A relação entre Marketing e Empreendedorismo

palestra-empresarial-300x137

Empreender é o processo de criar algo diferente e com valor, dedicando tempo e o esforço necessários, assumindo os riscos financeiros, psicológicos e sociais correspondentes e recebendo as consequentes recompensas da satisfação econômica e pessoal’’.

Quem não é visto, não é lembrado. E quem não é lembrado não conquista o consumidor – e, portanto, não vende. E é aí que entra o marketing e suas contribuições no empreendedorismo.

 

Contribuições comprovadas

Uma pesquisa realizada na Europa, avaliou 42 empresas e concluiu que as que, ao longo deste período, conseguiram sobreviver e por vezes prosperar, foram aquelas consideradas como “orientadas para o mercado”, ou seja, utilizavam-se das práticas, conceitos e ferramentas do marketing.

Muitas pessoas associam o Marketing a Publicidade ou Vendas. No entanto estas são apenas duas das suas muitas funções, e nem sempre as mais importantes. O marketing na verdade pode ser considerado como a entrega de satisfação ao consumidor (satisfação das necessidades do cliente), sob a forma de lucro.

Em um exemplo simples: podemos pensar que a venda ocorre apenas depois do produto ser produzido, enquanto que o marketing inicia seus trabalhos muito antes da empresa ter um produto e isso inclui a fase de detecção de necessidades e a sua transformação em oportunidades. Assim, ele se permeia ao longo da vida desse produto, conquistando novos clientes, melhorando o aspecto e performance da marca e aprendendo com os resultados das vendas já realizadas.

Portanto, podemos entender que toda a atividade empreendedora, seja na criação de empresas, lançamento de novos produtos ou serviços ou ainda a expansão e internacionalização de empresas, é um processo constituído por cinco fases, que são eles: Cultura Empreendedora; Ideia; Projeto; Recursos; Startup. E o marketing está ligado a todas as fases desse processo, já que cabe a ele o papel de realizar análises de mercado e avaliar se as ideias são realmente oportunidades.

Agora, vamos lá, mãos à obra! Acreditando que o Marketing pode ser vital na estruturação da ideia, do negócio, e principalmente da rentabilidade das organizações.

Fonte: ecommercenews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*