Posts Tagged culturadigitalbr

Dias 13 e 14 de Outubro em São Paulo: I Fórum da Internet no Brasil


I Fórum da Internet no Brasil - 13-14 de outubro - SP

O I Fórum da Internet no Brasil, promovido pelo Comitê Gestor da Internet,  visa reunir representantes da comunidade acadêmica, do terceiro setor,  do segmento empresarial e do governo para discutir os desafios atuais e futuros da Internet.

Obedecendo seu modelo multissetorial de governança da Internet, o CGI.br pretende com isso, incentivar que os principais representantes destes setores acompanhem e opinem sobre os temas e questões mais relevantes para a consolidação e expansão da Internet no Brasil.

Nenhum comentário.

PARTICIPE: Carta Aberta à Presidente Dilma Roussef e à Ministra da Cultura Ana Buarque de Hollanda

Produtores, gestores, artistas e ativistas publicaram na internet uma carta à Presidente Dilma Roussef e à Ministra da Cultura Ana Buarque de Hollanda.

Além de dar as boas-vindas à Ministra, o documento registra as expectativas e pautas relativas à formulação de politicas públicas para a cultura.

O texto completo encontra-se no endereço eletrônico: http://culturadigital.br/cartaaberta
O documento está aberto para a adesão de todos os cidadãos que concordarem com o seu conteúdo.

, , , ,

Nenhum comentário.

Cultura Digital – Movimento 2.0

Durante o 2º Fórum da Cultura Digital Brasileira, evento acontecido entre os dias 14 e 17 de Novembro em São Paulo com objetivo de dar visibilidade às diferentes comunidades de práticas e interesses que se organizaram na web ao longo do ano de 2010, vários debates fomentaram e apimentaram as discussões em torno da interface entre Cultura Digital, Pontões de Cultura e Sustentabilidade. Mediante essa efervescência de idéias, um pequeno documentário, que conta com depoimentos de ciberativistas e produtores culturais de vários estados, foi produzido.

O fio condutor do audiovisual foi o lançamento do “Movimento Cultura Digital”, uma iniciativa dos representantes dos Pontões de Cultura Digital para o fortalecimento da rede de forma sustentável. Os Pontões são convênios entre o Ministério da Cultura e entidades da sociedade civil organizada  para articular a rede de Pontos de Cultura no Brasil.

Além da participação especial de  Rafael Pascoal Neto, o vídeo registra a apresentação do site http://linhadotempo.culturadigital.org.br por Leo Germani e Ricardo Ruiz, momento utilizado para a contextualização da Cultura Digital no país.

O documentário experimental Cultura Digital: Movimento 2.0 é uma produção do Pontão Ganesha e da Alquimídia.org, editado com software livre, lançado e disponibilizado (sob licença Creative Commons) em alta resolução na TV  Software Livre.

Assista e baixe nos sites:

http://pontaoganesha.org.br
http://tv.softwarelivre.org

Requisições técnicas:

O vídeo é compatível com Firefox 3.5, Chrome 4.x e Opera 10.x usando HTML5 ou Internet Explorer utilizando plugin Java.

Ou assista aqui:

[youtube TN-EwJVilUU]

[youtube g3ra_I_PqHI]

[youtube Y4YNMVkkFJw]

Entrevistados:

Daniel Marostegan – Pontão Nós Digitais

Felipe Cabral – Pontão Nós Digitais

Adriano Belisário – Pontão da ECO

Fred Maia – Ministério da Cultura

Alfredo Manevy – Ministério da Cultura

Zonda Bez – http://meadiciona.com/zondabez

Uirá Porã – http://culturadigital.br/members/uira

Fabiana Goa – Pontão JuntaDados

Stela Cabral –  Pontão Setecidades

Rodrigo Savazoni – Casa da Cultura Digital

Claudio Prado – Laboratório Brasileiro de Cultura Digital

Fabricio Solagna – Pontão Minuano

Thiago Skárnio – Pontão Ganesha

José Murilo – Ministério da Cultura

Jader Gama – Coletivo Puraqué

Outras informações:

http://culturadigital.br/movimento
http://ganesha.org.br

Baixe no Estúdio Livre:

1 – http://estudiolivre.org/el-gallery_view.php?arquivoId=8278
2 – http://estudiolivre.org/el-gallery_view.php?arquivoId=8281
3 – http://estudiolivre.org/el-gallery_view.php?arquivoId=8282

,

1 Comentário

CARTA ABERTA DOS PONTÕES – EDITAL 2007

Brasil, 01 de dezembro de 2010

Ao
Exmo. Senhor
JUCA FERREIRA
Ministro da Cultura

Vimos por meio desta pedir esclarecimentos oficiais e urgentes ao Ministério da Cultura, sobre os processos que estão em tramitação referentes aos aditamentos de convênio ou novos convênios dos Pontões selecionados no edital público n° 02 de 04 de Julho de 2007.

