PERNAMBUCO: Livro Pétnico do escritor César Monteiro é lançado no Espaço Pasárgada

capa

Para celebrar a poesia negra, os  saraus Pasárgada, recebe o lançamento do livro Poétnico , do escritor e poeta César Monteiro, nesta sexta-feira (17), às 18:00. Poétnico é o último livro do autor, que mistura narrativa e poesia no qual conta o surgimento de duas comunidades quilombolas de brejão ao mesmo tempo que combate o racismo e exalta a beleza Negra.

César Monteiro Fausto tem três livros lançados: Sociedade dos Poetas Vivos João Cabral de Melo Neto (1999), lançamento apoiado pela FUNDARPE, Casulo da Alma, poesias (2001) e Triclopes, poesias (2006). Além de escritor, César é declamador, tendo ministrado uma oficina de Poesia e Declamação de 22 a 26 no Festival de Inverno de Garanhuns 2013 e homenageado na I BIENAL DO LIVRO DO AGRESTE MERIDIONAL. Também é Membro fundador da sociedade dos poetas vivos e da academia de letras e arte do Agreste Meridional e coordena o centro cultural quilombola Curiquinha dos Negros, Brejão – PE onde faz trabalhos com poesia, Capoeira, dança e documentários.

SARAUS EM PASÁRGADA – O projeto teve início em outubro de 2016, com a poetisa Jussara Salazar falando sobre o tema Vida e Morte na Poesia. Em um ano, recebeu mais de 600 pessoas como público e convidados notáveis no cenário contemporâneo da poesia pernambucana como Miró, Zizo, Meca Moreno e o grupo Profundanças.

Serviço

Saraus em Pasárgada – Lançamento do livro Poétnico – Um poema para Preta (César Monteiro)

Quando: Sexta-feira (17), às 18h

Onde: Espaço Pasárgada (R. da União, 263 – Boa Vista, Recife – PE)

Acesso gratuito

 

Share

MINC: Brasil é eleito membro do Comitê do Patrimônio Mundial da Unesco pela quinta vez

comite-patrimonio-unesco-header

(Foto: Iphan)

O Brasil foi escolhido nesta terça-feira (14), em primeiro turno, como país-membro do Comitê do Patrimônio Mundial da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), ao lado de outros 20 países. Entre outras ações, o Comitê – que faz parte da Convenção para a Proteção do Patrimônio Mundial Cultural e Natural da Unesco – estabelece os bens e locais que devem ser listados como Patrimônio Mundial. A eleição ocorreu durante a 21ª sessão da Assembleia Geral dos Estados Partes da Convenção do Patrimônio Mundial, em Paris.

Na votação desta terça-feira, o Brasil teve o maior número de votos (136) entre os 12 países eleitos para compor o Comitê (outros nove permanecem por mais um mandato), o que demonstra o reconhecimento mundial do País na área patrimonial e o prestígio diplomático junto à Unesco. Esta é a quinta vez que o Brasil é eleito membro do Comitê desde sua criação, em 1972, marca alcançada apenas pela França e pela Austrália. O Brasil foi membro da organização nos anos de 1980, 1987, 1993 e em 2007, tendo presidido o Comitê em 1988 e em 2010. O rodízio de países-membros ocorre a cada quatro anos.

O reconhecimento mundial do Brasil na área patrimonial se deve em grande parte ao trabalho do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), instituição vinculada ao Ministério da Cultura (MinC). Poucos países no mundo têm um histórico de 80 anos de proteção de patrimônio como o Brasil. Em seu 80º aniversário, o Iphan é a instituição de preservação do patrimônio mais antiga da América Latina. O instituto é responsável pela preservação de 87 conjuntos urbanos tombados e 1.262 bens materiais tombados; pela salvaguarda de 40 bens imateriais registrados como patrimônio cultural brasileiro e pela gestão de 24 mil sítios arqueológicos cadastrados.

Além disso, o Brasil tem a maior delegação diplomática permanente da Unesco (são nove diplomatas brasileiros) e é o 10º contribuinte, o maior contribuinte extraorçamentário e um dos fundadores da Organização.

A delegação brasileira que vai integrar o Comitê é formada pela presidente do Iphan, Kátia Bogéa; o professor da Universidade de Brasília (UnB) Braulio Ferreira de Souza Dias; o diretor do Departamento de Articulação e Fomento do Iphan, Marcelo Brito; o diretor de Promoção Internacional do MinC, Adam Jayme Muniz; e o coordenador para Assuntos Internacionais do Iphan, Leonardo Martins Prudente.

