Arquivo da tag: Pernambuco

Recife terá domingo de atividades no Jardim do Baobá!

unnamedO INCITI/UFPE convida todas e todos para um domingo no Parque Capibaribe. A ideia é ocupar um espaço público pouco conhecido e celebrar o marco inicial do Parque Capibaribe: o Jardim do Baobá, localizado nas Graças (Recife-PE), atrás da Ponte D’Uchôa. A área entrará em obras em breve, mas já pode e deve ser ocupada pelas pessoas.

Para essa celebração nada melhor do que viver o Recife como uma Cidade-Parque! Lançamos então o convite para que cada um se aproprie dessa belíssima paisagem da cidade com sua atividade favorita.

Trata-se de um dia livre para propormos o que quisermos! A autonomia é sua para, por exemplo, levar uma toalha e fazer um piquenique, instrumentos musicais para uma roda de som, ou cadeiras de praia para contemplação na natureza ou leitura. E que tal promover debates, oficinas, meditações, práticas esportivas, expedições? Caso queira que a gente divulgue sua ação específica, entre em contato com o INCITI pela página do Facebook.

Confirme presença em nosso evento no Facebook.
Compartilhe a sua experiência com a hashtag #DomingonoBaoba !
Conheça o projeto do Jardim do Baobá, marco inicial do Parque Capibaribe: http://goo.gl/Px41rW
******************************************************************
Quando: Neste domingo, 10 de abril a partir das 9h
Onde: No Jardim do Baobá, atrás da Estação Ponte D’uchoa e do restaurante Papa-Capim (Bairro das Graças/Recife-PE)
Quanto: Entrada franca, claro!

Share

DDDança será aberto no dia 5 de abril no Recife

Artistas e gestores participam de uma série de ações dedicadas à dança no mês em que se comemora o Dia Internacional da Dança (29/04)

Publicado em 4 de abril de 2016ImprimirAumentar fonte
DDDança – Divulgação

DDDança – Divulgação

Começa nesta terça-feira, 5 de abril, no Teatro Arraial Ariano Suassuna, no Recife, a segunda edição doDDDança, uma co-realização de artistas da dança, do Governo de Pernambuco (Secult/Fundarpe) e da Fundação Nacional de Artes (Funarte/MinC). A abertura será às 19h30 com a apresentação do espetáculo Terra em outras terras, da dançarina pernambucana Maria Paula Costa Rêgo, do Grupo Grial. A programação, ao longo deste mês, inclui debates políticos, performances, aulas, consultorias, intercâmbios, espetáculos, mostra de fotografia, intervenções visuais, entre outras ações. No dia 29 de abril, quando se comemora o Dia Internacional da Dança, os participantes pretendem entregar um documento oficial com as pautas do setor ao ministro da Cultura, Juca Ferreira.

Para o representante da Funarte Norte-Nordeste, Naldinho Freire, trata-se de um momento importante para a dança no país porque oDDDançaculminará noEncontro Nacional da Dança, quando artistas entregarão uma proposta de política pública a representantes políticos envolvidos com a cultura do país. “É um momento histórico que está se construindo no Recife porque contaremos com a presença de pessoas que não só fazem a dança nos palcos e nas ruas, mas que também pensam o setor politicamente. Trata-se de um projeto que tem o apoio completo do Ministério da Cultura e da Funarte, principalmente devido ao nosso interesse por construir marcos legais para o setor”, explica Naldinho Freire. O secretário estadual de Cultura de Pernambuco, Marcelino Granja, também ressalta que o DDDança“é um momento oportuno para a pactuação de políticas públicas que fomentem toda a cadeia produtiva do setor e também de intercâmbio entre os grupos”.

As inscrições para participar do evento estarão abertas até o dia 12 de abril e podem ser feitas através do sitewww.dddanca.wordpress.com.

