Arquivo da tag: Carnaval

Programação Carnaval do Recife 2016

Carnaval-Recife-2016-Programação

 

 

 

 

Recife é a terra do Frevo, do Maracatu, do Caboclinho. É também o lugar do Coco, do Boi, do Samba. No Carnaval, o povo com sua riqueza cultural invade as ruas da capital pernambucana e, democraticamente, faz uma das mais bonitas festas do planeta, onde cabem todos os sons, cores e muita alegria.

Celebrando esta alegria, em 2016 serão três os homenageados do Carnaval recifense: Maestro Forró e as agremiações centenárias Clube Carnavalesco Misto Pão Duro e Maracatu Nação Porto Rico.

A Prefeitura do Recife reúne todas as secretarias municipais num esforço conjunto para garantir que a beleza da maior festa popular do mundo não seja comprometida, e que  o Carnaval ocorra da forma mais animada e ordeira possível.

Além disso, promove polos de animação durante todo o Ciclo Carnavalesco. A programação, composta por 99% de atrações pernambucanas, começa logo após a Queima da Lapinha com os ensaios dos Maracatus, os Acertos de Marcha e os Concursos. Depois, a festa toma conta de toda a cidade.

Em 2016, mais de duas mil apresentações acontecerão entre os dias 5 de janeiro e  9 de fevereiro.  No total, o Carnaval do Recife reúne 52 polos oficiais, divididos em nove polos Centrais, 34 polos de Bairros, três polos Infantis e seis Corredores da Folia.

Por esses espaços passarão artistas pernambucanos como Lenine, Elba Ramalho, Spok Frevo Orquestra, Claudionor Germano, Alceu Valença, Nação Zumbi, Geraldo Azevedo, Almir Roche, André Rio, Nena Queiroga, Otto, Ayrton Montarroyos  e Maestro Forró.

Também se apresentarão agremiações como o Clube Carnavalesco Misto Pão Duro e o  Maracatu Nação Porto Rico; o Caboclinho 7 Flexas, o Maracatu Piaba de Ouro, o Bloco da Saudade e nomes nacionais como O Rappa, Emicida, Jota Quest, Luiza Possi, Jorge Aragão,  Leci Brandão e Grupo Fundo de Quintal.

Este ano, o Polo do Samba passa a ser na Rua da Moeda, já que a Avenida Nossa Senhora do Carmo abrigará o Concurso de Agremiações. Outra novidade é que a tradicional Noite do Samba no Marco Zero será no domingo, dia 7 de janeiro.

Polos Infantis – Um espaço para a família, os Polos Infantis são uma das marcas da atual gestão. Três parques da cidade (Santana, Jaqueira e Dona Lindu) se preparam para oferecer uma programação toda voltada para os pequenos.

Quartel General do Frevo – O ano de 2015 trouxe de volta à Praça da Independência as mais tradicionais Orquestras de Frevo. Agora, em 2016, o Quartel General do Frevo volta a animar o espaço, por onde passarão nomes como os dos maestros Formiga, Duda, Nunes, Lessa e Edson Rodrigues.

Para ver a programação completa clique aqui! programacao_carnaval_recife_2016

Texto: http://www.carnavalrecife.com/

Share

Sessão quarta-feira de cinzas

Cine É Proibido Cochilar exibe última sessão temática na semana que antecede o carnaval

Bloco de Cinzas – 4 min (Léo Leite)

Bloco de Cinzas – 4 min (Léo Leite)

Na última semana que antecede o carnaval, o cineclube da RRNE/MinC apresenta a sua última sessão carnavalesca da programação, exibindo três curtas-metragens sobre o cenário do carnaval pernambucano. Agremiações, troças, bonecos gigantes, tambores, bares e ruas, no Cine é Proibido Cochilar o público teve a oportunidade de assistir a filmes totalmente autorais, onde o carnaval foi explorado em todas as suas vertentes culturais. Numa sala climatizada para 60 pessoas, a sessão está marcada para quarta-feira (26/02), às 19h, na Rua do Bom Jesus – Bairro do Recife.