O referido edital selecionou 48 pontões espalhados pelo Brasil comprometidos com a disseminação do Programa Cultura Viva e com a articulação dos pontos de cultura em suas referentes áreas de abrangência.

O Termo de Convênio firmado era da execução das atividades durante o período de um ano, sendo que o mesmo previa a possibilidade de aditamento do convênio por mais dois anos, com base nos mesmos valores aprovados para o primeiro ano.

Os Pontões assinaram e executaram suas ações referentes ao primeiro ano de convênio. Foram informados, ainda com o processo em andamento, que o Ministério pretendia realizar o aditamento e que para tal deveriam encaminhar até dois meses antes do prazo de finalização do Convênio diversos documentos entre os quais uma prestação de contas parcial. Tudo encaminhado, os processos de aditamento tramitaram até que a consultoria jurídica do MinC questionou tal procedimento – o aditamento – por falta de bases legais que o sustentasse, já que os prazos dos convênios em questão já estavam finalizados, e indicou que o caminho seria a celebração de novos convênios. Pois bem, com os processos já tramitando há meses toda a estratégia foi colocada em cheque e uma nova tramitação passou a ocorrer, muitos meses decorreram desde então e até o momento não existe uma ação clara do MinC que aponte a solução para tais processos.

A falta de uma comunicação clara e o tratamento no varejo dos processos, sempre atrelados a um alto nível de pessoalidade nas tramitações, assim como a constante troca de quadros técnicos dentro da SCC, construiram um enorme desgaste na relação dos pontões com o MinC, sem contar os altos níveis de constrangimento e descrédito, e as perdas morais e materiais que os trabalhos que vinham sendo desenvolvidos sofreram durante esse longo período.

De forma coletiva os Pontões abaixo assinados vem cobrar uma ação emergencial do MinC para a solução de tal imbróglio jurídico em que nos vemos envolvidos, no qual as responsabilidades cabem única e exclusivamente aos diversos erros cometidos por setores do próprio ministério, e que tem como resultado o atravancamento e a consolidação de diversos gargalos para a ampliação e estruturação da rede de pontos de cultura em todo o Brasil.

Sem mais para o momento.

Att

Assinam:

Pontão Nós Digitais
Pontão Juntadados
Pontão de Cultura Minuano
Pontão Coletivo Digital
Pontão Ganesha
Pontão CDTL
Pontão Eletrocoperativa
Pontão Circo Voador
Pontão Ação Cultural em Rede
Pontão Esperança da Terra
Pontão ExtraConexão – UFBA
Pontão de Cultura da UFSC
Pontão de Cultura Guaicuru
Pontão de Cultura Digital da ECO/UFRJ (Estação Digital UFRJ)


DOWNLOAD DA CARTA COM
A SITUAÇÃO DETALHADA DE CADA PONTÃO

, ,

5 Comentários

Um Movimento Autônomo para a Cultura Digital

Muitos ativistas, Pontos e Pontões de Cultura Digital reuniram-se no dia 16 de Novembro de 2010 no Fórum da Cultura Digital para tratar de questões como o relacionamento e as propostas do próximo mandato federal para o setor e o planejamento de ações autônomas.

Entre os encaminhamentos, a criação de um (ou seria mais um?) Movimento Autônomo de Cultura Digital foi aprovada.

Todos os interessados no fomento e articulação deste movimento estão convidados a se conectar!

Nenhum comentário.

