Arquivos da categoria: Textos

18° Festival Jazz & Blues começa neste sábado em Guaramiranga (CE)

Com um repertório autoral e o virtuosismo que o credencia em palcos dos mais diversos países, o compositor e violonista cearense Nonato Luiz é a atração que abre a 18ª edição do Festival Jazz & Blues, que acontece de25 a 28 de fevereiro em Guaramiranga, e de 02 a 05 de março em Fortaleza. Ele se apresenta no sábado de Carnaval, às 17h30, na Cidade Jazz & Blues, estrutura erguida anualmente para abrigar os espetáculos. Ele é a primeira atração da sessão “Show ao Pôr do Sol”, que na sequência recebe a Big Band Unifor, tendo como convidado especial o cantor cearense Marcos Lessa interpretando clássicos consagrados por Frank Sinatra.big_band_unifor._1.084kbEm Guaramiranga, além de Nonato Luiz, Big Band Unifor e Marcos Lessa, o Festival terá shows de Jorge Vercillo (RJ) com participação especial de Sandro Albert (RS/EUA); Cleivan Paiva e Francisco Silvino (CE); Quartabê (SP); Bob Mesquita e Hermano Faltz (CE); Marco Pereira e Toninho Ferragutti (SP); Jazz Cigano – Tributo a Django Reinhardt, com Marcos Maia e Paula Tesser (CE); Michael Pipoquinha(CE/SP) e Denilson Lopes (CE); Duo+Dois (Duofel, Carlos  Malta e Robertinho Silva) (SP/RJ); Adriano Grineberg (SP) com Ana Cañas (SP)e Mamour Ba (Senegal); Zé do Norte e Luciano Franco (CE); Corey Harris Band (EUA) e, nas Jam SessionsTributo a Bob Dylan com Felipe Cazaux, Nayra Costa e Nigroover (CE); Denilson Lopes (CE); De Blues em Quando (CE) e Adriano Grineberg (SP).

Nos quatro dias de Jazz & Blues na serra a programação musical conta com 13 shows, quatro jam sessions, quatro ensaios abertos, quatro bate-papos e duas oficinas de música: uma conduzida pelo pianista, compositor e arranjador Misael da Hora (RJ), no dia 25 às 10h na sede da AGUA – Associação dos Amigos da Arte de Guaramiranga, e outra com o gaitista Diogo Farias (CE), no dia 26, no mesmo horário e local.

Além da programação oficial do Festival, que acontece na Cidade Jazz & Blues, no restaurante Basílico e na AGUA, haverá ações musicais também na Praça da Prefeitura, organizadas pela Administração Municipal, por meio da Secretaria da Cultura. Será um ambiente de apresentações, vivências e experimentações baseadas na diversidade musical de artistas da cidade, entre músicos, intérpretes, compositores e luthiers. Essa programação acontecerá de manhã e à noite, nos horários que não coincidem com os shows do Festival.

Nem só de música se faz o Festival Jazz & Blues na serra. Haverá ainda três espetáculos teatrais para crianças, apresentados pelo Grupo Mirante de Teatro Unifor, uma blitz ecológica na entrada da cidade na manhã do sábado e, também no dia da abertura, à tarde, haverá um cortejo com Tambores do Chico de Maranguape e Brigada da Natureza. A concentração será às 15h na Praça da Prefeitura.

Parceria pela preservação ambiental

O Festival mantém uma parceria com a ONG Aquasis e, com isso, visa reforçar o trabalho de conscientização da população e de visitantes sobre a importância da biodiversidade. Vão acontecer duas oficinas de observação de aves e, na Praça da Prefeitura, uma exposição de pintura alusiva às aves em vias de extinção no Maciço de Baturité. São 13 pinturas em óleo sobre tela, de 40x45cm. A exposição poderá ser visitada de sábado a segunda-feira, 25 a 27, das 15h às 22h. Todas as telas estarão à venda e parte da renda será revertida para o projeto de preservação sob a responsabilidade da Aquasis.

Festival em Fortaleza

Depois da Quarta-Feira de Cinzas, o Festival desce a serra em direção a Fortaleza, para mais quatro dias de shows e oficinas. Na quinta-feira, dia 02, às 19h, Adriano Grineberg, Ana Cañas e Mamour Ba estarão no Cineteatro São Luiz. Enquanto isso, no Anfiteatro Dragão do Mar, Corey Harris Band se prepara para subir ao palco para show às 20h30.

Nos três dias seguintes, no Cineteatro São Luiz, o Festival apresenta: Duo+Dois (Duofel, Carlos Malta e Robertinho Silva) na sexta-feira;Michael Pipoquinha com Denilson LopesJazz Cigano – Tributo a Django Reinhardt com Marcos Maia e Paula Tesser no sábado; e no domingo, Sessão Sonora com a exibição de Cadilac Records e show do projeto Casa do Blues, interpretando temas do filme.

No período do Festival em Fortaleza duas oficinas serão realizadas na quinta-feira, dia 02, às 15h. Os integrantes do Duo+Dois estarão às 15h no Teatro Celina Queiroz. E no Centro Cultural Banco do Nordeste (CCBNB) a atividade será com o baixista Michael Pipoquinha. Quem quiser conferir, é só chegar.

Expresso Jazz & Blues para Guaramiranga

Quem não conseguir ou não quiser se hospedar em Guaramiranga ou cidades vizinhas, o Festival sugere como opção o Expresso Jazz & Blues. O transporte com ar-condicionado sairá de Fortaleza nos quatro dias, às 13h, retornando à meia-noite para a Capital cearense. O passaporte do Expresso inclui translado ida-e-volta e um ingresso para a sessão das 21h. O Expresso Jazz & Blues sairá de Fortaleza do Terminal Rodoviário Engenheiro João Thomé e retornará de Guaramiranga para o mesmo local da partida.