Produzido por Léo Rodrigues, o curta-metragem “Restos de Carnaval” é uma ficção baseada em conto homônimo de Clarice Lispector. A película mostra a personagem Isadora, diante de um Recife em festa, viver entre a alegria e a melancolia carnavalesca. O curta “Bloco de Cinzas”, realizado por Léo Leite, narra um romance em plena quarta-feira de cinzas, onde Pedro e Carolina se conhecem e tentam viver intensamente os últimos minutos dos festejos de Momo. Por último, o cineclube apresenta a ficção “Carnaval Inesquecível”, de Pedro Severien. Presa a uma solitária realidade e a um marido alcoólatra, a personagem Laura vai ao carnaval onde se depara com cenas de alucinação e liberdade jamais vivenciadas.

O Cine É Proibido Cochilar é uma realização da Representação Regional Nordeste do Ministério da Cultura, na qual exibe obras direcionadas a valorização da produção audiovisual brasileira e principalmente nordestina.

Serviço / Cine É Proibido Cochilar:
Restos de Carnaval  – 8 min (Léo Rodrigues)
Bloco de Cinzas – 4 min (Léo Leite)
Carnaval Inesquecível – 7 min (Pedro Severien)

Local: Rua do Bom Jesus, 237 – Bairro do Recife – Recife
Hora e data: Todas as quartas-feiras, às 19h
Informações: (81) 3117-8430
Texto: Álvaro Júnior – Ascom RRNE/MinC

Share

Carnaval em cena

Cine É Proibido Cochilar dá continuidade às sessões carnavalescas
em sua penúltima semana de programação

Nossos Ursos Camaradas

Nossos Ursos Camaradas

Agremiações, troças, bonecos gigantes, tambores, bares e ruas, no Cine é Proibido Cochilar o público terá a oportunidade assistir a filmes cuja temática é o Carnaval. Na penúltima semana de fevereiro, na quarta-feira (19/02) o cineclube da RRNE/MinC apresenta a sua maior programação, exibindo quatro curtas-metragens sobre o cenário do carnaval pernambucano.

Produzido por Tetê Moraes, em parceria com o Canal Plus, da França, o curta-documentário “Pai de Gigantes” descreve a exuberância dos bonecos gigantes do carnaval olindense. No curta, “Um sonho que durou três dias”, produzido pelas jornalistas Ívina Guedes, Mariana Correia e Thaís Neves para Universidade Católica de Pernambuco, a história narra os caminhos de dois compositores, João e Raul Valença – conhecidos por “Irmãos Valença” – vivenciando o carnaval como a época de maior inspiração musical.

O terceiro curta da programação, “Nossos Ursos Camaradas”- realizado por Fernando Spencer – mistura documentário e comédia para explicar como o urso polar foi introduzido no carnaval pernambucano, virando sinônimo de um folguedo bastante popular. Numa crítica bem-humorada, o filme trata da simbologia relacionada ao animal, as origens da brincadeira, os desfiles das agremiações e o imaginário popular em torno do tema.

Por último, o cineclube É Proibido Cochilar irá projetar o curta-metragem/documentário “Vassourinhas – 100 anos de carnaval”, do escritor e jornalista Jorge José B. de Santana, uma homenagem ao centenário do clube de frevo mais famoso de Olinda.  A exibição é uma iniciativa realizada pela Representação Regional Nordeste do Ministério da Cultura (RRNE/MinC), situada na Rua do Bom Jesus, no Bairro do Recife. Numa sala climatizada para 60 pessoas, o Cine É Proibido Cochilar exibe sessões carnavalescas todas as quartas-feiras, às 19h.

Texto: Álvaro Júnior – Ascom RRNE/MinC

Share

Carnaval 2012: Ministra Ana compareceu, na última noite de Carnaval, ao desfile de troças e blocos de Olinda

Ministra Ana acompanha as troças carnavalescas em Olinda

Acompanhando o carnaval de Olinda, a ministra da Cultura, Ana de Hollanda, esteve na cidade, nesta terça-feira (21), para assistir ao encontro das troças e blocos carnavalescos que comemoraram seus aniversários durante o reinado de Momo em 2012 e lembrou a diversidade cultural e musical encontrada nos principais carnavais pernambucanos.

“Recife e Olinda têm uma vivacidade muito grande, na música, no ritmo e na cultura, que são muito ricos. Por isso é importante a gente mostrar isso, para que o Brasil inteiro venha ver e o resto do mundo também. Nós, como Ministério da Cultura, temos orgulho de apresentar as manifestações de Pernambuco, porque sua riqueza cultural impressiona” destacou Ana de Hollanda.

