Arquivo da tag: edital

Mercado de Indústrias Culturais dos Países do Sul

mic sul selecionados (1)Ministério da Cultura divulgou a lista dos empreendimentos selecionados para participar do I Mercado de Indústrias Culturais dos Países do Sul (MICSUL). Ao todo, foram inscritas 246 propostas e selecionados 100 empreendedores. Acesse aqui a lista completa dos selecionados.

O resultado final será divulgado até o dia 15/04, após prazo para recursos. No edital, que contempla os segmentos de artes cênicas, audiovisual, música, jogos digitais e aplicativos, design e literatura, destacou-se a alta qualidade e criatividade das propostas e seu potencial de internacionalização. O objetivo da iniciativa é exportar a cultura brasileira e estimular a criação de redes entre países da região.

Das 100 vagas disponibilizadas pelo MinC, 52 terão inscrições gratuitas no evento, hospedagem, ajuda de custo de até 1.500 dólares e capacitação em rodada de negócios, promovida pelo SEBRAE (selecionados com apoio). Todos os demais terão inscrições gratuitas no evento e participarão da capacitação.

Essa ação do MinC conta com a parceria do Ministério das Relações Exteriores e do SEBRAE, que realiza um curso presencial em Brasília nos dias 24 e 25 de abril, para capacitação dos selecionados sobre o mercado internacional com foco no MERCOSUL. Os interessados poderão obter mais informações na página do Ministério da Cultura e na do evento: www.cultura.gov.brwww.micsur.org.

Acesse aqui a programação resumida do Micsul.

O governo da Argentina, que organiza o evento por meio da Secretaria de Cultura, já divulgou o resumo da  programação geral. O Micsul será realizado entre os dias 15 e 18 de maio, na cidade de Mar Del Plata e entre as atividades destacam-se as rodadas de negócios, apresentação de showcases, conferências, encontros setoriais e palestras.

Também estão previstos “cafés”, que reúnem uma série de atividades para tratar dos desafios e oportunidades para os setores participantes. Além disso, apresentações musicais e desfiles de moda fazem parte da programação cultural desta feira de negócios  inédita. O Micsul será uma excelente plataforma para empresas de pequeno e médio porte do setor criativo.

Recursos  - os recursos podem ser apresentados até segunda-feira, dia 14 de abril.

Veja aqui a lista de justificativas da seleção.

Republicação: Camila Magalhães – Ascom RRNE/MinC
Texto: SEC / MinC
Edição: Ascom / MinC

Share

Videoconferência esclarece nordestinos para os editais DLLLB/ MinC PNLL 2014

IMG_20140410_161025
A Representação Regional Nordeste do Ministério da Cultura (RRNE/MinC), com o apoio da Regional Bahia e Sergipe, realizou na última quinta-feira (10/04), uma oficina em Recife para divulgar e orientar sobre os quatro editais da Diretoria de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas – PNLL, recentemente divulgados pelo setor em março: os Prêmios Boas Práticas e Inovação em Bibliotecas Públicas; Leitura para Todos – Projetos Sociais de Leitura; Bolsas de Fomento à Literatura e Circuito Nacional de Feiras de Livros e Eventos Literários.

O encontro foi ministrado pela Coordenadora Geral de Economia do Livro da DLLLB, Suzete Nunes, e ocorreu no período da tarde na sede pernambucana do Banco do Nordeste do Brasil, sendo transmitido ao vivo para as sedes do BNB das capitais nordestinas (Aracaju, Fortaleza, Maceió, Natal, São Luís, Teresina, Salvador e João Pessoa). A oficina foi direcionada para inscrições do público direto, visando colaborar em iniciativas que contribuam com a sociedade em geral.

IMG_20140410_132949
Segundo Suzete, os editais irão contribuir para o alcance das metas relacionadas ao Plano Nacional de Cultura – no que se refere ao aumento do número de livros lidos anualmente por uma pessoa no país: “Temos um grande desafio – segundo a pesquisa chamada ‘Retratos da Leitura do Brasil, o brasileiro lê em média 2,3 livros por ano. Era 1,7 e na última pesquisa, subiu para 2,3. A meta do Plano Nacional de Cultura é subir esse número para quatro livros por ano”, argumenta.

“É uma meta difícil de se atingir, dada a diversidade, o tamanho e a cultura do Brasil, que culturalmente não é um país leitor, se comparado a outras nações. Então esses editais contribuem para atingirmos essas metas, principalmente aqueles que estão voltados para a formação do leitor”, completa Suzete.