Os demais países eleitos para compor o Comitê da Unesco este ano foram: Austrália, Bahrain, Bósnia e Herzegovina, China, Guatemala, Hungria, Quirguistão, Noruega, Espanha, Uganda e São Cristóvão e Nevis. Os países que deixaram o Comitê são: Croácia, Finlândia, Jamaica, Cazaquistão, Líbano, Peru, Filipinas, Polônia, Portugal, República da Coreia, Turquia e Vietnã. Permanecem no Comitê os seguintes países: Angola, Azerbaijão, Cuba, Indonésia, Kuwait, Tunísia, Tanzânia, Zimbábue e Burkina Faso.

Convenção para a Proteção do Patrimônio Mundial Cultural e Natural

A Convenção para a Proteção do Patrimônio Mundial Cultural e Natural, instituída em 1972, reconhece o valor universal de alguns lugares no mundo que devem fazer parte do patrimônio comum da humanidade. A convenção trata não apenas da conservação natural, como de preservação de bens culturais. Cerca de 190 países já ratificaram a convenção.

A lista do Patrimônio Mundial da Unesco inclui, atualmente, cerca de mil sítios (779 culturais, 197 naturais e 31 mistos), em 161 países.

Share

CEARÁ: Secult divulga o resultado preliminar da Avaliação e Seleção da Proposta do Prêmio Alberto Nepomuceno de Composição Musical

incentivoasartespreliminaralbertonepomuceno (1)

A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) divulga, nesta terça-feira, 14/11, o resultado preliminar da etapa de Avaliação e Seleção das Propostas inscritas no XI Edital Ceará de Incentivo às Artes – Prêmio Alberto Nepomuceno de Composição Musical. Confira os selecionados nesta etapa do edital.

A Avaliação e Seleção da Proposta é uma etapa de caráter eliminatório e classificatório em que é realizada a análise técnica dos projetos de candidatos habilitados na fase anterior, por uma Comissão de Avaliação e Seleção instituída pela Secult. Esta fase consiste na avaliação do Memorial Descritivo da Obra (Anexo I), partitura e áudio das obras musicais inscritas, conforme  critérios  estabelecidos  no  item  9  do  Edital  e  seus  subitens.

Após a publicação do resultado preliminar da Etapa de Avaliação e Seleção, caberá pedido de recurso no prazo de até 05 (cinco) dias corridos, a contar do dia seguinte à publicação do resultado.

A Secult destaca que o pedido de recurso deverá conter, obrigatoriamente, justificativa e ser encaminhado exclusivamente para o e­mail premioalbertonepomuceno@secult.ce.gov.br, em formulário específico  (Anexo  III),  disponível  no  site www.editais.cultura.ce.gov.br .

A Comissão de Avaliação e Seleção fará o julgamento dos pedidos de recurso e, em casos  que  considere  procedentes,  realizará  a  reavaliação  da  proposta. O resultado do recurso e a lista de classificados na Etapa de Avaliação e Seleção será divulgado no site dos editais da Secult,www.editais.cultura.ce.gov.br , sendo de total responsabilidade  do  proponente  acompanhar  a  atualização  dessas informações.

Share

PARAÍBA | Paraíba sedia I Encontro Nacional de Forrozeiros de 20 a 22 de novembro

FORROZEIROS-LOGO

A Paraíba será palco de um dos maiores eventos de forró de raiz do país. O I Encontro Nacional de Forrozeiros acontecerá em João Pessoa, do dia 20 a 22 de novembro, e reunirá artistas, gestores culturais, pesquisadores do ritmo e autoridades políticas de vários estados brasileiros que debaterão a salvaguarda do forró como Patrimônio Imaterial do Brasil.

O evento, que acontecerá na Fundação Espaço Cultural José Lins do Rêgo (Funesc), conta em sua programação com shows-manifestos, mesas redondas, rodas de conversa, entre outras atividades. O ponto alto do I Encontro Nacional de Forrozeiros será o II Fórum Nacional de Forró de Raiz, que no dia 20 de novembro promoverá uma audiência pública organizada pela Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado Federal. A CDR é presidida pela senadora Fátima Bezerra, responsável pelo encaminhamento do pedido de promoção da audiência púbica na cidade João Pessoa como parte do evento.