Ministra Ana e o prefeito de Olinda, Renildo Calheiros, entregam a placa comemorativa para o presidente do Vassourinhas, Erivelton Paes Barreto (centro).

Da sacada do Palácio dos Governadores, sede da Prefeitura municipal, a ministra Ana prestigiou o encontro das troças carnavalescas Elefante e Pitombeira acompanhada do secretário-Executivo do MinC, Vitor Ortiz, do presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Luiz Fernando de Almeida, do prefeito de Olinda, Renildo Calheiros, e da secretária de Cultura do município, Márcia Souto. Ana de Hollanda cantou todos os hinos e, familiarizada com a festa, parabenizou o Clube carnavalesco Elefante de Olinda, pelos 60 anos de folia, e a troça Pitombeira dos Quatro Cantos, pelos 65 anos.

Famosas por uma rivalidade antiga, as duas troças desfilaram, nesta terça-feira, simultaneamente pelas ruas do sítio histórico e o encerramento acontece com um encontro apoteótico em frente à sede da Prefeitura. A ministra, que já conhece o carnaval da cidade, lembra que canta as músicas desde criança e que já brincou muitos carnavais: “Como foliã já vim mais de dez vezes”.

Ministra Ana e passistas nas ruas de Olinda

Além das troças, a Prefeitura de Olinda homenageou os 100 anos do Bloco Vassourinhas pela contribuição à festa de momo da cidade, com uma placa entregue ao bloco pela Ministra. Uma das mais antigas agremiações, Vassourinhas desfilou fazendo uma releitura de antigas apresentações, com o tema “Tempo, Compositor de Histórias”. Organizado em alas, o bloco comemorou seu centenário arrastando cerca de duzentas pessoas entre passistas, músicos, carros alegóricos e figuras de destaque. Outro homenageado pela gestão municipal foi o artesão Lula dos Estandartes, responsável pela confecção de grande parte dos flabelos das troças olindenses.

Em determinado momento a ministra não resistiu ao ritmo acelerado do frevo e foi à rua saudar a troça carnavalesca. Na ocasião, arriscou alguns passos discretos de frevo, com direito a sombrinha de passista em mãos. Ana de Hollanda não quis deixar a multidão e ainda acompanhou outros blocos de frevo e de maracatu que passaram pela via.

Texto: Stephanie Siqueira – Ascom RRNE/MinC
Fotos: Luciana Ourique – Ascom MinC

Share

Carnaval 2012: Frevo pode se tornar Patrimônio Imaterial da Humanidade ainda este ano, anuncia ministra

A Segunda-feira de Carnaval trouxe boas notícias à cultura do país, especialmente à pernambucana, com o anúncio feito pela ministra da Cultura, Ana de Hollanda, de que a candidatura do Frevo à Patrimônio Imaterial da Humanidade será julgada pela Unesco ainda este ano. Ao lado do presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Luiz Fernando Almeida, a ministra mostrou confiança na aprovação. “A reunião anual do Comitê do Patrimônio Imaterial da Humanidade da Unesco será em novembro, em Barbados, e temos certeza de que o frevo passará a ser reconhecido e preservado mundialmente, tal como o tango, o fado e o mariachi”, explicou Hollanda.

De acordo com o presidente do Iphan, o processo da candidatura, visando a preservação deste gênero musical, teve início há dois anos: “Depois que o frevo virou patrimônio nacional, em 2007, nós preparamos um dossiê para a Unesco. Apresentamos várias candidaturas do Brasil para Patrimônio da Humanidade e o frevo será o primeiro a ser julgado”.

Orçamento
A respeito da contenção de 14,5% do orçamento do Ministério da Cultura no ano de 2012, Ana de Hollanda informou que no retorno à Brasília haverá reunião de planejamento para definir quais investimentos terão de ser adiados. O secretário Executivo do MinC, Vitor Ortiz, que também acompanha a ministra na visita ao Carnaval do Recife, declarou que a expectativa é recuperar esse recurso, de cerca de R$ 130 milhões, até dezembro. “Devemos deixar essa parte para execução no final do ano. Em 2011, quando foi anunciado nosso orçamento em R$ 800 milhões, se falou em um grande corte. Mas no final executamos R$ 1,1 bilhão, então significa que há a possibilidade de esse valor aumentar”, esclareceu o secretário.