IMG_20140410_135009

Com um investimento de 6.6 milhões divididos em categorias, os editais visam atender determinadas demandas de setores que estimulam e trabalham com a divulgação de leitura, promovendo o acesso ao livro e formando leitores há pelos menos três anos. “O objetivo do Ministério da Cultura é conhecer iniciativas da sociedade civil – que tenham reconhecidas e comprovadas experiências na área de promoção da leitura e que estão causando impactos na criação e aumento do número de leitores”, explica a Coordenadora Geral de Leitura (CGL), Ana Cristina Dubeux.

Os interessados podem cadastrar o seu projeto através do SALICWEB até às 23h59m do dia 02 de maio, anexando os documentos solicitados no sistema dentro do prazo e, posteriormente, clicando em “ENVIAR PROPOSTA AO MINC”.

>> Confira a apresentação dos editais – Orientação

PLANO NACIONAL DE CULTURA

Os editais possuem relação direta com a metas do Plano Nacional de Cultura, no que se refere ao aumento de livros lidos anualmente por uma pessoa. A determinação da meta 29, por exemplo, planeja 100% de bibliotecas públicas, museus, cinemas, teatros, arquivos públicos e centros culturais atendendo aos requisitos de acessibilidade e desenvolvendo ações de promoção da fruição cultural por parte das pessoas com deficiência. Já a determinação da meta 34, estabelece 50% de bibliotecas públicas e museus modernizados.

OFICINAS

As oficinas já foram realizadas em Belém (PA) no dia 8 de abril, em Recife nesta última quinta-feira (10/04), seguindo para Brasília dentro da Bienal do Livro (17/04), Porto alegre (15/04) e Belo Horizonte (23/04). Todas as dúvidas estarão sendo atendidas ao público pelos e-mails:

1. Prêmio Boas Práticas e Inovação em Bibliotecas Públicas
bibliotecasinovadoras@bn.br
2. Prêmio Leitura Para Todos: projetos sociais de leitura
leituraparatodos@bn.br
3. Bolsas de Fomento à Literatura
fomento.literatura@bn.br
4. Circuito de Feiras de Livros e Eventos Literários
 edital.cnfel@bn.br

Texto: Camila Magalhães – Ascom RRNE/MinC
Fotos: Álvaro Júnior – Ascom RRNE/MinC

Share

Oficinas do Plano de Trabalho do SNC na Plataforma de Integração e Monitoramento

topo2
A Secretaria de Articulação Institucional (SAI) e a Representação Regional Nordeste do Ministério da Cultura (RRNE/MinC) realizarão, em parceria com órgãos municipais e estaduais de cultura, as
Oficinas do Plano de Trabalho do SNC na Plataforma de Integração e Monitoramento, nos meses de abril e maio.

Pela iniciativa, pretende-se informar aos participantes como cadastrar o plano de trabalho para o desenvolvimento do Sistema através da plataforma de integração e monitoramento do SNC. O evento será destinado aos gestores responsáveis pela execução dos planos de trabalho, conforme previsto no Acordo de Cooperação firmado com o estado e município.

Para participar das oficinas, é preciso preencher a ficha de inscrição e enviá-la para os dois endereços: acordosnc@cultura.gov.br e nordeste@cultura.gov.br. A mensagem deve obrigatoriamente ter como assunto do e-mail a sentença “OFICINA SNC – NOME DA CIDADE”. As oficinas irão acontecer sempre das 9h às 13h30, e das 14h30 às 16h.

>> Ficha de inscrição.doc

>> Projeto – Oficina – Plano de Trabalho

Todos os estados que estiverem na abrangência administrativa da Regional Nordeste receberão as oficinas para a Plataforma de Integração e Monitoramento do SNC:

Cidade

Data

Local

Realização

João Pessoa

14/4/2014

Auditório do IPHAEP (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico da Paraíba) – Av João Machado, 348 – Centro,
João Pessoa, PB | CEP: 58013-520

Secretária de Cultura do Estado

Natal

15/4/2014

Teatro de Cultura Popular (TCP) – Rua Jundiaí, 641 – Tirol, Natal – RN, 59020-120

Secretaria Extraordinária para Assuntos Culturais

Mossoró – RN

16/4/2014

SEBRAE – Rua: Rui Barbosa, 01 – Centro. Em frente ao memorial da resistência.

