Archive for abril de 2012

Tropifagia

Filmado e Editado por Nina La Croix. Estas são Pílulas audiovisuais tropifágicas sobre o processo de composição dos materiais criativos ( áudio, vídeo e site). Citações Musicais: Preta Pretinha ( Luiz Galvão e Moraes Moreira)) e Yemanjá ( Rafael Pondé_ Roberto Leite e Tico Marcos).

[youtube sEdeye-cM8Y]

[vimeo 40398615]

[vimeo 40768849]

Nenhum comentário.

Pontões de Cultura Digital no Redesenho do Programa Cultura Viva – parte 1

Via Pontão Ganesha.

O encontro foi realizado na sede do Instituto de Pesquisa Econômica Avançada (IPEA) e contou com a participação de Thiago Skárnio, coordenador do Pontão Ganesha de Cultura Digital, Pedro Jatobá e Felipe Cabral, dos Pontões iteia e Nós Digitais,  além da Fio Cruz e das Secretarias de Cidadania e Diversidade Cultural e de Políticas Culturais.

Felipe Cabral (Nós Digitais) fez um relato detalhado de várias ações de mapeamento desenvolvidas ao longo do programa Cultura Viva desde a sua criação, citando exemplos como o Mapa da Rede e o cadastro desenvolvido pela Casa dos Meninos. Pedro Jatobá (iteia), apresentou as ações desenvolvidas em torno do portal de acervos Iteia, um repositório de imagens, áudios e vídeos realizados por Pontos de Cultura de todo o país.

Durante o encontro, Skárnio falou a respeito da atuação do Pontão e destacou as atividades desenvolvidas, com destaque, no último ano, para as vistas aos Pontos de Cultura catarinenses, que resultaram em um cadastro completo das entidades, na interlocução entre os pontos de todo o estado e na atualização diária do blog dos Pontos SC. O blog é um espaço coletivo, que apresenta textos, imagens e vídeos relacionados às atividades e programação dos pontos que atuam no estado.

O encontro também foi uma oportunidade de debate sobre o Sistema Nacional de Informações e Indicadores Culturais (SNIIC). Evaristo Nunes, da Secretaria de Políticas Culturais (SPC), fez um relato sobre o atual estágio do sistema e as alternativas futuras de integração com os mapeamentos existentes. “O nosso desafio é integrar um dado que já existe e fazê-lo conversar com os dados de toda a cultura brasileira: fazer o Ponto de Cultura conversar com o Teatro, com o Cinema, etc”, afirmou Nunes. Para ele, a maior dificuldade não reside na conexão dos dados, mas sim no uso desses dados de uma forma simples e clara. “O desafio não é o da integração, mas sim do uso”, acrescentou.

De acordo com Skárnio, a troca de experiências e a realização de um trabalho unificado em relação ao mapeamento de pontos de cultura de todo o País é de fundamental importância nesse momento em que se discute o redesenho e as novas alternativas do Cultura Viva. Trata-se de uma prática que facilitaria o acesso – inclusive à Secretaria de Cidadania Cultural SCC/MinC – a uma série de informações que permitem o acompanhamento, monitoramento e avaliação das atividades que constam no plano de trabalho dos pontos e pontões conveniados.

“Existem muitas iniciativas de mapeamento e bancos de dados espalhados na rede que precisam se atualizados, integrados e otimizados. As ações em torno desde grupo objetivam dar conta dessa demanda através de soluções simples, como o openid entre as plataformas existentes”, explicou Skárnio.

O mapeamento apresentado pelo Pontão Ganesha – que compreende no georreferenciamento dos pontos, visitas in loco, cadastros atualizados, blog comum, entre outras atividades – serviu como referência para apontar um possível caminho de atuação para os pontões.

Valéria Labrea, pesquisadora do IPEA, reforçou a importância do trabalho que vem sendo desenvolvido. “Precisamos de informações: saber quem são, onde estão e o que os Pontos estão fazendo. Essa é a nossa principal demanda e o resto deriva daí. O espaço de acervo é fundamental para registro da memória e experiência do Programa, e a conversa entre os sistemas ajuda nisso”, explicou.

De acordo com Antônia Rangel, Coordenadora-Geral de Mobilização e Articulação em Rede da SCC/MinC e integrante do GT de Redesenho, o encontro da última semana foi muito produtivo. “Os relatos e dados nos deixaram atualizados em relação à riqueza do que existe hoje na rede dos Pontos de Cultura, e essas informações nos ajudarão tanto no desenvolvimento de um sistema de monitoramento e acompanhamento das ações quanto no próprio redesenho do Programa Cultura Viva”, concluiu.

Nenhum comentário.

Carro Movido a Ar Comprimido

O pensamento e a reflexão radical sobre os rumos climáticos e econômicos que nossa civilização tem empregado cotidianamente em seus modos de viver pode produzir invenções tecnológicas sem precedentes nesse inicio de século. Carros Movidos a ar comprimido, por exemplo, então entre os inventos tecnológicos mais surpreendentes de um mundo novo possível.

Para ilustrar, segue um video-documentário elaborado pelo Discovery Channel sobre as tecnologias de carros movidos a ar comprimido e seus motores. Primeiro são mostrados os carros do Guy Negre e seu motor a pistão. http://www.catvolution.com/ Depois o motor rotativo do Angelo Di Pietro. http://www.engineair.com.au

[youtube tU4oF-7rGrg]

1 Comentário

Software público completa 5 anos com licitação nacional e desdém do setor privado

Escrito por Luís Osvaldo Grossmann, Convergência Digital, quinta-feira, 12 de abril de 2012
Sex, 13 de Abril de 2012 00:14

O governo festejou nesta quinta-feira, 12/4, cinco anos de implantação do Portal do Software Público – página onde podem ser baixados, gratuitamente, aplicativos em plataforma aberta, principalmente relacionados à e-gov – mas não só. O Ginga, único sistema operacional compatível com todos os padrões de TV Digital, também está lá.

Além da marca de 56 aplicativos disponíveis – quando lançado, em 2007, havia apenas um, o Cacic, que faz diagnóstico do parque computacional – a Secretaria de Logística e TI do Planejamento prepara a primeira licitação nacional para implantação dos programas em municípios brasileiros.

Leia o resto desse post »

Nenhum comentário.

Pular para a barra de ferramentas