Apresentado pelo Ministério da Cultura, o 18° Festival Jazz & Blues tem como patrocinadores: Rede, Indaiá, Hipercor e Banco do Nordeste. Apoio Cultural:  Casa Pio, Prefeitura de Guaramiranga, Mercadinhos São Luiz, Dakota, Servis, Cineteatro São Luiz e Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura. Agradecimento:  ENEL. Promoção: Diário do Nordeste. Realização: Via de Comunicação, APAMA  e Ministério da Cultura.

SERVIÇO

18° Festival Jazz & Blues – De 25 a 28 de fevereiro de 2017 em Guaramiranga e de 02 a 05 de março de 2017 em Fortaleza (Shows: Dia 02 no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura; De 02 a 05 no Cineteatro São Luiz). INGRESSOS: Shows das 21h em Guaramiranga: R$ 40 / R$ 20. Shows dos dias 03 a 05, no Cineteatro São Luiz: R$ 20 / R$ 10. Todas as outras atrações da programação em Guaramiranga e do dia 02 em Fortaleza tem acesso gratuito.

Venda de ingressos: Para os shows das 21h em Guaramiranga os ingressos estão à venda até o dia 23/02 na Bilheteria Virtual (www.bilheteriavirtual.com.br). Depois dessa data, serão vendidos de 25 a 28 em Guaramiranga, na bilheteria da Cidade Jazz&Blues, das 15h às 22h. Os ingressos para os shows de 03 a 05 em Fortaleza são vendidos na bilheteria do  Cineteatro São Luiz.

Informações(85)3262.7230www.jazzeblues.com.br. Instagram: @festivaljazzeblues Facebook: Festival Jazz & Blues (CE).  Informações e reservas de Expresso Jazz & Blues:  jazzebluesexpresso@gmail.com.

Share

Pernambuco vai celebrar 130 anos de Heitor Villa-Lobos

No ano em que a música internacional celebra o 130º aniversário de nascimento de um de seus maiores compositores, os pernambucanos terão a oportunidade de se encantar com a obra e reconhecer o legado de Heitor Villa-Lobos.

divulgação

divulgação

Villa-Lobos é o compositor brasileiro mais executado no exterior

A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), o Governo do Estado, por meio da Secult e da Fundarpe, e a Prefeitura do Recife realizam no próximo dia 5 de março, no Teatro Luiz Mendonça (Parque Dona Lindu), um Concerto Coral-Sinfônico em homenagem ao compositor carioca que tão bem traduziu musicalmente a riqueza da nossa gente e do país. Quase 58 anos após seu falecimento, Villa-Lobos segue sendo cultuado no mundo inteiro como um dos mais criativos artistas do século 20 e é, até hoje, o compositor brasileiro mais executado no exterior.

“Temos a honra de convidar o povo pernambucano a reverenciar o talento deste gênio brasileiro, que mergulhou nos hábitos, cantos e danças da nossa gente para deixar um legado que emociona o público e inspira artistas de todas as partes do mundo”, convida Marcelino Granja, Secretário Estadual de Cultura.

Divulgação

Divulgação

O professor e maestro Wendell Kettle assina a direção musical

A programação integra ainda o rol de atividades comemorativas pelos 70 anos da UFPE e contará com a direção musical e regência do maestro Wendell Kettle, do Departamento de Música da Universidade. De acordo com o professor Luís Reis, Diretor de Cultura da UFPE, “o projeto, como ação extensionista, na qual o produto formado pelo ensino e pela pesquisa em sala de aula encontra o público, está sintonizado com os ideais do próprio Villa-Lobos, que foi um militante da educação musical no Brasil, autor de projetos de caráter formativo na área. É, portanto, um evento que fortalece ainda mais a riqueza das atividades de extensão desenvolvidas pelo Departamento, engrandecendo assim a cultura de nossa universidade e de nossa região”.

Filho da dona de casa Noêmia Villa-Lobos e do funcionário da Biblioteca Nacional e músico amador Raul Villa-Lobos, o compositor aprendeu com o pai, aos seis anos de idade, a tocar violoncelo e clarinete. As aulas incluíam ainda exercícios de percepção musical, que orientavam para o reconhecimento de estilos, gêneros e origem das músicas.

“O Concerto vai celebrar a memória de um dos um dos maiores expoentes da música brasileira. Com sua obra colossal e monumental, Villa-Lobos deu outra dimensão à música erudita nacional, projetando-a internacionalmente. O mais interessante é que ele fez isso criando uma linguagem musical peculiarmente brasileira, compondo obras com temas do folclore brasileiro, proporcionando à música uma dimensão nacionalista e, ao mesmo tempo, universal. Por tudo isso, Villa-Lobos precisa, sim, ser celebrado! É um gênio da nossa música”, declara o maestro Wendell Kettle.

Em 1906, com a venda de uma coleção de livros herdados do pai, viabilizou uma viagem pelo Nordeste, passando por Salvador, Recife e também pelos sertões, onde pode ouvir e recolher músicas populares que viriam a inspirar o seu “Guia Prático – 1º Volume”, lançado em 1932. A obra, com 137 canções folclóricas arranjadas pelo compositor, foi destinada a atividades de iniciação musical nas escolas, revelando a preocupação do artista com a formação cultural da juventude brasileira.