Secretaria Extraordinária para Assuntos Culturais

Sousa – PB

22/4/2014

Sala 09 da Secretaria Municipal de Educação
Rua José de Paiva Gadelha, 125 – Gato Preto – Sousa/PB

Fundação de Cultura de Sousa/PB

Iguatu -CE

23/4/2014

Auditório da Escola de Música Popular Humberto Teixeira
Avenida Dr. José Holanda Montenegro S/N – Bairro Prado – Iguatu Ceará

Secretaria da Cultura do Estado do Ceará

Maceió – AL

23/4/2014

Auditório do MISA (Museu da Imagem e do Som de Alagoas) – Pça. Mal. Floriano Peixoto, s/n, Centro, CEP 57020-090, Maceió, AL

Secretaria de Cultura do Estado de Alagoas

Fortaleza – CE

24/4/2014

Auditório da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará
Rua Major Facundo, 500 – Centro, Fortaleza-CE – 6° Andar

Secretaria da Cultura do Estado do Ceará

Arapiraca – AL

24/4/2014

Auditório do Memorial da Mulher Pc Santa Cruz – Alto Cruzeiro

Secretaria de Cultura e Turismo de Arapiraca/AL

Teresina – PI

28/4/2014

A SER INFORMADO

Fundaçao Cultural do Piauí

Carnaíba – PE

29/4/2014

A SER INFORMADO

Secretaria Municipal de Cultura de Carnaíba/PE

Floriano – PI

30/4/2014

A SER INFORMADO

Fundaçao Cultural do Piauí

Carpina – PE

5/5/2014

Auditório do COMANAS Rodovia BR 408, KM 76, S/N, Bairro Novo, Carpina/PE, CEP: 55.819-320 (por trás da UNOPAR – Carpina/PE)”

Consórcio dos Municípios da Mata Norte e Agreste Setentrional de Pernambuco (COMANAS)

Recife – PE

14/5/2014

Teatro Arraial – Rua da Aurora , 457 , Boa Vista, Boa Vista, Recife  -  PE

Secretaria de Cultura de Pernambuco

Caruaru – PE

9/5/2014

Casa da Cultura José Conde – Parque 18 de maio, s/n – Caruaru/PE

Fundação de Cultura e Turismo de Caruaru/PE

Maranhão  A SER DEFINIDO  A SER INFORMADO  Secretaria de Estado da Cultura do Maranhão

Mais informações podem ser obtidas por meio dos telefones (81) 3117.8430 – Representação Regional Nordeste do MinC ou (61) 2024.2332, (61) 2024.2287, (61) 2024.2330, (61) 2024.2328 – Secretaria de Articulação Institucional – Coordenação de Institucionalização e  Monitoramento do Sistema Nacional de Cultura.

SISTEMA NACIONAL DE CULTURA

O objetivo do Sistema Nacional de Cultura é fortalecer institucionalmente as políticas culturais da União, estados e municípios, com a participação da sociedade. A inspiração para o SNC veio dos resultados alcançados por outros sistemas de articulação de políticas públicas instituídos no Brasil, particularmente o Sistema Único de Saúde (SUS).

A meta nº 1 do Plano Nacional de Cultura para 2020 é a de que o SNC esteja institucionalizado e implementado, com 100% das Unidades da Federação e 60% dos municípios com sistemas de cultura institucionalizados e implementados. Recentemente, o SNC passou a fazer parte do arcabouço jurídico brasileiro com a promulgação da Emenda Constitucional nº 71/2012.

EDITAL

O Ministério da Cultura, por meio da Secretaria de Articulação Institucional (SAI), abriu processo seletivo que tem como objetivos o fortalecimento do Sistema Nacional de Cultura (SNC) e a contribuição com o cumprimento das metas do Plano Nacional de Cultura (PNC). O edital foi publicado no Diário Oficial da União desta segunda-feira, 24 de março de 2014.

Poderão participar do edital, os governos estaduais e o Distrito Federal, que tiverem seus Sistemas Estaduais ou Distrital de Cultura instituídos por leis próprias até o 31 de março de 2014.  Leia mais >>

Texto: Álvaro Júnior – Ascom MinC RRNE

Share

Regional Nordeste realiza oficina sobre Editais da Diretoria de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas no âmbito do PNLL

Oficina DLLLB
Logo após o lançamento dos editais do setor de Livro e Leitura, a Representação Regional Nordeste do Ministério da Cultura (RRNE/MinC), com o apoio da Representação Regional da Bahia e Sergipe (RRBA-SE/MinC),  realiza a Oficina de Difusão e Orientação dos Editais da Diretoria de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas no âmbito do Plano Nacional de Livro e Leitura – PNLL. O evento ocorrerá no dia 10 de abril, das 14h às 17h, com transmissão para as sedes do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) das capitais nordestinas.

