Esporte, Justiça, Trabalho e Saúde, e a Secretaria Nacional da Juventude da Presidência da República.

As cinco categorias do edital são: Promoção da educação e da formação artística e cultural, nas mais diversas linguagens; Promoção do desenvolvimento social com intersetorialidade; Prevenção à violência; Iniciativas promovidas por jovens ou coletivos de jovens; e Capacitação e qualificação para o trabalho, promoção do associativismo e da Economia Solidária.

A previsão é de premiar, no mínimo, 30 iniciativas, sendo selecionadas as cinco mais bem pontudas em cada categoria. A ideia é fortalecer as expressões socioculturais locais e regionais que promovem cidadania, bem-estar e o desenvolvimento social e sustentável das comunidades onde as Praças CEUs estão inseridas.

CEUs

Os CEUs são equipamentos públicos estatais localizados em áreas de vulnerabilidade social de cidades brasileiras, tendo como objetivo oferecer ações culturais, práticas esportivas e de lazer, atividades de formação e qualificação para o mercado de trabalho, além de serviços socioassistenciais.

Há três modelos de CEUs, em lotes de 700 m², de 3 mil m² e de 7 mil m². Cada um deles prevê um investimento específico por parte da União, sendo R$ 2,71 milhões, R$ 2,02 milhões e R$ 3,5 milhões, respectivamente.

A construção dos CEUs é feita por meio de parceria entre a União e municípios. Quando inauguradas, essas praças são entregues à comunidade, passando a ser administradas por um grupo gestor formado por representantes do poder público municipal, da sociedade civil organizada (ONGs e Pontos de Cultura) e de moradores locais. Cento e setenta e nove unidades já foram inauguradas nas cinco regiões do País.

Resultado inicial da etapa de classificação

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura

Share