«

»

fev 01

Imprimir Post

Vassouras: as duas faces do tapete (3)

cemitério vassouras 3Anderson domina um mortal e o envia até o covil do Sabbat, carregando consigo um celular que possui um só número registrado, o seu próprio.
Após duas horas de espera, o telefone toca e a voz de Clea é rapidamente reconhecida. Eles informam que estão com problemas e que precisam de informações. Por esta razão, gostariam de encontrá-la. A nosferatu concordae marca como ponto de encontro o cruzeiro no interior do Cemitério da Irmandade de Nossa Senhora da Conceição, à meia-noite.

Este cemitério foi criado em 1846. Nele estão enterrados grandes vultos da cidade como o Barão de Itambé, destacando-se, ainda, o mausoléu da família Corrêa e Castro. Entretanto, das pessoas aqui enterradas a que mais atrai a atenção é o Monsenhor Rios, a quem são atribuídos diversos milagres. e graças. Há uma lenda na cidade de que. nos Dias de Finados, nasce em seu túmulo uma flor vermelho escuro que possui um estranho cheiro de carniça e que passou a ser conhecida como a “Flor de carne”.

Meia-hora antes da marcada, os jovens vampiros chegam ao local marcado. Avaliam as redondezas e melhores formas de entrada, bem como possibilidades de entrada, chegando à conclusão de que a mais simples poderá ser a amais eficiente; saltar o muro, cuja grade e falta de segurança no local tornariam a entrada fácil.

CentroAguardam por algum tempo dentro do cemitério, quando pontualmente à meia-noite, vêem uma mulher de aparente meia-idade, saião até os pés, cabelos longos e volumosos. Ela os cumprimenta e, embora a aparência lhes remeta à uma pregadora das testemunhas de Jeová, a voz calma e melodiosa é facilmente reconhecida.

Clea os cumprimenta e parece já está a par da situação dos vampiros. Eles relatam para ela o fato de que seus líderes foram alvo de ataques e estão em estado de torpor, sendo que nada do que tentaram resultou em sucesso. Ela informa que os vampiros do Sabbat costumam levar mais tempo para se recuperar do torpor do que vampiros como os da Camarilla. E que, até onde sabe, apenas um sangue mais potente poderia acelerar a recuperação.

downloadAnderson pergunta se o sangue de um lobisomem poderia ser uma solução e ela concorda. Destaca que não é fácil
encontrar um lobisomem, embora um esteja aprisionado e que será solto para uma caçada na noite seguinte, mas destaca que não seria fácil para três vampiros jovens como eles. Ela se demonstra disposta a ajudá-los com informações e sugere duas formas de contrapartida: um reconhecimento de dívida deles para com ela e a aceitação de um neófito como membro permanente do bando deles, sendo que mesmo na hipótese de seus líderes discordarem eles continuariam a ser um bando com o novato.

Clea diz que é melhor eles pensarem e discutirem o assunto e suas consequências. informa que poderá ajudá-los desde que exista uma contrapartida. Não estabelecerá a contrapartida, mas que quanto mais oferecem, mais ela poderá oferecer em troca. Assim, ficam de se reencontrar às 03:00 no mesmo local.

005-Cemitério-Nossa-Senhora-da-Conceição-Vassouras-RJApós deliberarem, concordam em aceitar o novato, mas não em estabelecer um pacto de dívida. Clea recebe a notícia sem parecer se incomodar. Explica que o lobisomem supostamente fragilizado, que será usado na “caça à raposa” da noite seguinte não está tão vulnerável, pois há um vampiro alimentando-o com sangue vampírico e que, portanto, quando for liberado estará bem mais forte do que os vampiros locais imaginam. Revela, ainda, que o terreiro no qual foram não possui um mago. Até onde ela sabe não haveriam magos em Vassouras. Trata-se de um centro povoado por fantasmas com considerável poder. Quanto às criaturas que povoam o Hotel Arpoador, ela revela não saber sua verdadeira natureza. Até hoje o máximo que descobriram é que não tem interesse especial em Vassouras, mas que usam o hotel como ponto de ação para outros locais.

Sobre os vampiros locais, ela informa que o líder Tucão, era conhecido quando vivo como Coronel João, e é comprometido com o Sabbat, mas que como líder é fraco e inadequado, que sua liderança vem sendo continuamente minada pela presença da lasombra Beatriz, que seria mais eficiente e tem cada vez mais respeito do bando local. Diante disso, Tucão vem tentando negociar com os seres do hotel em busca de mais poder, mas ninguém sabe exatamente o que acontece. Todavia, a disputa entre Tucão e Beatriz é pessoal, mas não põem em dúvida a lealdade de ambos ao Sabbat. Seriam capazes de se boicotar severamente, mas o bando local estaria acima de qualquer ameaça externa. Por fim, Clea revela que nem todos que se opõem a Tucão possuem o mesmo comportamento de Beatriz. Uma vez indagada sobre quem seria ou seriam os adversários de Tucão, ela se limita a informar que seria a pessoa que vem fortalecendo o lobisomem.

Anderson associa imediatamente a insinuação com o pander Copo de Leite, que demonstrou clara oposição ao modo como estavam tratando o lobisomem no covil local (“Eu não chuto cachorro morto. Não tem valor uma disputa com alguém que não tem condição de se defender. É só covardia.”). Ele insinua ser Copo de Leite a “oposição” a qual ela se refere, mas Clea apenas sorri e dar por encerrada a conversa, informando que tudo o que informou é um valor justo pela promessa feita por eles para a adoção do neonato desconhecido em seu bando.

1411767225832_wps_9_This_Thursday_Sept_25_201Quando perguntam sobre a origem do vampiro que irão trazer para seu bando, ela revela que o senhor desse neófito é um vampiro muito mau quisto, sendo considerado inconveniente por numerosos bandos no Brasil. Seria um pander chamado Jeremias que questiona valores, leis, legitimidade de líderes e não poupa esforços para dizer “que o rei está nú”. Com isso, acumulou muitos inimigos e nenhum bando Sabbat aceitaria a ele ou suas crias.

download (1)Clea, então, devolve a Anderson o celular contendo o endereço onde o neófito se encontra. eles chegam ao local. Trata-se de uma clínica abandonada, próxima a um manicômio. Na entrada, passam por Jeremias, que age tranquilamente deixando-os entrar, enquanto parte. No porão, está o neófito, que parece bastante transtornado a ponto de Anderson destacar que poderia ser facilmente confundido com um malkaviano.

Após ganhar a confiança do neófito, partem para o covil, onde encontrarão Joaquim e pensarão no próximo passo a ser dado.

 

 

 

 

 

Link permanente para este artigo: http://culturadigital.br/roteiro/2017/02/01/364/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


*

Pular para a barra de ferramentas