A oficina será ministrada por Suzete Nunes, Coordenadora Geral de Economia do Livro da DLLLB/FBN/MinC, que irá apresentar e esclarecer dúvidas sobre os quatro editais:

1) Prêmio Boas Práticas e Inovação em Bibliotecas Públicas
2) Prêmio Leitura para Todos: Projetos Sociais de Leitura
3) Bolsas de Fomento à Literatura
4) Circuito Nacional de Feiras de Livros e Eventos Literários

Com inscrições abertas até o próximo dia 02 de maio, os editais possuem um investimento total de R$6.6 milhões e se alinham aos objetivos do Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL). Formulados pela Diretoria de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas (DLLLB) em diálogo com a sociedade civil, os editais visam atender demandas do setor.

Os interessados em participar devem enviar pedido de inscrição para o e-maileditaislllb2014@gmail.com, contendo as seguintes informações no corpo da mensagem: nome completo, CPF ou RG, qual cidade assistirá o seminário e qual cadeia do setor de LLLB a pessoa pertence (Criativa, Produtiva e Moderadora). As inscrições para a oficina estarão abertas até as 12h do dia 9 de abril (quarta-feira), ou até o preenchimento das vagas.

Os objetivos dos editais têm relação direta com a metas do Plano Nacional de Cultura, no que se refere ao aumento do número de livros lidos anualmente por uma pessoa; a determinação da meta 29, que planeja 100% de bibliotecas públicas, museus, cinemas, teatros, arquivos públicos e centros culturais atendendo aos requisitos de acessibilidade e desenvolvendo ações de promoção da fruição cultural por parte das pessoas com deficiência; como também a meta 34, que estabelece 50% de bibliotecas públicas e museus modernizados.

Serviço: Oficina de Difusão e Orientação dos Editais da Diretoria de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas no âmbito do Plano Nacional de Livro e Leitura – PNLL.
Data/Hora: Quinta-feira, 10 de abril, de 14h às 17h, em Recife – PE, e por videoconferência em outras oito cidades
Inscrições: até 12h de 9/4, pelo e-mail editaislllb2014@gmail.com, informando nome completo, CPF, RG, local onde deseja assistir ao seminário e qual cadeia do setor de LLLB a pessoa pertence (Criativa, Produtiva e Moderadora). Vagas limitadas.

Endereços: (Sedes da BNB nas capitais):

- Recife – PE: Av. Conde da Boa Vista, 800 – 2º Andar – Edif. Apolônio Sales – Bairro da Boa Vista
- Aracaju – SE: R. Itabaianinha, 44 – 3º Andar – Centro
- Fortaleza – CE: Av. Dr. Silas Munguba, 5700 – Passaré
- Maceió – AL: R. da Alegria, 407 – Centro
- Natal – RN: Av. Antonio Basílio, 3006. Ed. Lagoa Center. Loja 35C – Lagoa Nova
- São Luis – MA: Av. Colares Moreira, Quadra 100, Lote 4, ED Expresso XXI – Bairro Renascença
- Teresina – PI: R. Rui Barbosa, 163 – Centro
- Salvador – BA Av. Manoel Dias da Silva, 2450 – Pituba
- João Pessoa – PB Av. Pres. Epitácio Pessoa, 1251 – 12º Andar – Ed. Empresarial Epitácio Pessoa Bairro dos Estados

Share

Proponentes da capital potiguar receberão oficinas sobre o Edital Vitrines Culturais

vitrinesculturaisbox - Cópia

A Representação Regional Nordeste do Ministério da Cultura (RRNE/MinC) realizará uma oficina de capacitação aos proponentes sobre o Edital “Vitrines Culturais” na capital potiguar. O encontro será aberto ao público e irá acontecer no próximo sábado (29), às 09h, no auditório do Instituto de Assistência Técnica e Extensão do Rio Grande do Norte (EMATER – RN), em Natal.

