Boletim Informativo do I Encontro Nacional da Mulher Negra

Será disponibilizado nesta postagem a primeira e segunda edição, que se encontra incompleta, do boletim informativo do I Encontro Nacional da Mulher Negra (IENMN). Esse encontro foi realizado na cidade do Rio de Janeiro e tinha como objetivo reunir mulheres negras de todo o Brasil para discutir questões sobre a desigualdade racial e de gênero.

  • Boletim Informativo do I Encontro Nacional da Mulher Negra – Ano I – Nº1 – Setembro de 1988.

A primeira edição do boletim sobre o I Encontro Nacional da Mulher Negra traz informações sobre o evento e suas propostas. Em sua primeira página o boletim apresenta as informações em destaque nesta edição e convida as mulheres para participarem do evento.

Em seu editorial, na segunda página, o boletim reflete sobre a necessidade da criação deste evento e quais são os objetivos que devem ser alcançados. Através do editorial o boletim procura deixar claro também que ao discutir desigualdade racial e de gênero o Encontro não deseja dividir os movimentos sociais, mas criar “suas próprias referências”. Ainda nesta página é apresentado o expediente, com informações sobre a comissão do boletim, composta por Sandra Helena Torres Bello e Neli Adelaide Gonçalves, e a colaboração de Agnes Rodrigues, Judith Rosário e Maria José Lima.

O boletim traz algumas informações sobre a realização de seminários e reuniões de mulheres negras pelo Brasil. Ainda na segunda página, recebe destaque o seminário “Mulher Negra Cem Anos Depois” que aconteceu na cidade de Salvador, na Bahia. Este evento foi organizado pela entidade União de Mulheres do Nordeste de Amaralina” e contou com a participação de 700 mulheres.

A terceira página destaca as informações relativas ao Encontro, seus objetivos, sua organização com painéis, debates, oficinas, salas de conversa, etc. A página seguinte contém os detalhes sobre o critério de participação deste I Encontro, com a presença de entidades e a não participação de homens no evento.

Esta edição possui ainda dois encartes com informações sobre o Encontro e os temas que serão debatidos, entre eles, a questão da esterilização de mulheres de baixa renda, visto pelos Movimentos Negros como prática de extermínio da população negra. Pode-se destacar outras informações sobre eventos e reuniões realizadas para definir os detalhes do Encontro, como os estados que irão participar da discussão, a comissão executiva e a coluna “Aconteceu… acontecendo”, com notícias de eventos, festas e concursos.

Nº1:

  • I Encontro Nacional da Mulher Negra – Ano I – Nº2 – Novembro de 1988

Esta edição foi publicada em novembro de 1988 com o objetivo de divulgar notícias acerca do Encontro, que se realizaria na cidade de Valença, no Rio de Janeiro. No Editorial são fornecidas informações como a data do evento, a localização, documentos necessários dos militantes, além de notas sobre como chegar ao local e sobre os ônibus organizados para o evento.

  Na página dois o boletim traz um texto, escrito por Judite do Rosário e Vania Sant Anna, sobre a participação das mulheres no Encontro. Esta página contém ainda informações sobre o Seminário Estadual da Mulher Negra do Rio de Janeiro, que aconteceu em 9 de novembro de 1988. O seminário teve a participação de 90 mulheres e 44 foram escolhidas como delegadas. Foram discutidos vários temas como a mulher negra e a educação, sexualidade, violência contra a mulher, entre outros. É citado também, por Judite do Rosário, o Encontro Estadual no Paraná, realizado na cidade de Curitiba nos dias 6 e 7 de agosto deste mesmo ano.

Por fim, o boletim apresenta uma matéria sobre a situação da comunidade Calunga, que é uma comunidade negra, localizada no estado de Goiás, que estava sofrendo com o processo de construção de uma hidrelétrica na região. Segundo o jornal, “em consequência da política racista e segregacionista que se pratica contra a população negra brasileira há quase 500 anos”. O artigo destaca que várias entidades se uniram na luta contra essa situação. O texto é de Sandra Bello.

Nº2:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*