Arquivo da tag: RRNE/MinC

Ivana Bentes, secretária da SCDC, fala sobre a Lei Cultura Viva em videoconferência para as capitais nordestinas

ivanaA Secretária da Cidadania e da Diversidade Cultural do Ministério da Cultura (SCDC/MinC), Ivana Bentes, participará na quinta-feira (16) – das 14 às 17h – de uma videoconferência, em Recife, que será transmitida para as demais capitais dos Estados do Nordeste. Promovida pela Representação Regional Nordeste do Ministério da Cultura (RRNE/MinC), em parceria com a Representação Regional Bahia e Sergipe (BA-SE/MinC) e a SCDC, a ação tem como objetivo apresentar a Lei Cultura Viva e as diretrizes da Secretaria.

Continue lendo

Share

RRNE/MinC divulga os vencedores da ação em homenagem ao Dia Nacional da Poesia

selecionadosEm homenagem ao Dia Nacional da Poesia, comemorado hoje (14/03), a Representação Regional Nordeste do Ministério da Cultura (RRNE/MinC) promoveu uma chamada pública onde os interessados puderam enviar poemas de sua autoria para serem publicados em nossas mídias sociais.

A ação foi um sucesso e selecionamos os 10 melhores textos para compartilhar durante todo o restante do dia. Mas não fique triste se sua poesia não estiver entre os escolhidos, pois nos próximos dias postaremos todas as que foram recebidas. Vale lembrar que o critério utilizado para a seleção não foi de caráter estético, e sim pela coragem em participar. Confira abaixo os vencedores: Continue lendo

Share

RRNE/MinC promove ação em homenagem ao Dia Nacional da Poesia

envieseupoema

Como forma de manter acesa a importância cultural da poesia, assim como colaborar com a disseminação desta linguagem estética, é comemorado nacionalmente em 14 de março o Dia da Poesia. Com o objetivo de incentivar o interesse pelo gênero e disponibilizar mais um espaço para compartilhamento, a Representação Regional Nordeste do Ministério da Cultura (RRNE/MinC) estará recebendo poemas até 12 de março, sendo posteriormente divulgados em nossas mídias sociais. Os textos deverão ser enviados para o e-mail ascom.minc.ne@gmail.com com o assunto “Dia Nacional da Poesia”. Participe!

Share

Em 28 de janeiro, RRNE/MinC recebe oficina de especialização em Acessibilidade Cultural

Untitled-1O Ministério da Cultura (MinC) em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) promove em 28 de janeiro, no Recife, a oficina do Edital do Curso de Especialização em Acessibilidade Cultural. A ser realizada a partir das 14h no auditório do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), a ação tem como objetivo orientar os candidatos interessados, tirar dúvidas e apresentar a metodologia e conteúdos da especialização.

Com o apoio do MinC, o curso de especialização da UFRJ vem atuando na formação de uma Rede de Articulação, Fomento e Formação em Acessibilidade Cultural. Nesta segunda edição, além da especialização será oferecido um curso de extensão de 40h a distância de Acessibilidade em Ambientes Culturais promovido pela UFRGS.

Sessenta vagas serão disponibilizadas para os interessados. As inscrições devem ser realizadas por e-mail até às 16h do dia 27 de janeiro para o endereço ascom.minc.ne@gmail.com. No corpo da mensagem deverão ser fornecidos o nome de completo do participante, número da carteira de identidade e telefones para contato.

SERVIÇO

Oficina Recife- PE

Data: 28 de janeiro

Horário: 14h.

Local: Sede do IPHAN: Av. Oliveira Lima, nº 824 – Bairro Boa Vista

Share

Cine Teatro Apolo foi sede da abertura do IV Congresso de Teatro da Artepe

foto1

 Na sexta-feira (9), o Cine Teatro Apolo foi sede da Solenidade de Abertura do IV Congresso de Teatro promovido pela Associação de Realizadores de Teatro de Pernambuco (Artepe), cujo tema deste ano é Teatro: Uma Visão Holística. O congresso aconteceu entre os dias 8 e 11 de janeiro nas cidades de Recife e Olinda, simultaneamente.

foto2A mesa contou com as presenças do presidente da Artepe Feliciano Félix; do Deputado Federal Paulo Rubem; do chefe substituto da Representação Regional Nordeste do Ministério da Cultura, Lúcio Rodrigues; de Luiz Henrique substituindo o secretário de Cultura do Estado de Pernambuco, Marcelino Granja;  de Willams Santana representando a secretária de Cultura do Recife Leda Alves e do Secretário de Cultura e Turismo de Serra Talhada, Anildomá Willams. O evento foi iniciado pelo sambista Chico de Assis, que cantou os hinos do Brasil e de Pernambuco.