Todos os estados da abrangência da Regional Nordeste serão contemplados pelas oficinas de capacitação. Em breve será divulgado o cronograma completo dos encontros a serem realizados nas demais regiões. O edital ficará aberto até 6 de abril e selecionará até 60 mil peças artesanais, de valor simbólico e estético, que expressem valores culturais brasileiros. O concurso visa promover, entre 12 de junho e 13 de julho, exposições e comercialização de artesanatos de alta qualidade de todos os estados do Brasil.

As inscrições poderão ser feitas via Correios ou através da internet, via sistema SalicWeb. A mudança no edital que permitiu a inscrição pelos Correios é uma forma de garantir a acessibilidade de artesãos que vivem em regiões mais remotas ou tem dificuldade de acesso à internet. Todos os documentos necessários para participar do projeto, como o formulário de inscrição, termos de autorização de venda e cessão de imagem, entre outros, estão disponíveis como anexos do edital no site do Ministério da Cultura ou impresso nas regionais do MinC.

Para saber mais sobre o edital, leia Ministério facilita inscrições para o Edital de Artesanato nos Jogos 2014 

Serviço: Oficina sobre o Edital Vitrines Culturais em Natal (RN)
Hora: 09h
Data: 29 de março
Local: Auditório da EMATER.
Centro Administrativo do Estado, Bloco V – Lagoa Nova – Natal/RN
Contato: (81) 31178430

Share

SAI / MinC lança edital de fortalecimento do SNC

logo_snc_jpg1
O Ministério da Cultura, por meio da Secretaria de Articulação Institucional (SAI), abriu processo seletivo que tem como objetivos o fortalecimento do Sistema Nacional de Cultura (SNC) e a contribuição com o cumprimento das metas do Plano Nacional de Cultura (PNC). O edital foi publicado no Diário Oficial da União desta segunda-feira, 24 de março de 2014.

Poderão participar do edital, os governos estaduais e o Distrito Federal, que tiverem seus Sistemas Estaduais ou Distrital de Cultura instituídos por leis próprias até 31 de março de 2014. As inscrições podem ser feitas até o dia 7 de maio de 2014 e serão realizadas exclusivamente por meio do sistema SALICWEB, disponível no sítio eletrônico www.cultura.gov.br

Eixos

A Chamada Pública do Sistema Nacional de Cultura vai possibilitar o repasse de recursos via Fundo Nacional de Cultura para Estados que completaram todo o processo de adesão ao Sistema Nacional de Cultura. Todos os Estados brasileiros e mais de 2100 municípios já assinaram, porém, nem todos completaram os trâmites.

Nesta primeira leva de recursos, serão contemplados, os Estados que assinaram a adesão e já cumpriram as próximas etapas pós-assinatura. O total de recursos disponibilizados será de R$30 milhões e serão distribuídos através de 3 eixos:

EIXO 01 – Promoção da Diversidade Cultural Brasileira. Apoio a projetos de desenvolvimento sustentável de comunidades tradicionais e grupos de culturas populares. (Meta 6 do PNC)

EIXO 02 – Fomento à Produção e Circulação de Bens Culturais. Apoio à produção e circulação de bens culturais. (Metas 22 e 24 do PNC) Financiamento de projetos de montagem e de circulação de espetáculos, mostras e eventos.

EIXO 03 – Implantação, Instalação e Modernização de Espaços e Equipamentos Culturais. 

Confira as categorias:

CATEGORIA 01 – Implantação – Trata-se de ação de construção de espaços e equipamentos culturais, visando ampliar o acesso dos brasileiros à arte e à cultura.

CATEGORIA 02 - Modernização – Trata-se de uma ação de modernização de equipamentos e espaços culturais, permanentes ou provisórios, e garantia de sua operação e do acesso do público à programação, aos produtos e aos bens culturais.

Conheça as linhas de ações:

Linha 1) Modernização de bibliotecas públicas municipais ou estaduais, existentes: atende a reforma do espaço físico, desde que próprio do município ou estado, atualização, ampliação e informatização de acervos, aquisição de equipamentos tecnológicos, criação de novos serviços incluindo serviços de extensão, capacitação e formação de profissionais que atuam em bibliotecas, programação cultural, promoção e mediação de leitura. O requisito de acessibilidade é transversal e componente obrigatório no projeto.

Linha 2) Modernização de museus municipais ou estaduais, existentes: destina-se a ações e estudos estratégicos para modernização de museus, manutenção das ações/programações culturais regulares, ampliação do acesso.

