Começando pelas pontas ;)

Galera no I Encontro Presencial do Telecentros.BR Pólo Norte/UPFA que rolou no Acre

Depois de anos trabalhando com inclusão digital, cultura digital e software livre, depois de várias experiências e vivências por todo o Brasil, chegamos ao ACRE, e como os caminhos das redes são diversos o improvável vira provável e até acontece. Nos dias 06 ao dia 10 de julho graças a uma parceria entre a Universidade Federal do Pará (Faculdade de Ciência da Computação e Ciência da Educação), que coordena a formação dos monitores e tutores do Programa Telecentros.BR na região norte, e o Coletivo Puraqué grupo de ativistas de cultura digital e software livre, com sede em Santarém-PA, que atua na região Amazônica, foi realizado o I Encontro Presencial dos Monitores do Telecentros.BR na cidade de Rio Branco.

Foram várias reuniões a distância, com vários debates sobre a metodolgia a ser utilizada, discussões sobre que oficinas seriam feitas, “desconfiança” de ambas as partes, termos acadêmicos e da cultura digital, metareciclagem e formação em manutenção de computadores, empreendedorismo e economia solidária, enfim antes de se iniciar a formação dos monitores foi preciso afinar o discurso, despir-se dos preconceitos, estar aberto para a construção coletiva de uma metodologia colaborativa e livre, entender o por que de usar software livre, compreender o que é ética hacker, entender a importância da sistematização metodológica e a necessidade da avaliação a cada passo do processo. Ainda se está em um processo de aproximação, mas muito se avançou. E chegou-se a um consenso sobre como seriam esses 4 dias de encontro. A participação do professor João Weyl e do professor Ronaldo Lima foram fundamentais para que esta parceria se estabelecesse, cremos que o respeito de ambas as partes tem contribuido para que algo novo aconteça, fazendo com que esse remixe da academia e os movimentos de cultura digital espalhados pelo país possam trabalhar juntos a fim de fazer com que o povo possa realmente se apropriar dos meios de comunicação digital e melhorar a vida.

A dinâmica do encontro baseou-se nos Encontros de Conhecimentos Livres que o Coletivo Puraqué já realiza com a participação de monitores, tutores e supervisores além de professores da rede pública estadual do estado do Acre. Foram realizadas rodas de conversa sobre cultura digital e ética hacker, economia solidária e projetos comunitários, além das oficinas de cineclubismo, metareciclagem, áudio, blogs e redes sociais digitais. Foi muito boa a participação dos monitores a interação de todas as pessoas que estiveram no encontro, mais do que a formação o mais bacana foi as relações que a partir deste encontro se estabeleceram e estão sendo decantadas a distância pela rede. Só que a partir de agora um sabendo como é o sorriso, os talentos, afeto, o calor e o cheiro um do outro. Que a rede de formação cresça e que a partilha de conhecimentos entre a universidade e os coletivos de cultura digital seja fecunda.

Quem também esteve participando do encontro foi a Secretária Nacional de Inclusão Digital Lygia Puppato que falou sobre a importância do Programa Telecentros.BR, e confirmou presença no FASOL (Fórum Amazônico de Software Livre) que vai acontecer de 31 de agosto a 3 de setembro ainda este ano.

E preparem-se temos uma turma nova chegando, uma garotada de 16 a 19 anos do Acre e de Rondônia que tem muito a contribuir nesse processo de construção de um mundo melhor, utilizando as ferramentas de comunicação digital como instrumentos de transformação social, quem quiser conhecer mais http://culturadigital.br/monitorestelecentrosbr/ , pois é nas pontas as parcerias institucionais já estão rolando hehe!!!

Abraço,
@coletivopuraque
@ogama

Fotos do encontro aqui:
http://www.flickr.com/photos/telecentrosbr/sets/72157627028496257/
http://www.facebook.com/media/set/?set=a.207398435972954.51316.100001083987364

About the Author

Foto de perfil de Jader Gama