“O forró tem um importante papel no desenvolvimento da região Nordeste e do país, na medida em que é responsável por milhares de empregos que vão além da sazonalidade dos festejos juninos. Neste sentido, avançar na construção da sua salvaguarda, significa lançar um ponto de partida para fomento de políticas publicas para este setor da cultura brasileira”, afirmou a senadora.

Além do governador Ricardo Coutinho, foram convidados a participar da audiência o secretário de Cultura da Paraíba, Lau Siqueira, a Presidente do Iphan, Cátia Bógea, a presidente da Associação Balaio do Nordeste, Joana Alves, e o cantor Santanna.

Para Lau Siqueira, uma audiência pública do Senado aqui no estado tem uma grande importância simbólica, “principalmente porque coloca a Paraíba no centro do debate sobre a apropriação do forró pelo povo brasileiro, para muito além do registro institucional”.

Já Joana Alves, principal articuladora do Fórum Nacional do Forró de Raiz, lembra que “o objetivo primordial do fórum é transformar o ritmo do forró tradicional em Patrimônio Imaterial do Brasil através da produção de Cartas de Diretrizes voltadas para a instrução técnica do registro e elaborada por cada um dos Estados participantes”.

O Encontro Nacional de Forrozeiros é iniciativa do Fórum Nacional do Forró de Raiz, em parceria com o Governo do Estado da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), e Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa e Extensão em Economia Solidária e Educação Popular – Nuplar/Coep/PRAC/UFPB.

Artistas como Alcymar Monteiro, Santanna, Nando Cordel, Genival Lacerda, Cezzinha, Chambinho do Acordeon, entre outros expoentes nacionais do forró já confirmaram participação no evento, que também terá “shows-manifestos” no palco da Praça do Povo no Espaço Cultural da Paraíba.

As inscrições para I Encontro Nacional de Forrozeiros podem ser realizadas de forma gratuita no site www.encontronacionaldeforrozeiros.com, onde também está disponível a programação completa do evento.

Confira a programação:

PROGRAMAÇÃO ATUALIZADA

Share

PERNAMBUCO | Museu do Estado sedia o Seminário Raias do Pensamento

LuisSerguilha-607x404

O escritor português Luís Serguilha é quem comanda a curadoria do evento

O Museu do Estado de Pernambuco (MEPE) sedia, sábado (18), das 10h às 18h30, o seminário Raias do Pensamento – Travessias Ibero-Afro-Americanas da Crítica, que tem curadoria do escritor ensaísta e curador de arte português Luís Serguilha. Com incentivo do Funcultura, o evento tem como objetivo discutir criticamente as experimentações da literatura, ampliando suas relações, cruzando conceitos.

Na parte da manhã, a mesa terá como tema A Arte Poética: Experimentação da Impossibilidade. No primeiro momento, chamado de Dobras do Pensamento, quatro palestrantes discutirão a temática sobre sua ótica, sob a coordenação do curador. São eles: a professora espanhola Montserrat Villar, Maria do Carmo Nino, Fernando Monteiro e Virgínia Leal. “As dobras de pensamento (mesas) foram focadas na urgência de escaparmos ao poder recognitivo, ao sistema orgânico e formal, assim, vamos romper formulações preestabelecidas, ampliaremos sensações, catalisaremos experimentações e entrecruzaremos conceitos moventes, descodificações, campos problemáticos e forças sígnicas”, diz o curador. Após a palestra, Montserrat Villar e Fernando Monteiro, que também são poetas, farão parte da Raias Sonoras, sessão de leituras de poemas, da qual também vão participar Delmo Montenegro, Jonathas Onofre, Camillo José e Wilson Freire.

Na parte da tarde, a temática de discussão será Escrileitores: O difícil como sedução, as esponjas estéticas do mundo, que também será dividida em dois momentos. Participam do Dobras do Pensamento: Abreu Paxe (Angola), Anco Márcio Tenório, Ana Maria Haddad Baptista e Lourival Holanda. Encerrando a programação, haverá mais um momento de leitura de poesias, agora com Marcelo Mário de Melo, Silvinha Góes, Abreu Paxe, Philippe Wollney, Virgínia Leal e Geisiara Lima.

No total são oito acadêmicos/ensaístas e 12 poetas. Segundo o curador, eles foram convidados graças às forças estéticas e éticas que possuem. “São agitadores de pontos de vista. A diversidade e as multiplicidades estão presentes nas escolhas, transfronteirando mundos possíveis!”, pontua Serguilha. Ele conta, ainda, que a ideia do seminário surgiu da urgência de combater a banalidade, a ignorância e o fanatismo. “Queremos forçar o pensamento a pensar, escutar as diferenças e despertar as perspectivas críticas afirmadoras da vida”, diz.