Informações e orientações poderão ser obtidas através da Coordenação-Geral de Institucionalização e Monitoramento do Sistema Nacional de Cultura, da Secretaria de Articulação Institucional, por meio dos telefones: (61) 2024-2330 e 2024-2332

Confira aqui o edital.
Texto e edição: Ascom / MinC

Share

Fundo Setorial do Audiovisual investirá R$ 400 milhões em 2014

PANO_20140320_142938240
A Agência Nacional de Cinema (Ancine), realizou na última quinta-feira (20/03) na sede pernambucana do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) o Seminário sobre o Fundo Setorial do Audiovisual, através da parceria com a Representação Regional Nordeste do Ministério da Cultura (RRNE/MinC) e com o CANNE – Centro Audiovisual Norte-Nordeste. O encontro teve a participação da diretora Rosana Alcântara e dos Superintendentes de Desenvolvimento Econômico, Marcos Tavolari, e de Fomento, Paulo Alcoforado

IMG_20140320_141658
Realizado no Recife, com transmissão ao vivo para outras seis sedes do BNB nas capitais nordestinas (Aracaju, Fortaleza, Maceió, Natal, São Luís, e Teresina), o seminário abordou orientações sobre as novas chamadas públicas para desenvolvimento, produção e comercialização de projetos para cinema e TV.

Em dezembro passado, a Agência anunciou um investimento de 400 milhões por meio do Fundo Setorial do Audiovisual, sendo três vezes mais do que os valores captados por meio das leis de incentivo fiscal no ano de 2013 (R$ 127 milhões).  “O Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) possui uma grande importância para a produção nacional. Sua programação é muito semelhante aos Fundos Setoriais de Ciência e Tecnologia, se firmando nos últimos anos como importante instrumento de política pública cultural.”, informa a diretora da Ancine, Rosana Alcântara.

Marcos Tavolari, Lúcio Rodrigues, Rosana Alcântara e Paulo Alcoforado

 Desde a primeira convocatória, em dezembro de 2008, já foram aprovados pela FSA um montante de 359 projetos de produção e distribuição de conteúdo para cinema e TV, incluindo cerca de R$ 300 milhões dedicados às salas de produção. “É importante dizer que o Fundo já participou em 2013 em 60% dos resultados dos filmes lançados. Esse ano com as novas linhas abertas, já temos mais de 700 inscrições.”, completa Rosana.

 Para esta edição do FSA, foi lançado um edital específico de R$ 20 milhões para projetos de longas de relevância artística e inovação de linguagem, sem deixar de lado o compromisso com o desempenho comercial. Também foram anunciados editais inéditos para o Desenvolvimento de Projetos e Formatos, estimulando a criação de Laboratórios e Núcleos Criativos em todas as regiões do país.

Segundo o Superintendente de Fomento da Ancine, Paulo Alcoforado, a expectativa para o seminário está na reversão em inscrições para os editais das linhas do Fundo Setorial do Audiovisual. “Nós temos financiamento para produção, desenvolvimento, e distribuição de produções audiovisuais. Existe uma série de incentivos com recursos retornáveis disponibilizados pelo FSA, acarretando em um importantíssimo mecanismo de fomento.” responde Alcoforado.

A preocupação com a regionalização está na complementação de recursos aos Editais e Concursos Municipais e regionais, aproximando a política pública do Governo Federal das ações e iniciativas de apoio ao cinema e ao audiovisual promovidas por governadores e prefeitos de todo o país. Esta era uma demanda antiga dos profissionais envolvidos com projetos diferenciados, que transitam em uma fatia importante da cinematografia de qualquer país: aquela marcada pelo viés mais autoral, pela pesquisa e pela experimentação.

EDITAIS: Confira as chamadas públicas com inscrições abertas.

PROJETOS DE PERNAMBUCO JÁ SELECIONADOS PELO FSA
Linha voltada à Produção de Obras Audiovisuais de Longa-Metragem:

“Tatuagem”

Longa-Metragem de Ficção
Proponente: REC Produtores Associados
Direção e Roteiro: Hilton Lacerda
Sinopse:  Recife, 1978. Clécio Wanderley (Irandhir Santos) é o líder da trupe teatral Chão de Estrelas, que realiza shows repletos de deboche e com cenas de nudez. A principal estrela da equipe é Paulete (Rodrigo Garcia), com quem Clécio mantém um relacionamento. Um dia, Paulete recebe a visita de seu cunhado, o jovem Fininha (Jesuíta Barbosa), que é militar. Encantado com o universo criado pelo Chão de Estrelas, ele logo é seduzido por Clécio. Não demora muito para que eles engatem um tórrido relacionamento, que o coloca em uma situação dúbia: ao mesmo tempo em que convive cada vez mais com os integrantes da trupe, ele precisa lidar com a repressão existente no meio militar em plena ditadura. Valor investido pelo FSA: R$ 748.000