Diversidade Cultural

Este é o segundo ano que Ana de Hollanda visita a folia de momo do Recife, enquanto ministra. Nesta segunda-feira, 20, ela assistiu ao encontro de blocos líricos, no Marco Zero, e à cerimônia da Noite dos Tambores Silenciosos, no Pátio do Terço. “Eu tenho um carinho enorme pelo carnaval de Pernambuco. É fascinante perceber que é uma iniciativa do povo, que organiza e cria tantas manifestações culturais, diversidade observada nos ritmos, nas fantasias, nas tradições. E as pessoas brincam nas ruas, de forma participante, democrática”, contou Ana de Hollanda.

Carnaval do Rio de Janeiro

Na sexta-feira, a ministra Ana esteve presente na grande homenagem que a escola de samba Império Serrano prestou aos noventa anos da sambista Dona Ivone Lara, tema do samba-enredo da agremiação do bairro carioca de Madureira. A ministra cumprimentou a homenageada e assistiu ao desfile ao lado de amigos e familiares.

(Texto: Maíra Brandão – Ascom/RRNE/MinC)
(Fotos: Luciana Ourique – Ascom/MinC)

Share

Recife: Homenagem a Alceu Valença no Marco Zero e animação do Galo da Madrugada marcam o início da festa

Naná Vasconcelos, ao centro, foi uma das atrações da festa. À esq. o secretário-executivo do MinC, Vitor Ortiz, e à dir. o secretário de Cultura do Recife, Renato L.

A abertura oficial do carnaval 2012 no Recife aconteceu nesta sexta-feira, 17, com a grande festa que lotou o Marco Zero desde o início da noite, quando os cerca de 500 batuqueiros de diferentes nações de maracatus, regidos pelo instrumentista Naná Vasconcelos, acionaram seus instrumentos percussivos, enquanto um show de fogos de artifício iluminava a praça e encantava o público. O secretário-executivo do MinC, Vitor Ortiz, esteve presente no evento e prestigiou o show mais esperado da noite, a homenagem ao cantor e compositor Alceu Valença, um dos homenageados do Carnaval do Recife em 2012.

A chuva torrencial que caía na cidade não espantou os foliões, que cantaram e dançaram releituras das músicas do artista pernambucano, interpretadas por Ney Matogrosso, Pitty, Lenine, Lirinha, Otto, Karina Buhr e Criolo. Se apresentaram ainda a cantora africana Angelique Kidjo, a Orquestra Popular da Bomba do Hemetério, passistas da Escola Municipal de Frevo e Grupo Pé no Chão.

O secretário Executivo do Ministério da Cultura, Vitor Ortiz, em companhia do chefe da Representação Regional Nordeste do MinC, Fábio Lima, se disse impressionado com a grandiosidade e singularidade da folia momesca na cidade. “O Carnaval do Recife mantém a originalidade, as tradições, os ritmos. O valor que se dá à propagação e preservação dessa diversidade cultural, sem descaracterização das raízes do povo, faz com que este carnaval seja ainda mais respeitado no Brasil”, discorreu Ortiz.

O outro homenageado do Carnaval do Recife é o artista plástico pernambucano, José Cláudio. Um pouco do seu trabalho pode ser visto nos pórticos, totens e elementos cenográficos instalados nos diversos polos de folia. São elementos alegóricos de personagens do Carnaval como mulher coquista, caboclinho, La Ursa, caboclo de lança do maracatu rural, boi, passistas de frevo e porta-bandeira, entre outros.

Galo da Madrugada

Secretário-executivo Vitor Ortiz, e o prefeito do Recife, João da Costa, no Galo da Madrugada 2012

Saudando as ruas do Recife, o Galo da Madrugada desfilou, pela trigésima quinta vez, neste sábado (18). Para vê-lo passar, estiveram presentes o secretário Executivo do Ministério da Cultura, Vitor Ortiz, o prefeito do Recife, João da Costa, e o secretário de Cultura do Recife, Renato L. Com o tema “Galo, Frevo e Folião: Homenagem ao Rei do Baião”, o Galo da Madrugada celebrou o centenário de Luiz Gonzaga e os 80 anos do Homem da Meia Noite, boneco gigante mais famoso de Olinda.