Não é necessário fazer inscrição prévia. Os interessados podem seguir para o local e participar, dependendo, apenas, da lotação da sala. A organização do seminário fez uma parceria com os cursos de Letras das UPEs de Garanhuns, Nazaré da Mata e Petrolina e Serra talhada, garantindo toda a logística para a vinda de alguns professores para esse momento de troca. Segundo a produção do evento, essa é uma maneira de aproximar esses docentes dessas discussões e viabilizar a participação deles num projeto que traz tantas vozes para trocar.

raias_card_programacao

Serviço
Raias do Pensamento – Travessias Ibero-Afro-Americanas da Crítica
Quando: sábado (18), das 10h às 18h30
Onde: Museu do Estado de Pernambuco – MEPE (Av. Rui Barbosa, 960 – Graças, Recife – PE)
Entrada Franca
Telefone: (81) 3184-3174

Share

SERGIPE | Biblioteca Infantil participará do VI Encontro Sergipano de Escritores

Contação

No próximo sábado, 18, a Biblioteca Pública Infantil de Sergipe, unidade da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), estará participando da sexta edição do Encontro Sergipano de Escritores, evento que fará parte do 1º Encontrinho Sergipano de Escritores, Leitores e Contadores de Histórias. A participação da Biblioteca será no período matutino, a partir das 8h30 na sede da Associação dos Engenheiros Agrônomos de Sergipe (AEASE).

A unidade estará representada pelas contadoras de histórias Osaneide Rosa e Maria Luiza. O evento é gratuito e conta com feira de livros, praça de escritores, praça de alimentação, lançamento de trabalhos e diversas homenagens. A Academia Sergipana do Cordel terá um espaço exclusivo e contará com a presença maciça de todos os acadêmicos e os amantes do Cordel.

O 1º Encontrinho Sergipano de Escritores, Leitores e Contadores de Histórias é um evento voltado para a literatura infantil com a presença de contadores de histórias, escritores mirins, artistas de rua, bate-papo com escritores e desfile de fantasias. Em 2017,  o tema do evento é “Quem lê pode ser o que quiser”.

Share

CEARÁ | Secult lança o XIV Edital Ceará da Paixão 2018

cearpaixao 2018lanamento

A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) lança, nesta segunda-feira, 13 de novembro, o  XIV Edital Ceará da Paixão 2018. Por meio do edital, serão apoiados projetos destinados à promoção, preservação e difusão das tradições regionais cearenses voltadas para as manifestações próprias do ciclo de celebrações da Semana Santa.  O Governo do Estado, através da Secult, disponibilizará o aporte financeiro no valor total de R$ 761.790,00 para a seleção de até 41 projetos de categorias como Espetáculo Cênico da Paixão de Cristo e Manifestação Popular Tradicional, sendo um deles para a realização do Seminário de Avaliação Ceará da Paixão. Atendendo às novas regras da lei do Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil (MROSC), o edital ficará disponível para conhecimento aos interessados durante o período de 30 dias (13 de novembro a 12 de dezembro de 2017), no site da Secult e no site de Editais da Secretaria: www.editais.cultura.ce.gov.br. As  inscrições, gratuitas e online, estarão abertas de 13 a 20 de dezembro  de 2017, feitas pelo sitewww.editais.cultura.ce.gov.br.

O XIV Edital Ceará da Paixão 2018 se insere nas políticas de Patrimônio Cultural para o fomento de bens, produtos e serviços vinculados às manifestações Populares da Semana Santa nas várias regiões do Estado do Ceará, com ênfase nas Metas 17 e 18 do Plano Estadual de Cultura do Ceará e nos seguintes objetivos: contribuir para a ampliação e o fortalecimento das políticas de patrimônio imaterial no Estado do Ceará; reconhecer, valorizar e promover os saberes e fazeres tradicionais da cultura cearense; incentivar e difundir os processos da produção, difusão, formação e fruição das manifestações culturais populares da Semana Santa; e fortalecer as manifestações do ciclo pascal no circuito cultural e turístico do Ceará.