Relatoria Compartilhada – Reunião do dia 16/11/2010 no Fórum da Cultura Digital

Proposta para Reunião de Pontos e Pontões
Fórum Internacional da Cultura Digital Br 2010
Datas e horários:
16/11, das 11h às 13h
Pautas:
  • Pesquisa e Sistematização dos Pontos de cultura
  • >>Infra -estrutura e administração dos recursos (máquinas, bandas, etc) participação mais efetiva na RDSL.
  • Formação  (ampliando as temáticas da cultura digital do minc, rede de telecentros, parceria entre ministérios)
  • >> Rumos e políticas de Cultura Digital no novo governo;
>> o que queremos do governo
a) Governança e formulação da política de Cultura Digital no Ministério da Cultura: assento e representação  da CD no Conselho Nacional de Políticas Culturais (CNPC)[1], formulação de um plano setorial mediante fundo de equalização destinado à cultura digital[2]
+ formação continuada em software livre e  acompanhamento dasa redes estaduais de pontos de cultura + ver TODAS AS CARTAS AO GOVERNO ATÉ AGORA + continuidade? – reformulação do espaço institucional para a cultura digital dentro do governo (SCC + SPC)
>> o que estamos e podemos fazer de forma independente
rede de servidores livres
enquanto movimento político de cultura digital, levar esta pauta para al[em da área da cultura
colocar o nosso trabalho na roda e estabelecer uma economia solidaria de fato na rede
contruir um movimento independente do governo, com nossos próprios recursos
ocupar os espaços formalmente constituidos de formulação e participação polític
sencanados”
[1] Com a II CNC, houve um importante desdobramento para nós da Cultura Digital. A pré-conferência setorial de arte digital aprovou uma moção indicando a necessidade de que a Cultura  Digital tivesse assento no CNPC. Esta moção foi aprovada na II CNC. Aqui está o conteúdo da referida moção.http://culturadigital.br/setorialartedigital/2010/03/16/155/ Sobre o CNPC:http://www.cultura.gov.br/cnpc/
== Presenças ==
  • Uirá Porã – MinC
  • Ivana Bentes – Escola de Comunicação da UFRJ, Pontão de Cultura Digital da ECO/UFRJ
  • Fabiana Goa – Ministério do Meio Ambiente  / Pontão Junta Dados
  • Federico Vazquez – Nas ondas do Digital
  • Thiago Skarnio – Tuxaua / Pontão Ganesha / Alquimídia.org
  • Robson Sampaio – Tuxaua
  • Fabrício Solagna – Minuano / ASL
  • Daniel Marostegan e Carneiro – Teia Casa de Criação / Pontão Nós Digitais
  • Felipe Cabral – Teia Casa de Criação / Pontão Nós Digitais
  • Ricardo Ruiz – Tuxaua / Descentro
  • Cleodon Silva – Instituto Lidas / Casa dos Meninos
  • Alcione Carolina – Coord. de Cultura Digital MinC|SPC
  • Stela Cabral -Pontão Setecidades
  • Nádia Prestes – Pontão de Cultura Digital do Circo Voador
  • Francele Cocco – Pontão Convivência e Paz / TV Ovo
  • Lu Cachoeira
  • Zonda – MinC
  • Jader Gama – Puraque
  • Billy Blay – Iteia
  • Mariana Di Stella – Gsac
  • Josiane
  • Luiz Anderson ( Mostrinho) – Pontão Ação Cultural em Rede/ acaocultural.org
  • Relatoria compartilhada:
  • Leitura dos itens de pauta sugeridos: foram aprovados
Pauta 1 – Infra -estrutura e administração  dos recursos (máquinas, bandas, etc) participação mais efetiva na RDSL.
  • Informe sobre a rede de servidores livres:
  • Ontem aconteceu uma conversa longa sobre o estabelecimento/firmamento da RDSL.  Houve uma divisão em dois grupos. O primeiro deles discutiu infra para ser compartilhada e o outro questões relativas à política de uso. A pauta vem pra cá a fim de movimentar a participação dos pontos nessa rede.
  • Começa uma rodada de apresentações sobre possibilidades de serviços que cada pontão pode proporcionar dentro da rede.
  • Fuxu (ASL – Pontão Minuano), apresentou a disponibilidade da ASL em realizar formações em rádio e tv em SL, apresenta também a disponibilidade de uso de seus servidores para hospedar iniciativas afins.
  • Felipe Cabral (Nós Digitais) apresenta a rdsl: servidores tupiniquins para subir conteúdo. Aponta as dimensões dos usos comunitários, abertura dos protocolos, quais as máquinas disponíveis, quais aplicações devem rodar nessa rede.
Fuxu propõe que os pontos digam o que têm a oferecer para rede.
Uirá retoma o apontamento do skárnio, que rolou na lista, indicando que nossa pauta prioritária deveria ser a discussão de governabilidade/governança relativa às políticas de cultura digital para o próximo governo (dilma) ou próxima gestão do minc (com ou sem juca)
Skárnio retoma o cenário de influência política do Fórum, a carta que será construída e entregue ao Juca. Reitera que a pauta deva atender a essas necessidades.