Márcia Souto, Presidente da Fundarpe, destaca que “este momento de homenagem é ainda uma oportunidade de integração entre a política pública estadual de cultura e a Universidade, uma parceria que, inspirada pela grandiosidade de artistas como Villa-Lobos, contribui sobremaneira para a formação cultural dos jovens artistas pernambucanos e do público geral”.

SERVIÇO
Concerto Villa-Lobos 130 anos
Domingo, 5 de março de 2017 | Às 18h
Local: Teatro Luiz Mendonça (Parque Dona Lindu – Boa Viagem/Recife)
Classificação Indicativa Livre
Duração: 60 minutos
Entrada gratuita. Distribuição de ingressos às 17h.

Apresentando:
Virgínia CAVALCANTI, mezzo-soprano
Coro de solistas da Academia de Ópera e Repertório da UFPE
Sinfonieta UFPE

Wendell KETTLE, direção musical e regência.

Share

O Galo da Madrugada desfila em seu 40º Carnaval

estandarteJá imponente sobre a ponte Duarte Coelho, só resta os foliões e turistas aguardar o tão esperado desfile do Galo da Madruga, maior Bloco de Rua do Mundo, de acordo com o Guiness Book. Enquanto isso não acontece, foliões e turistas ficam admirando e fotografando o gigante de 30 metros de altura e 15 toneladas. O Galo da Madrugada completa 40 anos este ano e homenageia o cantor Alceu Valença e o compositor Jota Michiles. No próximo sábado (25), o bloco sairá às ruas com o tema “Alceu Valença e Jota Michiles  – Guerreiros do Frevo”. A data servirá também para celebração dos 50 anos de carreira de Jota Michiles e os 70 anos de vida de Alceu Valença, haverá também um lembrança ao centenários de Chacrinha, “O Velho Guerreiro”, tema da música “Roda e Avisa” de autoria de Jota Michiles e imortalizada na voz de Alceu Valença e também tema de uma das alegorias do Galo 2017.

Além do patrocínio das empresas privadas, o Galo da Madrugada 2017 conta com o apoio federal do Ministério da Cultura via Lei Rouanet, estadual e municipal.

Galo da Madrugada em números

Em 2017, cerca de quatro mil pessoas trabalharão para que tudo esteja organizado até o dia do desfile. Esse número contempla artistas, cantores, músicos, dançarinos, diretores do Galo, apoio, seguranças, postos médicos, figurinistas, costureiras, alegorias de mão, estandartes, passistas, entre outros.

Na concepção das alegorias são cerca de 40 profissionais entre cenógrafos, pintores e artesãos,  que trabalham desde o mês de setembro até o dia do desfile. Na produção das fantasias, desde novembro do ano passado, em média temos 60 profissionais, entre costureiras, bordadeira e estilistas, se mobilizam para a criação das peças. Além das fantasias confeccionadas diretamente para o Galo da Madrugada, milhares de outras roupas festivas são produzidas por outras lojas e marcas para os foliões que tradicionalmente brincam o Galo fantasiados.

Para a execução do desfile, a cada ano, são contratados diretamente: 4.000 colaboradores, entre pessoas de apoio, segurança e postos médicos, pessoas na sede da agremiação, na produção dos trios elétricos, cerca de 1.000 pessoas entre cantores, músicos e bailarinos (talvez seja a maior concentração do mundo, de músico num mesmo evento, tocando ao mesmo temo), 400 pessoas nos camarotes disponibilizados pelo Galo da Madrugada, principalmente para turistas;  500 pessoas entre alegorias de mão, fantasias, passistas e estandartes,  colaboradores para o café da manhã. São em média 4.000 oportunidades de geração de renda e cerca de 20 mil indiretos a cada ano (costureiras, vendedores ambulantes, montagem de estruturas para dezenas de camarotes, rede hoteleira, taxistas etc.).

PERCURSO:

O roteiro do Galo da Madrugada de 2017 será exatamente o mesmo do ano passado. O Gigante do Carnaval ocupa ruas de pelo menos seis bairros da capital pernambucana, com concentração maior de público nos bairros de São José, Santo Antônio, Coelhos, Coque, Cabanga, Boa Vista e Recife Antigo.

ROTEIRO  

Roteiro do desfile 2017 Galo da Madrugada será o mesmo dos últimos 7 anos:

1.Travessa do Forte

2.Forte das Cinco Pontas

3.Rua Imperial (sentido Praça Sérgio Loreto)

4.Avenida Dantas Barreto (esquina com Praça Sérgio Loreto)

5.Praça Sérgio Loreto (sentido Av. Sul)

6.Avenida Sul (sentido Afogados)

7.Rua Saturnino de Brito (dobrando à direita para retornar pela Rua Imperial)

8.Rua Imperial (voltando para a Praça Sérgio Loreto)

9.Praça Sérgio Loreto (sentido Sede do Galo)

10. Rua do Muniz (sentido Av. Dantas Barreto)

11. Avenida Dantas Barreto (sentido Praça da Independência)

12. Praça da Independência

13.  Avenida Guararapes (sentido Ponte Duarte Coelho)

14. Rua do Sol (sentido Praça da República)

 TRIOS E ATRAÇÕES

  • Alegoria dos Clarins  (Carro alegórico “Anunciação”)
  • Abre Alas – Estandarte + Cabeções do Galo (20)
  • Maestro Lima Neto / Vivi Moura / Dani Verolli
  • Passistas e bonecos gigantes (Enéas, Galo, Alceu Valença e Jota Michiles)
  • Bonecos Articulados
  • Banda da Polícia Militar de Pernambuco
  • Estandartes
  • Rei Momo
  • Frevioca
  • Cabeções
  • Carro Roda e Avisa (Com Rita Cadilac)
  • Frevioca
  • Carro alegórico “Maluco Beleza”
  • Trio Maraca
  • Carro alegórico “Quatro Cantos”
  • Carro alegórico “Morena Tropicana”