Para a comemoração, o Galo este ano ganhou bonecos gigantes, que percorreram os 4,5km do percurso ao som de 25 trios. Os bonecos representam figuras importantes, como Enéas Freire, fundador do Galo da Madrugada, o rei do baião, Luiz Gonzaga, e o boneco do Homem da Meia-Noite. Enfeitando a festa, um novo calunga representando o Galo foi confeccionado pelo artista plástico, Sílvio Botelho. A música se espalhou pelas ruas do centro da cidade nos trios elétricos, com artistas conhecidos no cenário nacional como Alceu Valença, Spok, Elba Ramalho, Lia de Itamaracá, Fafá de Belém, Luiza Possi e Jorge Vercilo.

O bloco, Patrimônio Imaterial de Pernambuco, foi reconhecido em 1994 pelo Guiness Book, como maior bloco de carnaval do mundo. Reuniu 75 foliões em 1978 e, em 2009, atingiu a marca de dois milhões de pessoas. Este ano, mesmo sob o céu chuvoso, não deixou de arrastar uma multidão que se espalhou pelo Bairro de São José para brincar o carnaval.

Texto: Maíra Brandão e Stephanie Siqueira – Ascom RRNE/MinC
Fotos: Luciana Ouriques – Ascom MinC

Share

Carnaval de Olinda: Festa este ano homenageia Germano Coelho, um dos fundadores do Movimento de Cultura Popular (MCP)

Da dir. p/ esq.: Fábio Lima, chefe da RRNE/MinC, Renildo Calheiros, prefeito de Olinda, Germano Coelho, homenageado do Carnaval 2012, e Vitor Ortiz, secretário Executivo do MinC.

Foliões, estandartes e bonecos gigantes emprestaram cores e movimentos à Praça do Fortim na noite desta quinta-feira, 16, em Olinda, para saudar a abertura do Carnaval 2012 na cidade. O secretário-executivo do Ministério da Cultura, Vitor Ortiz participou da inauguração da festa momesca, que contou ainda com a presença do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, do chefe da Representação Regional Nordeste do MinC, Fábio Lima, dos prefeitos de Olinda, Renildo Calheiros, e Recife, João da Costa, e dos secretários de Cultura de Olinda, Márcia Souto, e Recife, Renato L, entre outras autoridades.

Os convidados surpreenderam o homenageado, Germano Coelho, com bolo e canção de parabéns, em comemoração também aos seus 85 anos de vida. A programação musical foi iniciada por Alceu Valença, que cantou grandes sucessos de sua carreira, como Diabo Louro, Beijando a Flora e Tropicana. Na sequência, a Orquestra Rockfônica apresentou releituras de clássicos do rock em ritmo de frevo. E o encerramento ficou por conta da banda Eddie, que manteve o público dançando até pouco depois das 3h da madrugada.

Homenagem
A escolha de Germano Coelho para ser homenageado no Carnaval deste ano se deu especialmente pelo apreço e dedicação deste à cultura. Germano foi também prefeito da cidade por duas vezes e o principal articulador para que a cidade fosse reconhecida pela Unesco com o título de Cidade Patrimônio Cultural da Humanidade, no ano de 1982. Coelho foi ainda fundador do Movimento de Cultura Popular (MCP), na década de 60, juntamente com o pedagogo Paulo Freire e com o artista plástico Abelardo da Hora.

Para o ex-prefeito, o carnaval não é apenas um folguedo, mas um momento antropológico, onde o povo se une e se mistura, independente de classe, raça e crença, sempre com bom humor e alegria. “No Nordeste do Brasil existe uma propensão para unir as pessoas para a criatividade e a inovação através da cultura. Por isso essa homenagem no Carnaval é muito significativa. A união das pessoas neste festejo mostra que outro mundo é possível”, discorreu Germano.

Aniversários
Neste Carnaval, a cidade comemora uma série de datas redondas. Além dos 30 anos do título de Cidade Patrimônio Cultural da Humanidade, as mais tradicionais agremiações completam datas redondas, como o Vassourinhas, que comemora 100 carnavais; o Homem da Meia Noite, completa 80 anos; o Cariri, com 90 anos; o Clube Elefante de Olinda, com 60; a troça Ceroula, com 50; e a Marim dos Caetés celebra 30 anos.

Tantas datas não poderiam passar despercebidas e por isso, com o tema “Olinda, a magia para o mundo”, a Prefeitura rende justa homenagem para essas agremiações, ao lado de cerca de 800 blocos e mais 500 orquestras. Além das agremiações, a Prefeitura promove a festa em 15 polos de animação, que prometem contagiar os foliões até a Quarta-feira de Cinzas.