Os recursos do presente Edital são oriundos do Fundo Estadual da Cultura (FEC), que disponibilizará o aporte financeiro no valor total R$ 761.790,00, sendo R$ 482.662,00 para pagamento dos projetos selecionados na Categoria Espetáculos Cênicos da Paixão de Cristo I, II e III, R$ 214.528,00 para pagamento dos projetos selecionados na Categoria Manifestação Tradicional Popular, R$ 50.400,00 para pagamento do II Seminário de Avaliação e Seleção Ceará da Paixão e R$ 14.200,00 para despesas com a Comissão de Avaliação e Seleção.

De acordo com a Lei 13.811/2006, que dispõe sobre o Sistema Estadual da Cultura, 50% do total de recursos previstos no Edital devem ser destinados a propostas advindas do Interior do Estado.

Construção coletiva

O XIV Edital Ceará da Paixão 2018 é lançado após o momento de Consulta Pública online, em que agentes culturais puderam conhecer e fazer sugestões sobre a minuta do edital, e de Leitura Aberta do edital, como mais uma ferramenta da participação da sociedade civil na construção dos editais lançados pela Secult, para a construção da política pública de cultura do Ceará.

Dúvidas e informações

A Secult disponibiliza suporte aos proponentes apenas em dias úteis, das 8 às 17 horas, durante o período de inscrição, através do e-mail editalpaixao@secult.ce.gov.br e pelos telefones (85) 3101-6770/6765.

Share

BAHIA | Fundação Cultural homenageia Mestre King no projeto Novembro das Artes Negras

Raimundos_Mestres_King_e_as_figuras_masculinas_da_danca_na_Bahia__Foto_Thyago_Bezerra

Espaço na sede será batizado com nome do precursor da Dança Afro na Bahia (Foto Thyago Bezerra)

Em celebração ao mês da Consciência Negra, a Fundação Cultural do Estado/SecultBA (Funceb) lança, este ano, o projeto Novembro das Artes Negras, contemplando a produção artística negra nas diversas linguagens, com uma série de atividades em Literatura, Artes Visuais, Dança, Audiovisual, Teatro, Música e Circo, abertas ao público. Destaque especial para a Sala King, espaço na sede da Fundação (Pelourinho) que abrigará atividades culturais. A Sala homenageia o dançarino e professor, Mestre King.

Uma das ações da Funceb, por meio da Coordenação de Dança, será a Exposição “Mestre King”, que estará em cartaz de 16 a 30 de novembro, na sede da Funceb (Pelourinho), inaugurando as ações culturais da Sala King.  A mostra presta uma homenagem ao professor e coreógrafo, primeiro homem a se graduar em Dança pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e precursor da dança afro-brasileira. A exposição reúne fotografias de autoria de nomes como Any Valette e Rafael Martins, além de fotos do acervo pessoal do Mestre, retratando a sua trajetória profissional, desde aluno da Escola de Dança da UFBA até se tornar coreógrafo renomado com o grupo Gênesis e de sua mais recente criação, o espetáculo “Opaxorô”.

DOC

Neste mesmo dia (16), às 15h, será exibido – com a presença de Mestre King – o documentário “Raimundos: Mestre King e as Figuras Masculinas da Dança na Bahia”, apoiado pelo Edital Setorial de Dança em 2014. A obra apresenta um pouco do legado deixado pelo Mestre, que revolucionou a prática e o ensino da dança contemporânea, sendo responsável pela formação dos principais nomes da dança afro na Bahia. Dirigido pelo bailarino e coreógrafo Bruno de Jesus, com roteiro de Gabriel Ormuz Machado e produção de Inah Irenam, o documentário foi inspirado pelo espetáculo Raimundos que Bruno estreou em 2014 para celebrar os 50 anos de carreira de King.

Raimundos__Foto_Thyago_Bezerra

Raimundos: Mestre King e as Figuras Masculinas da Dança na Bahia (Foto Thyago Bezerra)

Com a Sala King e as demais ações do mês, a Funceb marca o projeto Novembro das Artes Negras, que chega com o propósito de visibilizar, potencializar e reconhecer as produções dos diversos agentes culturais negros do estado ao longo do ano, culminando com o Novembro Negro. Na programação, estará em destaque a convergência entre as artes, dialogando entre si com atividades transversais. Saraus Poéticos, apresentações musicais, de dança e circenses, exposições, exibição e lançamentos de filmes, são algumas das ações envolvidas no projeto. Confira aqui toda programação.