Entre outras autoridades culturais, artistas e produtores, os convidados que formaram a mesa declararam a satisfação de estarem participando de mais uma edição do congresso. Para encerrar a noite, os convidados contaram com a apresentação do Afoxé Oyá Tokolê e tiveram Coquetel à disposição no Jardim do Cine Teatro Apolo.

foto4

Confira abaixo a entrevista realizada com o presidente da Artepe Feliciano Félix.

A partir de quais aspectos surgiu a ideia central do evento?

Feliciano Félix. A idéia central do evento está lastreada pelo Estatuto Social e pelo Regimento Interno da Artepe que determina que sua Diretoria Executiva e Conselho Fiscal sejam eleitos em congresso, o que ocorre a cada três anos ao final do mandato. Além da eleição, o congresso é momento para se fazer o debate da política pública de cultura em âmbito estadual, quando também é feito o planejamento estratégico, no caso o PTT – Plano Trianual de Trabalho, pelo qual a diretoria eleita se baseará para realizar sua gestão.

De que forma uma visão holística se manifesta no teatro?

F.F. O teatro é a própria holística por que o ser humano não é apenas dual: corpo e espírito como se sempre se acreditou. O ser humano é muito mais complexo e entra aí na dualidade um terceiro componente que é seu lado volitivo, que podemos chamar de inteligência emocional, através das quais se dão as experiências da vida. Isso é vida, é holística, é puro teatro. Teatro promove encontro, experimentação, transcende a questão meramente física, assim podemos dizer com segurança que o teatro é a uma manifestação holística.

Qual é o poder de influência que o teatro tem sobre o sentimento de felicidade no ser humano?

 F.F. O teatro contribui par a felicidade das pessoas, porque o espetáculo é uma possibilidade “em aberto”, onde o espectador acrescenta a sua imaginação. O teatro é atemporal e os personagens existem antes e depois da cena. É como se abrissem uma janela diante do espectador. Em francês dizemos que teatro é “une tranche de vie” (um pedaço da vida). Ou seja, ir ao teatro é uma experiência única e inesquecível que transporta o ser humano para um mundo imaginário, com a possibilidade de ver e se identificar.

Em relação à construção do conhecimento, de que forma o evento pode contribuir para o público?

F.F. O IV Congresso de Teatro da Artepe possibilita ampliar o conhecimento à medida em que coloca as pessoas diante de um tema instigante e retratado pelas cores do arco-íris através da flor de lótus em forma de mandala. O Arco-íris representa a diversidade ou o arco da aliança com a vida, a Flor de Lótus significa a pureza e a capacidade de renascimento e a Mandala é o círculo perfeito que não tem começo nem fim, ou seja é a própria representação da vida.

Texto e Imagens: Wallace Fontenele AsCom RRNE/MinC

Share

Nove projetos nordestinos (RRNE/MinC) são classificados em edital voltado à educação infantil

O Ministério da Cultura (MinC) divulgou a lista de projetos selecionados pelo edital Escola: lugar de brincadeira, cultura e diversidade, que dará 40 prêmios de R$ 10 mil a centros de educação infantil públicos, conveniados ou comunitários que desenvolvam práticas lúdicas, artísticas e culturais voltadas à promoção e à valorização da diversidade. A relação dos contemplados está disponível no Diário Oficial da União (DOU) do dia 5/12.

Nesta fase de classificação, nove projetos da área de abrangência administrativa da Representação Regional Nordeste do MinC foram contemplados, sendo: quatro do Ceará, dois da Paraíba, um de Alagoas, um do Maranhão e um de Pernambuco. Para conferir a lista completa dos agraciados, clique aqui.

Promovido em parceria com a Unidade Federal do Ceará (UFCE), o prêmio tem o objetivo de identificar, reconhecer, fomentar e incentivar práticas lúdicas, artísticas e culturais nas instituições públicas de educação infantil, que desenvolvem ações comprometidas com a infância e a diversidade, tendo o brincar como principal linguagem e manifestação cultural. “Queremos valorizar o brincar, as praticas artísticas e a diversidade cultural na educação infantil”, destaca o secretário de Políticas Culturais do MinC, Américo Córdula.