TRIOS ELÉTRICOS 

  • Gustavo Travassos e Fafá de Belém
  • Marron Brasileiro
  • Geraldinho Lins
  • Asas da América
  • Almir Rouche
  • Alceu Valença
  • Orquestra 100% Mulher
  • Joelma
  • Spok e Toni Garrido
  • Nena Queiroga, Maria Gadu e Almério
  • André Rio, Gaby Amarantos, Carla Rio, Chrigor e Luciano Magno
  • Fulô do Mandacaru / Ed Carlos
  • Gerlane Lops
  • Maestro Forró
  • Quinteto Violado e Israel França
  • Nono Germano, Michael Sulivan e Liv Moraes
  • Som da Terra
  • Benil e Cristina Amaral
  • Banda Luará
  • Trombonada
  • Nadia Maia
  • Banda Pinguim
  • Fabiana Pimentinha
  • Orquestra Perfil

 

DUETOS 

  • Gustavo Travassos / Gabi Amarantos
  • Fafá de Belém / Genival Lacerda
  • Marron Brasileiro / Nando Cordel
  • Geraldinho Lins / Lucy Alves
  • Asas da América / Nando Cordel
  • Almir Rouche / Toni Garrido
  • Alceu Valença / Lula Queiroga / Silvério Pessoa
  • Joelma / Lucy Alves
  • Spok / Toni Garrido
  • Nena Queiroga / Maria Gadu
  • André Rio / Gabi Amarantos / Chrigor
  • Fulô do Mandacaru / Cezzinha
  • Gerlane Lops / Silvério Pessoa
  • Maestro Forró / Israel França

GALO AO CONTRÁRIO

Na noite da quinta-feira (23), o Galo da Madrugada realizou o desfile conhecido como “Galo ao Contrário”, em razão de que, na mesma data e horário, o Galo da Madrugada  estará participando da abertura do Carnaval de Olinda. Pela primeira vez, o maior bloco carnavalesco do mundo fará parte dessa festa de Momo na cidade histórica.

O Galo da Madrugada também participará, pela primeira vez, das festividades de abertura do Carnaval do Recife na noite de hoje (24).

No dia 25 (sábado), o Galo reencontrará seus milhões de foliões nas ruas do Recife.

 

PINTO DA MADRUGADA 

Além de percorrer algumas ruas do Recife (em um roteiro que parte da sede do Galo, passando pela Rua Imperial, Rua Azul, Av. Dantas Barreto, Rua do Muniz e retornando à Praça Sérgio Loreto) com trio do tradicional Palhaço Chocolate, a versão mirim do maior bloco do mundo, o Pinto da Madrugada apresentará shows em um trio elétrico que ficará no Polo do Galo (área entre a sede do Galo da Madrugada e a Praça Sérgio Loreto, no bairro de São José), a partir das 10h,00 dia 28 de fevereiro, terça-feira até às 13h00.A concentração inicia às 08h00.

A expectativa é de que a folia atraia cerca de 60.000 pessoas. As famílias poderão, inclusive, utilizar gratuitamente as estruturas dos camarotes armados na Praça José Loreto.

“Com esse evento esperamos não apenas trazer a alegria do carnaval para as crianças e jovens de hoje, mas preparar os futuros foliões do Galo da Madrugada para os anos vindouros.”

 CONCURSO DE FOTOGRAFIA  

Com o objetivo de ampliar a divulgação das alegorias do Desfile do Galo da Madrugada, a agremiação abre inscrições para o 1º Prêmio de Fotógrafo do Ano no Galo da Madrugada. O período de inscrições vai de 02 a 09 de março de 2017.

O Prêmio de Fotógrafo do Ano NO Galo da Madrugada reúne trabalhos realizados durante o desfile do Galo da Madrugada em 2017 que destaque a beleza dos carros alegóricos e fantasias, evidenciando o tema no bloco. Só serão aceitos trabalhos nas categorias fotojornalismo impresso e fotojornalismo Online.

Cada jornalista poderá concorrer com até dois trabalhos por categoria. Para participar, o profissional precisa ser registrado no Ministério do Trabalho. As fotografias inscritas deverão ser divulgadas em veículos de comunicação do Estado de Pernambuco e do Brasil, no período de 25 de fevereiro a 06 de março de 2017.

“Com a finalidade de procurar dar o devido destaque aos nossos carros alegóricos e fantasias, que levamos cerca de seis meses para executá-los, surgiu a ideia de promover o concurso da melhor fotografia. Esperamos com isso divulgar, ainda mais, a beleza contida em nossos desfiles e não apenas a grandeza da quantidade dos foliões. Nossas alegorias sempre mudam a cada ano e compõem, de fato, parte da beleza do Galo da Madrugada, junto aos estandartes, passistas e outros participantes”, explica Rômulo Meneses.

Dann Lacerda
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura / RRNE

 

Share

Freire propõe Rouanet para manutenção de Sinfônica de Teresina

photo5003577578207946696O ministro da Cultura, Roberto Freire, propôs a utilização da Lei Rouanet para assegurar a manutenção das despesas da Orquestra Sinfônica de Teresina. A sugestão foi feita durante audiência realizada na noite da quarta-feira (22) com o prefeito da capital piauiense, Firmino Filho.