(Texto: Maíra Brandão – Ascom RRNE/MinC)
(Fotos: Luciana Ourique – Ascom/MinC)

Share

Expediente da RRNE no Carnaval 2012

Foto: R Loewenthal - http://www.flickr.com/rloewenthal - Esta imagem está sob uma licença Creative Commons CC BY-NC-SA 2.0

A Representação Regional Nordeste do Ministério da Cultura (RRNE/MinC) estará fechada no período de 17 a 22 de fevereiro de 2012, devido aos eventos carnavalescos que agregam uma multidão de foliões nas ruas do Bairro do Recife, onde está localizada a sede da RRNE.

Retornaremos no dia 23 de fevereiro (quinta-feira).

Share

Fundaj lista manifestações carnavalescas dos estados nordestinos

A Fundação Joaquim Nabuco, por meio de sua assessoria de comunicação, recorreu a pessoas e ao seu próprio acervo para ressaltar que não apenas os Estados de Pernambuco e Bahia festejam o carnaval. Apesar desses Estados se destacarem pela tradição, pelo envolvimento e pela diversidade de agremiações carnavalescas, a folia de momo percorre todo Nordeste.

Alagoas, Ceará, Paraíba, Maranhão, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe também carregam traços culturais em comum, como as troças que trazem elementos das culturas indígena (caboclinhos), africana (maracatus, afoxés, blocos afro, turmas de samba e escolas de samba) e europeia (entrudos, blocos de sujos, mascarados).

Sempre influenciada por suas características locais, como tipos de agremiação, musicalidade, personagens e coreografias, a Fundação consultou especialistas, dirigentes de órgãos públicos ligados à cultura, representantes de agremiações ou associações carnavalescas, pesquisadores e jornalistas nordestinos para traçar como costumam ser os festejos carnavalescos pelos nove estados do Nordeste.

Para saber as peculiaridades de cada festa momesca, acesse o site da Fundação Joaquim Nabuco e faça essa viagem pelos estados: www.fundaj.gov.br.

Fonte: Fundação Joaquim Nabuco

Share

Seminário do Carnaval de Olinda

Sérgio Mamberti, secretário de Políticas Culturais (SPC) do MinC, e Américo Córdula, diretor de Estudos e Monitoramento da SPC, participam do evento, neste sábado (22)

Secretário de Políticas Culturais, Sérgio Mamberti. Foto: www.flickr.com/culturaviva - Esta imagem está sob uma licença Creative Commons CC BY-SA 2.0

A Prefeitura de Olinda realiza neste sábado, dia 22, o IV Seminário do Carnaval da cidade, encontro que tem como objetivo discutir junto com os carnavalescos a economia do carnaval e um plano com prioridades para o período. As palestras e debates acontecerão no auditório da Aeso -Faculdades Integradas Barros Melo, na rua de São Bento, no Varadouro, das 9h às 17h.

O secretário de Políticas Culturais do Ministério da Cultura (SPC/MinC), Sérgio Mamberti, e o diretor de Estudos e Monitoramento da SPC, Américo Córdula, participam das atividades. Destaque também para as falas da deputada Federal e Coordenadora em Pernambuco da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Cultura, Luciana Santos; da secretária de Patrimônio e Cultura de Olinda, Márcia Souto, e do representante da Comissão Pernambucana de Folclore, José Fernando de Souza.

Podem participar do Seminário todos aqueles que fazem parte do cadastro cultural da cidade ou os carnavalescos que se inscreveram mediante a apresentação de CPF, RG, comprovante de residência e currículo de atuação cultural. As inscrições podem ser feitas até esta quinta-feira (20), na Secretaria de Patrimônio e Cultura de Olinda, na rua de São Bento, 161, em horário comercial.

O IV Seminário do Carnaval é uma iniciativa da Prefeitura de Olinda, em parceria com a Liga Olindense de Agremiações Carnavalescas (LOA), Associação Carnavalesca de Olinda (ACO), Associação das Orquestras de Frevo de Olinda, Liga dos Bonecos Gigantes, União dos Afoxés de Pernambuco, Associação dos Maracatus de Olinda, Representação das escolas de Samba, Liga dos Blocos Líricos de Pernambuco e Conselho Municipal de Políticas Culturais.

Fonte: Ascom – Sepac/PMO

Share