Read more:http://www.funarte.gov.br/danca/dddanca-sera-aberto-no-dia-5-de-abril-no-recife/#ixzz44tR2TEXR
Follow us:funarte on Facebook

Share

É Proibido Cochilar na dança do xaxado!

xaxado carlos silva

Foto: Carlos Silva

Na primeira sessão do mês de abril (dia 07/04) o cine É Proibido Cochilar exibirá o documentário Xaxado – A dança de cabra macho, produzido pela Fundação Cultural Cabras de Lampião. Com direção de Camilo Melo, o filme traz depoimentos de diversas pessoas contemporâneas de Virgolino Ferreira e mostra a arte sertaneja que dá título a obra em suas várias formas através do olhar do Grupo Cabras de Lampião.

Criada em 1995 na cidade de Serra Talhada, sertão pernambucano, a Fundação Cultural Cabras de Lampião vem desenvolvendo ações referentes aos múltiplos aspectos culturais do homem sertanejo, tornando-se uma instituição especialista em historiografia do cangaço (na figura lendária de Lampião), na dança do xaxado e na musicalidade da região.

Lembramos que as sessões do Cine È Proibido Cochilar, uma iniciativa da Representação Regional do Ministério da Cultura (RRNE/MinC) com apoio da Casa do Patrimônio de Olinda (IPHAN), são gratuitas e realizadas sempre nas primeiras e terceiras quintas-feiras de cada mês. A Casa do Patrimônio fica localizada na Rua do Amparo, número 59, em Olinda.

Apareçam e divulguem!

SERVIÇO:

Xaxado – A dança de cabra macho

Cine é Proibido Cochilar na Casa do Patrimônio de Olinda

7 de Abril, quinta-feira, às 19h

Rua do Amparo, número 59, Cidade Alta, Olinda

Entrada franca

 

Texto: Roberto Azoubel.

Share

Encontros sobre o PRODAV TVs Públicas em Pernambuco

No dia 10 de março (Quinta-feira) Hermano Figueiredo estará conversando com a comunidade audiovisual para apresentar o edital Prodav 09. O Encontro será realizado na Torre Malakoff com entrada gratuita, direcionado para realizadores/as e produtores/as independentes do Recife. Hermano Figueiredo é produtor executivo do Escritório Regional Nordeste da Linha de Produção de Conteúdos Destinados às TVs Públicas.

No dia 15 de março(terça-feira) Hermano estará em Caruaru conversando com a comunidade audiovisual do agreste pernambucano, tirando dúvidas sobre o edital que está com as inscrições abertas até o dia 31 de março. Em Caruaru, o Encontro será realizado no Museu do Barro, as 19 horas, com entrada gratuita.

A Linha de Produção de Conteúdos destinados às TVs Públicas, do Programa Brasil de Todas as Telas, tem como objetivo a regionalização da produção de conteúdos audiovisuais independentes para destinação inicial ao campo público de televisão (segmentos de TV universitária, comunitária e educativa e cultural).

Pelo segundo ano consecutivo, a linha disponibiliza R$ 60 milhões, em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), para investimentos em obras destinadas ao campo público de televisão, nos segmentos de TV universitária, comunitária e educativa e cultural.

Com o objetivo de regionalizar a produção de conteúdos audiovisuais independentes, os editais são divididos pelas cinco regiões do País disponibilizando R$ 12 milhões para cada região.

Os perfis de programação foram definidos a partir das propostas levantadas durante o Seminário de Programação da Linha de Produção de Conteúdos destinados às TVs Pública com representantes de aproximadamente 100 canais de programação e emissoras dos segmentos universitário, comunitário, e educativo e cultural do campo público de televisão, além da participação remota de 40 TVs desses segmentos.

As Chamadas Públicas regionais são operadas por meio de uma parceria entre a ANCINE, a Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura e a Empresa Brasil de Comunicação (EBC), e conta com o apoio da Associação Brasileira de Televisão Universitária (ABTU), Associação Brasileira de Canais Comunitários (ABCCOM) e Associação Brasileira de Emissoras Públicas Educativas e Culturais (ABEPEC).