 Amor, Plástico e Barulho

Longa-Metragem de Ficção
Proponente: Aroma Filmes
Direção: Renata Pinheiro
Roteiro: Renata Pinheiro e Sergio Oliveira
Sinopse: Shelly, dançarina de 25 anos, sonha se tornar cantora de Brega – uma cena musical romântica e sensual da periferia brasileira. Apesar da idade, ela já é uma veterana nesse precário show business, dançando em casas noturnas e programas de TV locais. Ao conhecer Allan, um cantor e compositor em ascensão da cena, vive uma grande paixão. Valor investido pelo FSA: R$ 400 mil

 Linha voltada à  Aquisição dos direitos de distribuição de obras de longa-metragem:
(o projeto é apresentado pela distribuidora, que recebe recursos para investimento na produção, garantindo para a empresa os direitos de distribuição quando a obra for concluída)

 Bacurau (novo filme do diretor de ‘O Som ao Redor’)

Longa-metragem de Ficção
Proponente/Distribuidora: Vitrine Distribuidora de Filmes Ltda
Produtora: Cinemascópio Produções Cinematográficas
Direção e roteiro: Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles
Sinopse: A cineasta Maria precisa fazer um documentário sobre as pessoas simples da comunidade de Bacurau, no interior do Brasil. Aos poucos, os personagens do documentário vão adotando atitudes inesperadas, sugerindo algo inusitado na comunidade. De um documentário brasileiro sobre “o outro”, como tantos que vemos, entramos no território do cinema de horror, onde a representação não é aquela que parecia ser. Valor investido pelo FSA: R$ 1 milhão

Texto: Álvaro Júnior – Ascom RRNE/MinC
(com informações da assessoria de imprensa da Ancine)

Share

Chamada Pública para repasse de recursos via Fundo Nacional de Cultura

Em cerimônia realizada na sede da Representação Regional do Ministério da Cultura em São Paulo, na tarde desta terça-feira (18), a ministra da Cultura, Marta Suplicy assinou a Chamada Pública do Sistema Nacional de Cultura (SNC) que possibilitará a transferência da primeira leva de recursos do Sistema para Estados e Municípios.

O documento vai possibilitar o repasse de recursos via Fundo Nacional de Cultura para Estados que completaram todo o processo de adesão ao Sistema Nacional de Cultura. Todos os Estados brasileiros e mais de 2100 municípios já assinaram, porém, sem completar os trâmites.

Segundo Marta Suplicy “resolvemos começar a distribuir os recursos para estimular os estados e municípios a fazerem a adesão completa [ao SNC]“. Portanto, nesta primeira leva de recursos, serão contemplados, os Estados que assinaram a adesão e já cumpriram as próximas etapas pós-assinatura.

O total de recursos disponibilizados será de R$30 milhões que, conforme Bernardo Machado explicou, serão distribuídos através de 3 linhas:

- apoio a diversidade cultural: R$2,5 milhões para projetos de ligados às culturas populares e comunidades tradicionais.
- apoio a produção e circulação de bens culturais: R$12,5 milhões
- Construção, reforma, modernização de equipamentos culturais como CEUs, bibliotecas, teatros, entre outros: R$15 milhões

Para conferir mais fotos do evento clique aqui.

Texto: Thiago Esperandio / Ascom MinC
Fotos: Luiz Murauskas

Share

Ministra da Cultura assinou o lançamento de quatro editais para incentivo à leitura


Na da última terça-feira (18), a ministra da Cultura, Marta Suplicy assinou o lançamento de quatro editais para incentivo à leitura. Os editais foram formulados de forma integrada entre a Secretaria do Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL) e a Diretoria de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas – DLLLB em diálogo com a sociedade civil.