De acordo com o prefeito, a Orquestra Sinfônica realiza um importante trabalho de formação musical de centenas de jovens piauienses e mantém um cronograma intenso de atividades ao longo do ano. “A grande questão que temos diz respeito aos custos de manutenção da orquestra. Os gastos chegam a R$ 4,5 milhões (aproximadamente) por ano, o que onera muito as contas do município. Precisamos encontrar um modo de assegurar a continuidade das ações da Sinfônica, que já tem uma sede própria (Palácio da Música)”, destacou Firmino Filho.

Na avaliação do ministro, o Ministério da Cultura (MinC) e a Prefeitura podem trabalhar juntos para garantir que seja elaborada uma proposta cultural, via Rouanet, que atenda às necessidades da Sinfônica de Teresina. “Utilizada com responsabilidade, a Lei Rouanet é um excelente instrumento. É possível realizar grandes projetos com a lei de incentivo fiscal, uma vez que beneficia tanto as empresas quanto aqueles que produzem cultura. Atualmente, é um dos melhores caminhos para o financiamento de atividades culturais no País”, ressaltou Freire.

O ministro também ofereceu apoio para a realização do Salão do Livro do Piauí (Salipi), que vem ao encontro da política de estímulo à leitura que está sendo implementada pelo Ministério, por meio do Departamento de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas (DLLLB). “Queremos que o Brasil leia mais. Certamente poderemos contribuir para tornar o Salipi um evento ainda maior”, disse.

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura
Share

Brasil e China buscam maior cooperação cultural

22.02.2017 ChinaPromover maior cooperação cultural entre a China e o Brasil. Esse foi um dos principais objetivos da reunião realizada nesta quarta-feira (22) entre o secretário-executivo do Ministério da Cultura (MinC), João Batista de Andrade, e o vice-ministro da Cultura da China, Yang Zhijin. Durante o encontro, foram tratados temas como economia da Cultura, literatura, audiovisual e maior intercâmbio entre museus e bibliotecas.

Ao cumprimentar rapidamente a comitiva chinesa, o ministro da Cultura, Roberto Freire, salientou a importância de aprofundar relações culturais entre o Brasil e a China e confirmou presença na reunião de ministros da Cultura do BRICS (grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), prevista para ocorrer em julho deste ano, em Tianjin, no nordeste chinês. O encontro terá como principal objetivo o estabelecimento de mecanismos de cooperação cultural entre os cinco países, incluindo a criação de um Conselho Cultural dos BRICS e de uma aliança de bibliotecas, museus e galerias de artes.

Audiovisual

22.02.2017China SEUm dos temas de destaque durante a reunião foi o audiovisual. João Batista de Andrade enfatizou o empenho do MinC para aprofundar o intercâmbio e aprimorar as relações culturais entre os dois países. O secretário-executivo afirmou que o Brasil, assim como a China, tem dimensões continentais e que ambos contam com enorme diversidade cultural. Destacou ainda que a área do audiovisual, da literatura, dos museus e da economia da cultura são alguns setores em que é possível aprofundar a cooperação.

Andrade também afirmou que o mercado cinematográfico brasileiro está em expansão e tem qualidade reconhecida. “Vivemos dois desafios nessa área: o audiovisual brasileiro se tornou atraente, o que é bom quando se busca parcerias, e busca romper fronteiras e buscar outros mercados. Temos elementos básicos para firmar o acordo: a necessidade e a suficiência”, destacou.

Sobre esse aspecto, Yang Zhijin explicou que a China apresenta os mesmos desafios e que, por isso, os dois mercados cinematográficos têm muito a conversar. Ele afirmou que levará a proposta de parceria para o órgão competente de seu país. “O chinês gosta muito das telenovelas brasileiras. A China tem o maior público do mundo e a indústria cinematográfica é uma indústria emergente. Acreditamos que temos um futuro brilhante (nessa área)”, apontou.

Economia da Cultura

Sobre economia da cultura, Andrade destacou que, em 2018, o MinC, em parceria com outros órgãos, promoverá, no Brasil, o Mercado de Indústrias Culturais do Sul (Micsul). Ele sugeriu a participação de empreendedores chineses no evento, que será realizado em São Paulo. O Micsul é considerado o maior encontro de economia criativa da América do Sul e abarca setores de música, design, audiovisual, editorial, artes cênicas, animação e jogos eletrônicos. Nas duas primeiras edições, realizadas em Mar del Plata, na Argentina (2014), e em Bogotá, na Colômbia (2016), o evento contou com a participação de empreendedores chineses. Para o secretário de Articulação e Desenvolvimento Institucional do MinC, Adão Cândido, “o incremento da participação chinesa no evento, além fomentar a carreira de profissionais sul-americanos da Cultura nos grandes mercados asiáticos, contribuirá para consolidar a imagem de Brasil e China como parceiros estratégicos”.

Yang Zhijin explicou que o governo chinês deu muita importância a esse setor nos últimos anos e convidou brasileiros a participar de feiras de economia criativa na China. “Esperamos poder promover o desenvolvimento desse setor na China e no Brasil, por meio de cooperação nesse setor”, afirmou.

Museus, literatura, bibliotecas e artes visuais

Durante a reunião, Yang Zhijin enfatizou que a China quer estimular o intercâmbio entre grupos artísticos, estudiosos e empresários da área cultural e entre museus e bibliotecas. Também falou sobra a importância de haver cooperação na área de traduções de obras entre os dois países. O secretário-executivo brasileiro pontuou que o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e a Fundação Biblioteca Nacional (FBN), entidades vinculadas ao MinC, têm interesse em avançar na cooperação com as contrapartes chinesas.

