De 4 a 11 de abril a carava Semussum Brasil esteve em Santarém no Pará. Lá foi recebida pelo Ponto de Cultura Puraqué, que nos instalou em sua nova sede, ainda em construção, onde será instalado um estúdio comunitário e uma rádio comunitária. Além de gravar músicas locais, procuramos contribuir com esse processo, trocando conhecimento com a equipe do Ponto e ajudando a definir a montagem de seus pŕoprios equipamentos.

Foi marcante nessa etapa a participação da equipe Semussum na Feira de Cultura Digital dos Bairros, promovida pelo Puraqué e que ocorreu durante nossa estadia na cidade. A Feira aconteceu no bairro Santarenzinho, e ofereceu à comunidade atividades gratuitas em diversas áreas. Havia serviços como cortes de cabelo e telecentro comunitário, oficinas multimmídia com softwares livres, feira de economia solidária e lançamento da moeda solidária muiraquitã (foto acima), que deverá se desenvolver como mais uma força alternativa de economia na cidade.

Colaborando com o evento, montamos nosso estúdio no próprio local da feira, e transmitimos ao vivo pela Rádio Amnésia 88,5 FM, que foi muito vem recebida pela comunidade e pela organização do evento. A rádio transmitiu músicas e os debates realizados durante o II Encontro de Conhecimentos Livres, que ocorreu simultaneamente à Feira. Membros da equipe também participaram do show de calouros e do festival de música, como jurados (foto acima).

Além dessa contribuição com o evento, foram gravadas músicas do grupo Nossas Lembranças, do bairro Maracanã. Composto de jovens senhores, quase todos acima dos sessenta, apresenta um repertório composto somente de músicas antigas, algumas compostas pelos ddiversos grupos de que participaram ao longo da vida. Foi gravada também uma entrevista em vídeo no bairro onde moram. Também foram gravadas músicas de um grupo visitante, a Companhia Papo Show, do Xingu, que se apresentou no evento, com repertório composto de músicas voltadas para a preservação do rio Xingu, que está sob ameaça como tantos outros no Brasil, e para o qual há planos de implementação de uma hidrelétrica. A Companhia é um Ponto de Cultura, que veio também participar de oficinas na localidade de Alter do Chão.

Essa localidade também foi visitada pela equipe, que colheu belas imagens lá, e comeu uns peixinhos pra ficar bem alimentada. Algumas fotos podem ser conferidas em nossa galeria no Picasa. Para saber mais sobre a Feira de Cultura Digital dos Bairros, confira o blog da Rede Mocoronga.