Daniel (Nós Digitais) retoma que a pauta dos projetos vem sendo conversada entre os pontos a tempos, que executaram muito pouco porque os pontões estão sem recursos, que não foram repassados pelo MinC ainda. Reitera que esse momento a conversa deva ser de cunho de articulação e construção política.
Cleodon (SIlva) [Casa dos Meninos] Propõe a questão do reconhecimento inical desse coletivo como grupamento político, sem dependência do reconhecimento externo, do governo.
Felipe faz  a consideração de que “faremos outra carta”? No que isso resultará?
Lu Cachoeira gosta da fala do Cleodon.
Faz uma leitura do comportamento do governo, que vem estimulando a cultura digital via editais e verba para compra de equipamentos, entretanto,
Zonda propõe manifestação coletiva, no ato pela Cultura Digital, dia 17 às 10:00
Robson Sampaio questiona a objetividade de fazer uma carta de reivindicações e aponta a necessidade de um diálogo mais próximo entre ministérios (MinC + MEC + Ciência e Tecnologia)
Ceumar (Ouro Preto) aponta a necessidade de integrar mais a universidade com os Pontos de Cultura
Gama (Puraqué) diz: no fisl o presidente Lula disse que a palavra mais sexy do governo dele era “Inclusão Digital”, eu quero que no governo Dilma a palavra mais sexy seja “Cultura Digital”.
Aponta que a CD não deva ser assunto só pra Cultura, eles estão entrando nas escolas, a cultura digital é também assunto de educação, de outros ministérios como alguém falou anteriormente.
A movimentação deve ser política, e nós – pontos – somos atores principais nisso.
Goa, como vamos nos organizar, para além do MinC, para além dos editais?
Daniel fica feliz porque chegamos na pauta. O que vem sendo feito mais tem amortecido a voz dos pontos do que verdadeiramente empoderando os pontos. O que é o movimento dos pontos de cultura? Um grande pote, que decanta algo, é o que temos aqui. Depois abre mais, mistura mais e mais empatias precisam ser decantadas, um processo que não pára. Vamos sair desse pote. Vamos ficar com o que decantou, as empatias enlaçadas. Gestão compartilhada não tem sido possível, vai pedir informação pro MinC … Precisa ter voz.
“precisamos reestruturar essa estrutura, criando mais pontes, criando uma rede com uma cara que nos atenda de fato”
Skárnio retoma:
– há pontos em comum? quais?
cleodon: aponta a necessidade de nos enxergarmos com movimento, independente do governo.
Alcione propõe, a partir da reflexão de que os pontões são movimento político, um melhor olhar para a entrada da Cultura Digital no CNPC e a disputa por espaço nesse espaço de validação/legitimação.
dependência- independência? interdependência (Zonda)
independência ou morte (cleodon)
totalmente independente (paulo lima)
== Avaliação online – questões para reflexão do quadro de 2010 ==
  • Sistematização do trabalho dos Pontões:
  • Programação do Fórum cd.br 2010:
– Pontões 21:00
Movimento Pela Cultura Digital Livre
Eixos de articulação – Pressupostos Fundamentais
1 – Nos reconhecer como fazedores e reconhecer nossa potência
2 – A partir deste reconhecimento construir uma plataforma de atuação nossa
3 – Mobilização independende do governo e de seus recursos
4 – Construir uma articulação prática baseada em trocas e fortalecimento dos trabalhos
5 – Juntarmos, reunirmos nossos fazeres cinergicamente
6 – Fechar uma agenda de avanços, encontros, compromissos
7 – Criação de um fundo comum que viabilize as ações do coletivo
————————————————————————————————————————————
Propostas de ação:
Lu Cachoeira – Mapeamento das demandas relacionadas à cultura digital nos pontos ligados à “base” dos coletivos presentes.
Uíra – Montagem de uma banco de proposta.
Daniel – Estabelecermos o prazo de 10 dias para estabelecermos as planilhas de serviços de todos os coletivos presentes.
Gama – Montar uma estrutura lógica que viabilize os trâmites burocráticos dos projetos.
Silva – Peitar a estrutura burocrática existente e apresentar uma nova cultura para a relação coletivos e governo.
Encaminhamentos:
  • Gama irá disponibilizar para todos a planilha de serviços do Puraqué.
  • Cada coletivo presente deve apresentar sua planilha de serviços em 10 dias.
  • Iremos realizar nossa comunicação inicialmente pelo culturadigital.br, num espaço próprio com o nome Movimento de Cultura Digital.
  • Skárnio irá montar o fórum no Culturadigital.br


Fonte: http://piratepad.net/forumCDBR2010-encontro-pontoes
Capturado  – 10h26min – dia 17/11/2010

,

1 Comentário

Pular para a barra de ferramentas