Outro tema em pauta foi a Bienal Internacional de Arte Curitiba, que conta com o MinC como principal parceiro e neste ano terá a China como país homenageado. “Sabemos que a Bienal é uma das mais importantes do Brasil e ficamos honrados em poder participar”, afirmou Zhijin. O evento será realizado de 30 de setembro deste ano a 25 de fevereiro de 2018 no Museu Oscar Niemeyer, na capital paranaense.

Além do vice-ministro da Cultura da China, do secretário-executivo e do secretário de Articulação e Desenvolvimento Institucional do MinC, participaram da reunião o diretor do Departamento de Promoção Internacional da pasta, Adam Jayme Muniz, a diretora do Departamento Cultural do Ministério das Relações Exteriores, Paula Alves de Souza, e representantes do governo chinês.

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura
Share

ANCINE divulga resultado final de habilitação do edital de jogos eletrônicos do Programa Brasil de Todas as Telas

BSA ANCINE e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) divulgaram no dia 17 de fevereiro, o resultado do julgamento dos recursos interpostos ao resultado preliminar de habilitação da Chamada Pública PRODAV 14/2016 do Programa Brasil de Todas as Telas. A primeira iniciativa da ANCINE voltada ao investimento no setor de games vai disponibilizar R$ 10 milhões em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), que irão resultar na produção de 24 jogos eletrônicos para a exploração comercial em consoles, computadores ou dispositivos móveis.

Após o julgamento de 31 recursos apresentados pelas empresas que tiveram suas propostas inabilitadas, cinco deles foram deferidos. Com isso, sobe para 87 o número de propostas habilitadas que seguem agora para a primeira fase de seleção, de caráter eliminatório e classificatório, que consiste na avaliação dos projetos.

Clique aqui para ler a ata de julgamento dos recursos interpostos à etapa de habilitação da Chamada Pública PRODAV 14/2016 e aqui para ler a ata de retificação, publicada no dia 21 de fevereiro, habilitando mais um projeto.

Saiba mais sobre o Programa Brasil de Todas as Telas

O Programa Brasil de Todas as Telas, lançado em julho de 2014, foi moldado para atuar na expansão do mercado e na universalização do acesso às obras audiovisuais brasileiras. Trata-se de uma ampla ação governamental que visa transformar o País em um centro relevante de produção e programação de conteúdos audiovisuais. Foi formulado pela ANCINE em parceria com o MinC, e com a colaboração do setor audiovisual por meio de seus representantes no Comitê Gestor do Fundo Setorial do Audiovisual – FSA.

Até meados de janeiro de 2017, o Programa Brasil de Todas as Telas já aprovou 593 propostas de financiamento de longas-metragens e 531 propostas de séries e telefilmes.  O Programa também já investiu em 263 propostas de projetos em fase de desenvolvimento e em 69 núcleos criativos em todas as regiões do país, que gerarão 398 novas obras audiovisuais.

Em seu terceiro ano, o Programa Brasil de Todas as Telas garante a continuidade de uma política pública vigorosa para o audiovisual brasileiro. Para dar previsibilidade às suas ações de investimento, a ANCINE disponibilizou o Calendário de Financiamento para o biênio 2016/2017, que traz as datas previstas para a abertura e divulgação de resultados das chamadas públicas do Programa.

Share

Encontro de Afoxés é a pedida da quarta-feira de cinzas em Olinda

Na Quarta-feira de Cinzas, que este ano cai no dia 1° de março, o folião que ainda tiver disposição nas ladeiras de Olinda poderá viver uma noite de valorização das manifestações de raiz africana. Neste dia acontecerá a 17ª edição do Encontro de Afoxés Ganga Zumba, evento que deslumbra com as cores, sons e danças de dez afoxés de Pernambuco. Os grupos vão sair às 19h do Largo do Guadalupe em direção ao Mercado Eufrásio Barbosa, arrastando junto uma multidão que acompanha o cortejo.

O Oxum Pandá é um dos grupos que participará do Encontro de Afoxés Ganga Zumba, em Olinda (Costa Neto/Secult-PE)

O Oxum Pandá é um dos grupos que participará do Encontro de Afoxés Ganga Zumba, em Olinda (Costa Neto/Secult-PE)

A concentração está marcada para as 16h. Já o cortejo sairá passará pelas ruas do Amparo, 13 de Maio, São Bento e Avenida 15 de Janeiro, encerrando no Mercado Eufrásio Barbosa. Participam da programação os afoxés Ara Odé, Alafin Oyó, Oxum Pandá, Omó Badé, Povo de Ogunté, Oba Irôko, Filhos de Xangô, Obá Ayrá, Omim Sabá e Ogbon Obá.

Segundo Fabiano Santos Silva, presidente da União de Afoxés de Pernambuco (UAPE) e responsável pelo Alafin Oyó, o Encontro de Afoxés Ganga Zumba é realizado desde o ano 2000 e começou como uma festa de confraternização dos grupos de cultura afro-brasileira. “A ideia era que a gente pudesse desopilar do Carnaval depois de tanto trabalho, e neste sentido surgiu de uma forma agregadora. Para se ter uma ideia, em 2000 existiam apenas quatro afoxés no estado. Hoje, só no encontro em Olinda teremos a presença de dez grupos”, revela. O evento conta com apoio da Secult/Fundarpe e da Prefeitura de Olinda.