Encontros com Hermano Figueiredo

  • Recife-PE

    Dia10 de março 2016 (quinta-feira), 15h

    Local de realização: Torre Malakoff (segundo andar)

    Endereço:Praça do Arsenal, s/n – Recife Antigo

  • Caruaru-PE

    Dia 15 de março 2016 (terça-feira), 19h

    Local de realização: Museu do Barro de Caruaru – Auditório.
    Endereço: Praça Cel. José de Vasconcelos, 100, Centro – Caruaru (do lado do pátio de eventos Luiz Gonzaga)

Apoios institucionais em Caruaru-PE:

– Secretaria de Participação Social – Prefeitura Municipal de Caruaru

– Curso de Comunicação Social, Centro Acadêmico do Agreste da Universidade Federal de Pernambuco (CAA/ UFPE )

– Federação Pernambucana Cineclubes (FEPEC)

– Museu do Barro de Caruaru (MUBAC).

Conheça o Edital Prodav 09/2015, disponível no site do BRDE.

LOGOMARCAS OFICINAS PE

Share

Abertas as inscrições de curtas-metragens para a grade de programação da I Mostra de Cinema da Vitória de Santo Antão (PE)

Comunicamos que estão abertas as inscrições de curtas-metragens para composição da grade de programação da I Mostra de Cinema da Vitória de Santo Antão, interior do estado de Pernambuco. O regulamento e instruções para a inscrição se encontram no link abaixo:

http://mostravitoria.com/inscricoes/

Nesta primeira edição, a Mostra acontecerá entre os dias 14 e 17 de abril de 2016, com incentivo do Governo do Estado junto à Secretaria de Cultura, através do 8º Edital do Programa de Fomento à Produção Audiovisual de Pernambuco − Funcultura 2014/2015.

Temos como foco principal a exibição audiovisual de curtas e longas-metragens dos mais variados gêneros e temáticas, que estão fora ou com pouco espaço no cinema convencional, a fim de incentivar a formação e o debate sobre a linguagem cinematográfica, interiorizando e democratizando o acesso às obras.

 

Saulo Lima – produtor

Share

Nossa reverência a Manuel Eudócio Rodrigues

15.02.2016 – 15:39

Obra de Manuel Eudócio Rodrigues, artista pernambucano (Foto: Percival Tirapeli/Acervo Digital da UnesP)
Faleceu na noite deste sábado (13), em Caruaru, aos 85 anos, o artesão pernambucano Manuel Eudócio Rodrigues. O artista foi um dos principais discípulos do também artesão popular Vitalino Pereira dos Santos, mais conhecido como Mestre Vitalino (1909-1963),
Natural de Alto do Moura, uma vila a cerca de seis quilômetros de distância de Caruaru, Pernambuco, Rodrigues começou a modelar o barro ainda criança, esculpindo animas para brincar. A atividade era comum aos meninos do interior daquela época.
Em 1948, ele iniciou efetivamente sua vida como artesão profissional, após o aprimoramento de suas técnicas com Mestre Vitalino. Rodrigues, entretanto, desenvolveu um estilo próprio, misturando cenas do cotidiano nordestino com figuras do folclore pernambucano.
No início, sua produção limitava-se a esculturas em barro natural. Influenciado pelo mercado, entretanto, ele passou a pintar parcialmente as peças com tintas fortes e coloridas. O artesão criou um grande repertório de figuras, tais como cangaceiros, casais de noivos a cavalo, maracatus e Bumba-meu-boi. Suas esculturas coloridas estão hoje espalhadas pelo país e pelo mundo.
Em 2002, Manuel Eudócio foi um dos contemplados como Patrimônio Vivo de Pernambuco, iniciativa local que tem como objetivo a preservação das manifestações populares e tradicionais da cultura pernambucana, assim como o repasse dos conhecimentos de tais artistas às novas gerações de alunos e aprendizes.
O artista foi também homenageado em 2005, com a exposição individual Manuel Eudócio: Patrimônio Vivo, realizada na Sala do Artista Popular do Museu do Folclore do Rio de Janeiro.
O corpo de Rodrigues foi velado em Alto Moura, onde vivia e tinha um ateliê. O enterro foi realizado no fim da tarde deste domingo.
O Ministério da Cultura lastima a perda e solidariza-se com os familiares, amigos e admiradores de Manuel Eudócio Rodrigues
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura
Share

