politica-musica-interna-2O Ministério da Cultura (MinC) lança relatório sobre o desenvolvimento do Programa de Economia da Música, coordenado pela Secretaria de Políticas Culturais (SPC) no âmbito da Política Nacional das Artes e do Programa Nacional de Economia da Cultura. Após amplo ciclo de debates com agentes do setor musical brasileiro, mobilizando representantes da Rede Música Brasil, Colegiado de Música, entre outros atores, a SPC lança a sistematização de diagnóstico e de um conjunto de projetos com foco no fortalecimento e diversificação da economia da música brasileira.

Segundo o diretor de Empreendedorismo, Gestão e Inovação da Secretaria de Políticas Culturais do MinC, Gustavo Vidigal, o Programa de Economia da Música articula 24 projetos estratégicos e mais de 40 ações a serem desenvolvidos entre 2016 e 2018. As propostas estão organizadas a partir de quatro sistemas: financiamento; formação; pesquisa, desenvolvimento e inovação; e regulação.

Como seu objetivo central, o Programa pretende destravar gargalos estruturantes em cadeias produtivas estratégicas do setor musical do país. O relatório propõe, a partir de análise de dados secundários sobre a economia da música e de documentos institucionais, uma atuação sistêmica do poder público, em cooperação com a sociedade civil, de forma a propiciar uma política de Estado que ative as oportunidades de inclusão produtiva e de desenvolvimento socioeconômico que a música representa no país.

Acesse o relatório: economiadamusica_relatorio