O Dia Que Contra-Atacamos: Um Chamado à Comunidade Internacional pra Lutar Contra a Vigilância em Massa


bannercontraataque

As revelações do whisttleblower Edward Snowden nos forneceram detalhes perturbadores e a confirmação de alguns dos nossos piores temores sobre as práticas de espionagem da NSA e de seus parceiros. Juntamente com agências parceiras de pelo menos cinco países de língua inglesa (Os Five Eyes), a NSA têm construído uma infraestrutura de vigilância global para “dominar a internet”. Com acordos sigilosos, operam à margem do Estado de Direito para varrer o conteúdo de comunicações eletrônicas em todo o mundo, no Brasil, inclusive. Entre muitas outras práticas, estão minando os padrões básicos de criptografia, espalhando malwares em computadores e ameaçando a própria espinha dorsal da Internet para recolher informações em massa de milhões de pessoas que nem são suspeitas de nenhum crime.

Mas não vamos deixar que a NSA e os seus cinco aliados arruinarem a Internet. E, pensando no contexto Brasileiro, também não vamos deixar que violações ao direito à privacidade e práticas de vigilância na rede ameacem protestos e manifestações legítimas de liberdade de expressão.

O dia 11 de fevereiro, será o Dia Que Contra-atacamos, e em um movimento global vamos exigir um fim à vigilância em massa feita por qualquer país, em qualquer estado, independente de fronteiras ou políticas.

Nós podemos definir uma data, mas precisamos de todos vocês, usuários da Internet, para fazer disso um movimento. Os protestos contra a SOPA e o ACTA foram bem sucedidos, porque todos participamos, e como Aaron Swartz colocou:

“Durante os protestos contra o SOPA e PIPA, fomos o herói de nossa própria história”

Chegou a hora mais uma vez de defendermos nossos direitos usando a rede.

Assine, compartilhe e divulgue: http://www.antivigilancia.tk/wiki/o_dia_que_contra-atacamos/inicio

  1. Nenhum comentário ainda.
(não será publicado)
*


Pular para a barra de ferramentas