 

SERVIÇO:

Sala King, exibição do documentário e abertura da exposição “Mestre King”

Dia: 16/11, 15h

Local: Sede da Funceb (Pelourinho)

Abertura da exposição: 15h

Visitação: Das 9h às 17h – segunda a sexta-feira, até 30/11

Share

MINC | Ancine apoia participação brasileira em festivais no exterior

bandeiras-montagem_2

Durante o mês de novembro, a Agência Nacional do Cinema (Ancine), instituição vinculada ao Ministério da Cultura, apoiará a participação de 12 obras audiovisuais brasileiras em oito festivais internacionais. A ajuda vem do Programa de Apoio à Participação Brasileira em Festivais, Laboratórios e Workshops Internacionais.

A coprodução Brasil-Canadá-Austrália “Man proposes, god disposes”, de Daniel Leo, abre as participações dos filmes apoiados pela Ancine. O longa-metragem participa da competição internacional de novos realizadores do Festival Internacional Mannheim-Heidelberg, evento que ocorre entre os dias 9 e 19, em Mannheim, na Alemanha. De 10 a 18 de novembro, está sendo realizada na Espanha a 43ª edição do Festival de Cinema Ibero-Americano de Huelva. O festival recebe o curta “O espírito do bosque”, de Carla Saavedra, com o apoio do Programa da Ancine.

IDFA – Festival Internacional de Documentários de Amsterdã ocorre de 15 a 26 de novembro, na Holanda, e é o evento do mês com maior número de participantes brasileiros apoiados pela agência. “Piripkura”, de Renata Terra, Bruno Jorge e Mariana Oliva, aparece na Competição Primeira Obra; “Boca de fogo”, de Luciano Pérez Fernández, participa da Competição de Curtas Documentários; a coprodução Brasil-Cuba “Soy” será exibida pela Competição de Documentários Estudantis; a coprodução França-Brasil “Híbridos, Os Espíritos do Brasil”, de Vincent Moon e Priscilla Telmon, entra para a competição de Documentários Musicais; e, de Heloisa Azevedo Passos, “Construindo pontes” participa da programação do festival na mostra Panorama.

Na Competição Internacional do Festival Internacional de Cinema de Mar del Plata, na Argentina, será exibida o longa “Invisible”, de Pablo Giorgelli. O evento, que chega a sua 32ª edição, acontece entre os dias 17 e 26 de novembro. O Black Nights Film Festival será realizado de 17 de novembro a 3 de dezembro, em Tallinn, na Estônia, e recebe “Bingo: o rei das manhãs” na competição de primeiros filmes. Já em Turim, na Itália, será realizado de 21 a 26 de novembro o Torino Film Lab, que conta com a presença do projeto “Medusa”, de Anita Rocha da Silveira.

A 39ª edição do Festival dos 3 Continentes está marcada para os dias 21 e 28 de novembro, em Nantes, na França, e recebe em sua mostra não competitiva o longa “As boas maneiras”, de Marco Dutra e Juliana Rojas. Fechando o ciclo de participações apoiadas pela Ancine em eventos internacionais durante o mês de novembro, “Corpo elétrico”, de Marcelo Caetano, será exibido na competição internacional de longas do Festival Internacional de Cinema de Belfort, entre 25 de novembro e 3 de dezembro, também na França.

Share

Ibram oferece curso gratuito sobre conservação de acervos

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) vai oferecer, no dia 1º de dezembro, mais um minicurso gratuito voltado ao público geral através do programa de formação, capacitação e qualificação Saber Museu. Desta vez, o tema abordado será “Conservação preventiva e gerenciamento de riscos para acervos culturais”.

16463573_594487044082124_892797121918002104_o

Foto: Pâmela Lima/Museu Histórico Nacional

Ministrado pelo museólogo Leonardo Neves, integrante da Coordenação de Preservação e Segurança do Ibram, o minicurso vai acontecer no auditório do órgão, em Brasília (DF), das 9h às 18h (carga horária de 7h).

Serão abordados conceitos básicos em conservação preventiva de acervos culturais e seus antecedentes históricos; a prevenção e combate a agentes de deterioração do patrimônio cultural; e introdução ao gerenciamento de riscos, incluindo sua identificação, avaliação e controle.

Para participar, não é necessário ter formação específica. Serão ofertadas 50 vagas preenchidas por ordem de inscrição, com prioridade para profissionais que atuam em museus e instituições afins. Será exigida breve exposição de motivos para a participação. As inscrições podem ser feitas até o dia 16/11 através de formulário online.

 

Share