De acordo com Pai Jorge de Ogum, responsável por um dos participantes da festa, o Afoxé Oxum Pandá, o evento também é de grande importância pelo simbolismo que carrega. “É uma satisfação porque é o ultimo momento do Carnaval e estaremos juntos. Todo o trajeto do cortejo tem uma conexão cultural muito forte com a história do povo negro”, opina.

Como manifestação de raiz africana, os figurinos dos grupos capricham nos arranjos e ornamentos, como lenços, palhas, penas de pavão e brilhos que destaquem as cores características de cada afoxé. Algumas dessas cores são branco com azul, vermelho e branco, amarelo com panos (que imitam a padronagem de uma onça), tecido colorido com padronagem de zebra, caqui com marrom.

Além das combinações com desenhos geométricos tribais, ressalta ainda mais a beleza das roupas os laçarotes, panos presos nas cabeças, maquiagens com desenhos. No aspecto musical, em geral os instrumentos dos afoxés são dois tambores (timbau e o tan-tan), o abê e o agogô, também usados nas baterias de escolas de samba.

Share

Pernambuco: Pátio de São Pedro recebe Encontro de Maracatu de Baque Virado

Na semana pré-carnavalesca do Recife, o Encontro de Maracatu de Baque Virado, que desde 2013 reúne várias Nações de Maracatu em uma única apresentação, acontece nesta quinta-feira (23), a partir das 17h, no Pátio de São Pedro, localizado no bairro de São José, centro da capital pernambucana. Reunindo 16 agremiações, o evento é aberto ao público e conta com apoio do Governo de Pernambuco, por meio da Secult/Fundarpe.

Maracatu Nação Porto Rico, uma das agremiações participantes do encontro (Cristiana Dias/Secult-PE)

Maracatu Nação Porto Rico, uma das agremiações participantes do encontro (Cristiana Dias/Secult-PE)

“Para esta apresentação inédita, batuqueiros e mestres atuam em conjunto, de maneira que o público vivencie um espetáculo único do baque virado, constituído por duas horas de duração e que pelo quinto ano consecutivo acontece na capital pernambucana”, ressaltou Fábio Sotero, presidente da Associação dos Maracatus Nação de Pernambuco e coordenador geral do encontro.

Com 100 anos de fundação, a Nação Maracatu Porto Rico participa do encontro desde o seu início e nesta edição vai levar 30 componentes para compor a batucada com as demais agremiações participantes. “É uma oportunidade verdadeiramente única que os nossos mestres e batuqueiros possuem, para que o espetáculo seja também uma troca de experiências e saberes”, explicou Mércia Gadelha, produtora do grupo.

Já o Maracatu Nação Axé da Lua, que será representado no encontro por 12 componentes, vai aproveitar a apresentação para homenagear o Mestre Malu, integrante da batucada do maracatu com 69 anos de idade, que completa 32 anos de atuação carnavalesca em várias manifestações da cidade de Olinda, além de possuir trabalhos como alfaiate de agremiações. “Estaremos promovendo esta homenagem para Malu também no decorrer do carnaval, no sentido de registrar a sua dedicação como um grande incentivador das tradições populares realizadas em Olinda, tanto em grupos de afoxés, como no nosso maracatu”, destacou Jadion Santos, produtora da Nação Axé da Lua.

Confira abaixo as agremiações participantes do 5º Encontro de Maracatu de Baque Virado no Recife:

Nação Maracatu Porto Rico
Nação do Maracatu Aurora Africana
Maracatu Nação Estrela Brilhante do Recife
Maracatu Estrela Brilhante de Igarassu (Patrimônio Vivo de Pernambuco)
Maracatu Nação Cambinda Estrela
Maracatu Nação Encanto da Alegria
Maracatu Nação Axé da Lua
Maracatu Encanto do Pina
Maracatu de Baque Virado Nação de Luanda
Maracatu Nação Raízes de Pai Adão
Maracatu Carnavalesco Almirante do Forte
Maracatu Tigre
Maracatu Nação Estrela de Olinda
Maracatu Sol Nascente
Maracatu Elefante
Maracatu de Baque Virado Nação Tupinamba

Serviço: 
Encontro de Maracatu de Baque Virado no Recife
Quando: quinta-feira, 23 de fevereiro
Local: Pátio de São Pedro (bairro de São José, no Recife)
Horário: a partir das 17h
Acesso gratuito

Share

Mudanças no funcionamento do sistema MinC durante o Carnaval

Em virtude do Carnaval, diversos equipamentos culturais do sistema MinC não funcionarão ou terão horário de funcionamento alterado. Confira a seguir o que abre e o que fecha durante os dias de comemoração:

Biblioteca Nacional 
A instituição funciona até quinta-feira (23) e reabre na quinta-feira (2).
Endereço: Avenida Rio Branco, 219 – Centro – Rio de Janeiro

Telefone: (21) 3095-3879

Fundação Casa de Rui Barbosa (FCRB)
Nos dias 24/2 e 1º/3 não haverá expediente na FCRB. O Museu e o jardim estarão fechados.
Endereço: Rua São Clemente, 134 – Botafogo – Rio de Janeiro

Telefone: (21) 3289-4600

Funarte

Durante o carnaval, os teatros da Funarte (Fundação Nacional de Artes) no Rio de Janeiro estarão com as atividades suspensas. Confira abaixo mais informações:

Teatro Dulcina – Fechado de 22 de fevereiro a 1º de março. A temporada do espetáculo Paz Perpétua terminou no dia 19 de fevereiro e, no dia 2 de março, estreia o espetáculo Blackbird.
Endereço: Rua Alcindo Guanabara, 17 – Centro – Rio de Janeiro