Oficinas de formação para os prêmios Prêmio Ayrton de Almeida Carvalho de Preservação do Patrimônio Cultural de Pernambuco e 1º Prêmio Ariano Suassuna de Cultura Popular e Dramaturgia (PE)

Durante os meses de janeiro e fevereiro serão realizadas oficinas para divulgação e capacitação para concorrência aos editais do 1º Prêmio Ariano Suassuna de Cultura Popular e Dramaturgia e Prêmio Ayrton de Almeida Carvalho de Preservação do Patrimônio Cultural, promovidos pela Secretaria de Cultura e Fundarpe.
Por meio da parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – Iphan, através da rede de parceiros das Casas do Patrimônio, a formação acontecerá respectivamente nas Casas do Patrimônio do Recife, Olinda e Igarassu nos dias 16, 17 e 18 de fevereiro, às 14h.
A formação se destina a diferentes públicos, contemplando detentores de bens culturais imateriais registrados, pesquisadores, produtores culturais, moradores, etc., que poderão tirar dúvidas e obter orientações sobre o preenchimento dos formulários de inscrição nos referidos prêmios.
Sobre os prêmios:
O Prêmio Ayrton de Almeida Carvalho de Preservação do Patrimônio Cultural de Pernambuco irá reconhecer anualmente ações voltadas à preservação, sobretudo, da memória cultural do estado de Pernambuco, com a ênfase na preservação dos patrimônios culturais tangíveis (materiais) e intangíveis (imateriais) do Estado.
Poderão concorrer ao prêmio iniciativas consideradas bem sucedidas da sociedade civil, portadora ou não de personalidade jurídica, voltadas à valorização, preservação e difusão dos patrimônios culturais de Pernambuco, por meio de diferentes técnicas, instrumentos e metodologia, e que tenham sido desenvolvidas ou estejam em desenvolvimento no Estado até o ano corrente do certame, ou seja, ações que já ocorreram ou estejam ocorrendo em 2015.
O prêmio é de R$ 20 mil para cada categoria, somando um total de R$ 60 mil em prêmios, pois o edital está dividido em três categorias distintas: Formação (ações educativas), Promoção e
difusão (comunicação e mídia) e Acervos documentais e memória cultural. Na área de formação poderão ser premiados projetos que foram exitosos nas ações de capacitação profissional e ações educacionais em ambientes formais e não formais de ensino, visando o aprimoramento e integração de diferentes públicos com as diferentes linguagens culturais (música, artes cênicas, artes visuais, audiovisual, literatura, gastronomia) articuladas na preservação de bens culturais do Estado.
Na categoria de Promoção e Difusão, poderão ter o reconhecimento projetos que desenvolveram jogos, aplicativos, portais virtuais, vídeos documentais, web séries, programas de rádio e podcast, periódicos, revistas impressas e virtuais que façam uso da música, artes cênicas, artes visuais, audiovisual, literatura, gastronomia como instrumento de preservação dos bens culturais do Estado. Na categoria de Acervos Documentais se reconhecerá a produção, catalogação, conservação, restauração e exposição de acervos documentais, iconográficos, audiovisual e outros considerados fontes fundamentais de informação sobre patrimônio cultural material e imaterial.
1º Prêmio Ariano Suassuna de Cultura Popular e Dramaturgia – Incentivar a produção dramatúrgica de Pernambuco, por meio da publicação de textos inéditos e preservar, na área da Cultura Popular, a memória das expressões populares em todas as suas formas e modos próprios são os objetivos do 1º Prêmio Ariano Suassuna de Cultura Popular e Dramaturgia.
No segmento Cultura Popular serão distribuídos até oito prêmios, que poderão somar um total de R$ 100 mil. O segmento está dividido em duas categorias: “Mestres e Mestras dos Saberes e Fazeres” e “Grupos/Comunidades”. Para cada categoria estão previstos quatro prêmios, sendo um para cada macrorregião do Estado: Mata, Agreste, Sertão e Região Metropolitana. Na categoria Mestres e Mestras dos Saberes e Fazeres, os selecionados receberão premiação no valor de R$ 10 mil. Já na segunda categoria, os grupos e as comunidades serão contemplados com o valor de R$ 15 mil cada um, distribuídos entre as quatro macrorregiões.
Poderão concorrer mestres, grupos ou comunidades de Pernambuco. O prêmio será destinado a práticas já desenvolvidas e que valorizem a transmissão dos saberes e fazeres da cultura popular em Pernambuco. As inscrições poderão ser feitas por meio oral (registrado em vídeo) ou escrito (por meio físico, ou digital, por e-mail). Todas as candidaturas ao Prêmio Ariano Suassuna serão analisadas por uma Comissão de Seleção, formada por membros de notório saber nomeados pela Secult-PE/Fundarpe.
No segmento Dramaturgia, o prêmio está dividido nas categorias Teatro Adulto, Teatro de Formas Animadas e Teatro Para Infância e Juventude. Haverá até duas premiações para cada uma delas, sendo R$ 10 mil para os primeiros lugares e R$ 7 mil para os segundos lugares, totalizando R$ 51 mil. Além do prêmio em dinheiro, os autores dos seis textos (primeiros e segundos lugares de cada uma das três categorias) terão suas obras publicadas em meios impressos e eletrônicos (e-books). Poderão concorrer, nesta categoria, pernambucanos, mesmo que não residentes do estado, bem como os escritores naturais de outras unidades da Federação, desde que comprovem residência em Pernambuco há, no mínimo, um ano.
Quando: 16 de fevereiro
Horário: 14h
Local: Casa do Patrimônio do Recife
Quando: 17 de fevereiro
Horário: 14h
Local: Casa do Patrimônio de Olinda
Quando: 18 de fevereiro
Horário: 14h
Local: Casa do Patrimônio de Igarassu
Share