As iniciativas selecionadas estão referendadas na cultura da infância e têm como foco um dos seguintes pontos:

  • A valorização da identidade local, propiciando a interação e o conhecimento das crianças sobre as manifestações e tradições culturais brasileiras que abarquem a transmissão de saberes e fazeres por intermédio de práticas e/ou da oralidade entre as diversas culturas e gerações, próprias de suas comunidades: seus costumes, culinárias, memória, contos populares, práticas construtivas, lendas, mitos, provérbios, crenças, adivinhas, cantigas/canções, danças, altos, romanceiros e outros.
  • Reconhecimento, valorização e respeito à interação das crianças com as diversas etnias que compõem o território brasileiro, tais como elementos das manifestações de povos e das culturas negras e afro-brasileiras, indígenas, cigana, rurais, dos povos ribeirinhos, da floresta, de influência oriental, latina ou europeia.
  • Respeito e consideração às relações de gênero em uma perspectiva da promoção da igualdade, diversidade e identidade de gênero; múltiplas formas de relação e de modelos familiares, trabalhando de maneira afirmativa questões que se distanciem de estigmas socialmente construídos.
  • Valorização do pensamento, criatividade, expressão, opinião, interações e brincadeiras, favorecendo a imersão das crianças nas diferentes linguagens e o progressivo domínio por elas de vários gêneros e formas de expressão: gestual, verbal, cênica, plástica, dramática, circense, musical, audiovisual e outros.
Share

Comunicado de suspensão temporária no atendimento da RRNE/MinC

rrne_mosaic

Informamos que, em decorrência de problemas técnicos com o sistema elétrico desta Representação Regional Nordeste do Ministério da Cultura (RRNE/MinC), o atendimento na sede está temporariamente inativo. Sendo assim, quaisquer informações poderão ser atendidas através do endereço eletrônico nordeste@cultura.gov.br. O novo logradouro provisório da Regional será divulgado em breve. Pedimos a compreensão de todos.

Assessoria de Comunicação

Share

Rede Nordeste do Livro, Leitura e Literatura prepara videoconferência

Uma videoconferência será realizada na quinta-feira (13/11) – das 14h às 17h – a qual pretende reunir as cadeias do setor de LLLB da região Nordeste, colocando em pauta os assuntos importantes relacionados ao setor, como: Informes Gerais e da DLLLB; Prestação de contas dos membros do Nordeste no Colegiado Setorial do Livro, Leitura e Literatura e no Conselho Nacional de Políticas Culturais; Informes e discussão da eleição para o Colegiado Setorial do Livro, Leitura e Literatura, que irá acontecer no primeiro semestre de 2015; VI Fórum da RNELLL, que acontecerá na XI Bienal Internacional do Livro do Ceará em dezembro/2014; do Espaço Coletivo da RNELLL para a exposição de pequenas e médias editoras durante a XI Bienal Internacional do Livro do Ceará; além de discussões sobre a participação da RNELLL em Feiras, Bienais e Eventos Literários no Nordeste.

O encontro acontece nas salas do Banco do Nordeste (BNB) das capitais da região (ver os endereços abaixo) e está sendo mobilizado pela Rede Nordeste do Livro, da Leitura e da Literatura (RNELLL) e as Representações Regionais Nordeste (RRNE/MinC) e Bahia/Sergipe (BA-SE/MinC) do Ministério da Cultura.

Os escritores, livreiros, editores, gráficos, capistas, tradutores, bibliotecários, mediadores de leitura, ilustradores, gestores estaduais e municipais e demais interessados em participar da videoconferência devem enviar um e-mail para roberto.minc@gmail.com até às 12h do dia 12 de novembro, informando o seu nome completo, RG ou CPF e a cidade.

