Os delegados da pré-conferência setorial de arte digital aprovaram no encontro realizado em Brasília, nos dias 8 e 9 de março, uma moção pela abertura de uma vaga para a Cultura Digital no plenário do Conselho Nacional de Política Cultural. Com essa manifestação, os participantes da pré-conferência demonstraram entender que a amplitude de temas relacionados às tecnologias digitais justificariam não só a existência do assento já ocupado pela área artística, como também o estabelecimento de um espaço correspondente para abrigar a diversidade de questões da cultura.

Leia a seguir a íntegra da moção aprovada na pré-conferência de arte digital:

“Compreendendo que os modos de produção cultural pós-industrial inauguraram paradigmas que se utilizam de processos de criação e fruição, onde a descentralização e simultaneidade da distribuição de informações re-significa conceitos de localidade, identidade e autoria que demandam uma nova infraestrutura específica relacionada aos meios digitais, acreditamos que, na perspectiva da Arte Digital, a Cultura Digital amplia o sentido das proposições feitas por artistas e pesquisadores, promovendo reflexões na sociedade em relação à influência das novas tecnologias nos modos de ser e estar no mundo, ao mesmo tempo em que promove a cidadania digital, através de trocas de conhecimentos e experiências entre grupos sociais e comunidades em situação de fragilidade, além de apresentar uma expressiva quantidade de relações com setores da sociedade comprometidos com a transformação social.

Deste modo, entendemos que a Cultura Digital deve ter uma representação permanente e própria no Conselho Nacional de Políticas Culturais.

Brasília, 9 de março de 2010

Pré-Conferência Setorial de Arte Digital”

Tags: , , ,