1º Ato em Combate à Intolerância Religiosa de Jaboatão dos Guararapes-PE

ato

 

 

 

 

 

 

O Brasil é um país construído com a participação de várias culturas, dentre elas a negra africana, a branca europeia e a indígena nativa. Essa diversidade de etnia fez de nossa nação brasileira um país multicultural. Com essa multiculturalidade se formou um estado também multireligioso, posto que religião também é cultura. Assim vivemos em um país que juridicamente é laico, mas seu povo é religioso, o que nos diferencia de outras nações é a nossa diversidade religiosa. Essa diversidade nos faz culturalmente ricos, mas também causa intolerâncias e violências de recorte da diferença de fé. A exemplo dessa violência podemos citar a que marca o mês de janeiro como MÊS DO COMBATE Á INTOLERANCIA RELIGIOSA, a morte de Mãe Gilda, uma yalorixá da Bahia que ao ver sua foto estampada na manchete da Folha universal sofreu um infarto e morreu. A articulação da população de matriz africana pressionou o governo e cobrou providências por esse triste ocorrido. Dessa pequena história nasce a Lei 11.635/2007 instituindo o dia 21 de janeiro como dia nacional de combate à intolerância religiosa e respeito à diferença de fé. É com este sentimento de respeito às diversas fé que o FORUM DOS MOVIMENTOS SOCIAIS DE JABOATÃO promove o 1º Ato em Combate à Intolerância Religiosa.

Professor Carlos Tomaz

 

SERVIÇO:

1º Ato em Combate à Intolerância Religiosa de Jaboatão dos Guararapes-PE

Data: 30 de Janeiro de 2016

Horário: 15:00h

Local: Praça Nossa Senhora do Rosário – Jaboatão, Centro.

 

Share