SERVIÇO

Videoconferência da Rede Nordeste do Livro, da Leitura e da Literatura (RNELLL)

13 de novembro, 14h às 17h

Endereço das Salas de Videoconferência do Banco do Nordeste (BNB) –

ALAGOAS  | Maceió

  1. da Alegria, 407 – Centro

BAHIA  | Salvador

Av. Manoel Dias da Silva, 2450 – Pituba

CEARÁ | Fortaleza

Av. Dr. Silas Munguba, 5700 – Passaré

MARANHÃO | São Luís

Av. Colares Moreira, Quadra 100/Lote 04, Edf. Expresso XXI – Bairro Renascença

 PARAÍBA | João Pessoa

Av. Pres. Epitácio Pessoa, 1251 – 12º Andar – Edf. Empresarial Epitácio Pessoa , Bairro dos Estados

PERNAMBUCO |Recife

Av. Conde da Boa Vista, 800 – 2º Andar – Edf. Apolônio Sales , Bairro da Boa Vista

PIAUÍ – Teresina

  1. Rui Barbosa, 163 – Centro

RIO GRANDE DO NORTE | Natal

Av. Antônio Basílio, 3006. Ed. Lagoa Center,Lj 35C/ Lagoa Nova

SERGIPE | Aracaju

  1. Itabaianinha, 44 – 3º Andar – Centro

TEXTO: Camila Magalhães : AsCom/MinC

Share

Funarte realiza oficinas de capacitação em fotografia digital na UFPE, em Recife

De 20 a 24 de outubro, a Fundação Nacional de Artes (Funarte) realiza, em parceria com o Laboratório de Tecnologia do Conhecimento – Liber, da Universidade Federal de Pernambuco, três oficinas de capacitação na área de preservação, impressão e fluxo de imagens digitais, no Recife. Promovidos pelo Centro de Conservação e Preservação Fotográfica (CCPF) da instituição, os cursos ocorrerão  na UFPE, no Laboratório Liber, Biblioteca Central, Recife. Participam da abertura no dia 20 de outubro, o representante da Funarte Nordeste, Naldinho Freire e o chefe-substituto da Representação Regional Nordeste do Ministério da Cultura (RRNE/MinC).

Confira abaixo a programação e inscreva-se:

Oficina 1 [LOTADA | Máximo de 25 participantes] – “O Fluxo de Trabalho com o Lightroom e as Boas Práticas da Fotografia Digital, da Captura em RAW ao Arquivamento” – com o Professor Marcos Issa
Dia 20/10 (08h às 13h, 14h às 19h): O Lightroom e gerenciamento de imagens; Estudos de caso – reuniões individuais com os alunos
Dia 21/10 (08h às 13h, 14h às 19h): Fluxos de trabalho – da ingestão, tratamento ao arquivamento; Estudos de caso – reuniões individuais com os alunos
Dia 22/10, (08h às 12h): Discussões e dúvidas
Carga horária: 24 horas de trabalho
Número de participantes: 25

Oficina 2 [INSCRIÇÕES ABERTAS – Máximo de 40 participantes] – Preservação de Fotografias Digitais, Professores Millard Wesley Long Schisler e Marcos Issa
Dia 22/10, (13h às 21h): Proporcionar uma ampla visão do que significa pensar e praticar a preservação de fotografias digitais
Carga horária: 8 horas de trabalho (4 horas de aula, na parte da tarde, ministradas em conjunto pelos professores Marcos Issa e Millard Schisler, com o intercâmbio de experiências e debate; e 4 horas sob responsabilidade de Millard Schisler)
Número de participantes: 40

Oficina 3 [LOTADA – Máximo de 14 participantes] – Impressão de Fotografias Digitais”, com o Professor Millard Schisler
Dia 23/10 (08h às 13h, 14h às 19h): Impressão em pigmento mineral teoria e prática: tratamento de imagens, preparo para impressão, testes de impressão, gerenciamento de cores, espaço de cor
Dia 24/10 (08h às 13h, 14h às 19h): Impressão em pigmento mineral teoria e prática: aguçamento da imagem, resolução e interpolação, preservação, montagem e guarda
Carga horária: 20 horas de trabalho
Número de participantes: 14

Local: Universidade Federal de Pernambuco, no Laboratório Liber – Biblioteca Central
Av. Rto. Joaquim Amazonas – Cidade Universitária – Recife – PE

Mais informações:
Laboratório Liber/Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
sec.liber@gmail.com ou (81) 2126.7726

Share

Sala Nordeste recebe exposição Edifício Recife, a partir do dia 17 de outubro

Com abertura no dia 17 de outubro, às 19h, a Sala Nordeste  da Funarte – localizada na sede da Representação Regional Nordeste do MinC em Recife (PE) expõe a mostra de arte e pesquisa Edifício Recife. A exposição é iniciada pelos artistas Bárbara Wagner e Benjamin de Búrca a partir da lei municipal 7427, que exige que todos os edifícios com mais de 1.000 m2 de área construída na cidade do Recife comissionem para sua entrada uma escultura a um artista pernambucano. A exposição ficará aberta até 28 de novembro, de segunda a sexta, das 10h às 18h.