Telefone: (21) 2240-4879

Teatro Cacilda Becker – Fechado de 22 de fevereiro a 1º de março. A Focus Cia de Dança encerrou a temporada dia 19 de fevereiro e, no dia 2 de março, estreia o espetáculo da Cia. Lumini de Dança.
Endereço: Rua Almirante Tamandaré, 338

Telefone: (21) 2265-9933

Teatro Glauce Rocha – Fechado de 24 de fevereiro a 1º de março. No dia 2 de março (quinta-feira), o espetáculo Missa para Clarice volta a ser encenado.
Endereço: Avenida Rio Branco, 179 – Centro – Rio de Janeiro

Telefone: (21) 2220-0259

Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) 

Durante o Carnaval, os museus do Ibram têm horário de funcionamento alterado. Confira:

O Museu Imperial abrirá excepcionalmente na segunda-feira de carnaval (27/2), fechando para manutenção na quarta-feira de cinzas (1/3) (Foto: EBC)

Em Petrópolis (RJ), o Museu Imperial abrirá excepcionalmente na segunda-feira de carnaval, dia 27 de fevereiro, fechando para manutenção na quarta-feira de cinzas, dia 1º de março.

Endereço: Rua da Imperatriz, nº 220 – Centro – Petrópolis – RJ

Telefone: (24) 2233-0300

O Palácio Rio Negro, também em Petrópolis, poderá ser visitado durante o período. O museu funciona diariamente das 10h às 17h e permanece fechado para manutenção na segunda-feira (27).
Endereço: Av. Koeler, 255 – Petrópolis – RJ

Telefone: (24) 2246-2378/2423

Na capital fluminense, o Museu Nacional de Belas Artes fecha às 14h do dia 24 de fevereiro e reabre no dia 2 de março.
Endereço: Av. Rio Branco, 199, Centro (Cinelândia), Rio de Janeiro

Telefone: (21) 3299-0600

O Museu Regional de São João del-Rei, em Minas Gerais, também ficará fechado no Carnaval e reabre no dia 2 de março.
Endereço: Rua Marechal Deodoro, 12 – Centro – São João del-Rei

Telefone: (32) 3371-7663

Centro Cultural Paço Imperial
Fechado de sábado a terça, reabre na quarta-feira às 12h.
Endereço: Praça XV de Novembro, 48 – Centro, Rio de Janeiro

Telefone: (21) 2215-2403 e (21) 2215-2093

Centro Cultural Sítio Roberto Burle Marx
Fechado de sábado a quarta, reabre na quinta-feira em horário normal.
Endereço: Estrada Roberto Burle Marx, 2019 – Barra de Guaratiba – Rio de Janeiro

Telefone: (21) 2410.1412

Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular
Fechado de sábado a quarta, reabre na quinta-feira em horário normal.
Rua do Catete, 179 e 181, Catete – Rio de Janeiro

Telefones: (21) 3826-4434, 3826-4327 e 3826-4324

Cinemateca Brasileira
Não haverá alteração na programação durante o Carnaval. A área pública estará aberta normalmente.
Endereço: Largo Senador Raul Cardoso, 207 – Vila Clementino – São Paulo

Telefone: (11) 3512.6111

Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura
Share

ALAGOAS: Edital ‘Carnaval do Bicentenário’ garante desfile de escolas de samba no sábado (25)

19388bde62ef7111d883d12ffdd09d8d_XL

O público da capital que gosta de carnaval tem uma atração a mais no próximo sábado (25), dentro da programação estabelecida pelo Governo do Estado no ano em que Alagoas celebra os 200 anos de Emancipação Política.

As escolas de samba desfilarão, tradicionalmente, toda sua beleza e colorido na Rua Fechada, na orla de Ponta Verde, em Maceió, a partir das 20h. Com o apoio do Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado da Cultura, as agremiações irão animar a avenida.

Todos os anos as agremiações elaboram enredos que, além de levar muita alegria e beleza para a avenida, dão sua contribuição social, cultural e histórica ao público. Neste ano, elas se unem para homenagear os 200 anos de Emancipação Política de Alagoas.

Para o presidente da Liga das Escolas de Samba, Nivaldo Santana, o desfile é uma forma de manter o carnaval vivo e bonito. “Sábado nós vamos desfilar e vamos fazer bonito. Nós das escolas de samba temos um compromisso com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura, com as pessoas que desfilam nas escolas e com a população. Precisamos honrar esse compromisso. Tenho certeza de que a recepção das comunidades vai ser muito boa. Nós vamos fazer o melhor que podemos”, disse.

Ainda segundo Santana, “o desfile é muito importante para a comunidade. É uma tradição desde os anos 50. Há um interesse grande da população. O que nós fazemos não é só cultura, é um trabalho social com a comunidade para tirar os jovens da criminalidade”.

As escolas foram contempladas pelo Prêmio Carnaval Bicentenário 2017, lançado pelo Governo de Alagoas, através da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), que democratiza o apoio para a realização dos festejos.

“Há dois anos renovamos o compromisso do Governo do Estado com as agremiações carnavalescas. A consciência e sensibilidade do governador Renan Filho quanto às manifestações da cultura popular garantiu, mais uma vez, a realização do Carnaval e das tradicionais prévias. Ao longo dessa gestão, temos mantidos uma excelente relação com as escolas de samba, que, historicamente, mantêm vivo o carnaval em Alagoas”, destacou a secretária Mellina Freitas.

A expectativa de público para este ano é 20 mil pessoas, que devem lotar as arquibancadas e a parte fechada do bairro maceioense.

Share