Além da ministra, estiveram presentes José Castilho Marques Neto, secretário executivo do Plano Nacional do Livro e Leitura – PNLL/MinC; Fabiano dos Santos Piúba, diretor de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas – DLLLB/FBN/MinC; Bernardo Mata Machado, secretário de Articulação Institucional do Ministério da Cultura; e ampla presença de ativistas do fomento a leitura, como agentes de leituras, poetas, escritores, livreiros, organizadores de saraus, Pontos de Cultura, entre tantos outros que, nos dizeres de José Castilho Neto, “são as pessoas que trabalham pela leitura no Brasil há muitos anos e que se encontraram para construir o Plano Nacional de Livro e Leitura – PNLL”.

Para esta plateia, Marta Suplicy anunciou outras ações do Ministério para o fomento à leitura: “Estamos trabalhando, desde o ano passado, na consolidação de uma Política Pública de incentivo à leitura. A programação e meta estabelecida para 2014 é enviar e aprovar, no congresso, o projeto de lei do PNLL – Plano Nacional do Livro e Leitura.”

A ministra ainda mencionou o impacto que o Vale-Cultura pode ter para o crescimento do número de livros consumidos pelos brasileiros: De acordo com estimativas da Câmara Brasileira do Livro, quando o benefício chegar a 1 milhão de trabalhadores, se cada um comprar um livro por mês, o mercado editorial deve crescer até 5%, em comparação aos dias atuais.

“Formando um país de leitores”

Assim José Castilho e Fabiano Piúba definiram o objetivo maior dos editais da Diretoria de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas (DLLLB) no âmbito do PNLL: “formar um país de leitores”. Os editais foram formulados de forma integrada entre a Secretaria do Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL) e a Diretoria de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas – DLLLB em diálogo com a sociedade civil. Para apoiar esse objetivo, o total investido será de R$6,6 milhões divididos em quatro ações:

- Prêmio Boas Práticas e Inovação em Bibliotecas Públicas (R$ 1.700.000,00);
- Bolsas de Fomento à Literatura (R$ 1.900.00,00);
- Prêmio Leitura Para Todos: projetos sociais de Leitura (R$ 1.500.000,00);
- Circuito de Feiras de Livros e Eventos Literários (R$ 1.500.000,00)

Marta Suplicy, ainda lembrou que os objetivos dos editais têm relação direta com a meta 20 do Plano Nacional de Cultura que se refere ao aumento do número de livros lidos anualmente por uma pessoa, para além dos que lê no aprendizado formal e ressaltou o fato de que “as ações dos editais seguem a estratégia de fomentarem iniciativas já existentes e bem sucedidas e, com isso, ampliá-las”.

Texto: Ascom/MinC

Share

Maranhão recebe oficina de apresentação e capacitação do Novo Salic

Salic
Para apresentar as principais mudanças da nova versão do Sistema de Apoio às Leis de Incentivo à Cultura (Salic), o Ministério da Cultura (MinC), por meio da Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura (SEFIC), realizará uma oficina gratuita na capital maranhense nesta sexta-feira (21/03), de 9h às 15h. O evento irá orientar os proponentes que desejam concorrer aos editais do MinC e apresentar propostas culturais ao Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac).

O encontro acontecerá na Biblioteca Pública Benedito Leite (BPBL), na Praça Deodoro s/n, em São Luiz. As inscrições podem ser feitas até o dia 20/03, às 17h, com vagas limitadas (156 lugares).  A inscrição pode ser feita pelo e-mail: nordeste@cultura.gov.br. Os interessados devem informar nome, número da identidade, telefone e a entidade vinculada. O objetivo é proporcionar uma ferramenta mais moderna e segura para inserir, acompanhar e prestar contas dos projetos culturais. 

Através do novo Salic, todas as fases de tramitação, desde a admissão até a prestação de contas, passam a ser automatizadas virtualmente. Esta nova versão procura dinamizar o processo, garantindo rapidez na resposta à ação do usuário. Todas as comprovações financeiras e físicas, solicitações de readequação, fiscalização e acompanhamento do projeto passam a se dar de forma eletrônica. Os cidadãos que tiverem dúvidas sobre o Novo Salic poderão acessar os manuais de operação na íntegra, através do link: http://migre.me/eGKud.

Serviço: Oficina de apresentação e capacitação para o Novo Salic
Endereço: Biblioteca Pública Benedito Leite (BPBL), na Praça Deodoro s/n, em São Luiz.
Data e hora: 21 de março de 2014, das 9h às 15h
Inscrições: Até dia 20 de março de 2014, às 17h, pelo e-mail: nordeste@cultura.gov.br

PROGRAMAÇÃO:
Programação Salic

Share