DESENHO CANTEIRO_03Criada em 1961 por Abelardo da Hora, a lei foi responsável por uma proliferação de encomendas que ilustram as contradições da cidade: são públicas, porém restritas às grades dos condomínios; privilegiam artistas locais, mas pagam tributo a estrangeirismos; estão espalhadas em grande parte no perímetro urbano e, apesar de caírem no gosto da população, nem sempre têm representatividade ou vigor estético.

A primeira fase do projeto aborda o ecletismo dessas esculturas por meio de uma catalogação Edificede fotografias e textos que acabam por testemunhar o processo de urbanização acelerada do Recife. Em ‘Edifício Recife’, cada uma das 66 imagens vem acompanhada do depoimento do porteiro dos edifícios, que não somente toma conta do prédio mas da ‘obra de arte’ da qual se torna o principal fruidor e especialista. Os fragmentos transcritos atestam o espanto desses conservadores amadores, na sua tentativa de elaborar um discurso para dar sentido a uma obra. Em geral uniformizados, esses personagens aparecem na série de retratos ‘Porteiros’ no interior do espaço constrito da portaria ou cabine de segurança, visíveis apenas através do vidro que os isola do ambiente externo ou pelas aberturas de comportas e janelas pelas quais observam o seu entorno.

A segunda fase da pesquisa trata da aplicação da lei nos dias de hoje. Como parte da programação, uma chamada aberta para o ‘Concurso de esculturas para o Novo Recife’ convida o público a submeter sugestões de esculturas para a fachada dos 12 prédios do maior empreendimento imobiliário a ser construído na cidade nos últimos anos. No espaço da exposição, tanto o edital do concurso como uma versão do Novo Recife criada pelo pedreiro, marceneiro e artista Antônio Paulo (Orobó, 1955) orientam os participantes a utilizar cadernos de desenho e deixarem suas contribuições.

Com atenção à estética da arquitetura renderizada aplicada ao contexto do Nordeste, a terceira EDIFICIO RECIFE ESCULTURAS_01fase da pesquisa observa a relação entre texto e imagem utilizada na promocão de projetos imobiliários ainda em construção na região Nordeste. Como uma video-colagem, ‘Desenho/Canteiro’ estuda o vocabulário de aparências e slogans empregados na venda de empreendimentos privados regidos pela lógica da exclusividade e da exclusão. Quando o desenho se torna mais visível do que o canteiro, a representação se impõe ao que é vivido, submetendo a experiência real ao espetáculo como nova forma de dominação.

Saiba mais através do site www.edificiorecife.org e e-mail concurso.edificiorecife@gmail.com

SOBRE OS ARTISTAS

Bárbara Wagner (Brasília, 1980) e Benjamin de Búrca (Munique, 1975) fazem uso de narrativas documentais – tais como video-entrevistas e foto-pequisas – a fim de observar as diferentes relaçoes entre ‘tradiçao’ e ‘progresso’ em economias emergentes. Trabalhando em colaboraçao desde 2011, Wagner/de Búrca participaram do 33o. Panorama de Arte Brasileira no Museu de Arte Moderna de São Paulo, da 4a. Bienal de Arte Contemporânea do Oceano Índico, da 36a. Bienal da Irlanda e do 6o. Festival de Arte Contemporânea da Letônia. Em 2014, Edifício Recife foi nomeado para o Berlin Art Prize. Wagner/de Búrca vivem entre Recife e Berlim.

SERVIÇO

EDIFÍCIO RECIFE – Mostra de Arte e Pesquisa iniciada por Bárbara Wagner e Benjamin de Búrca
Abertura no dia 17 de outubro, às 19h | Exposição aberta de segunda a sexta, das 10h às 18h, até o dia 28 de novembro.
Local: Sala Nordeste da Funarte – Sede da Representação Regional Nordeste do Ministério da Cultura. Rua do Bom Jesus, 237 – Bairro do Recife, Recife (PE)

TEXTO

Camila Magalhães | AsCom RRNE/MinC com informações da assessoria

Share