Ser atores todo o tempo…

… Ter um papel pró-ativo na difusão da cultura, no fortalecimento dos Pontos de Cultura e na elaboração de políticas públicas voltadas para este tema. Esta é a idéia da Comissão Nacional dos Pontos de Cultura (CNPdC).

“A CNPdC têm como objetivo geral garantir o fortalecimento dos Pontos de Cultura em todo o território brasileiro, sendo instância permanente de atuação e representação político-cultural, identificação de demandas e elaboração de propostas para o desenvolvimento de políticas públicas e de ações culturais no país”.

(Regimento Interno da Comissão Nacional dos Pontos de Cultura)

O grupo, que  se articula através da Rede Nacional de Pontos de Cultura, é um movimento autônomo que cobra do Estado e, ao mesmo tempo, contribui com ele, abrindo canais de diálogo para avançar nas políticas públicas; com destaque para o Programa Cultura Viva, Mais Cultura e Sistema Nacional de Cultura.

Os eleitos da comissão “são participantes de transformações, parceiros e colaboradores na construção de políticas”. Quem explica isso é o Robson Bomfim Sampaio, representante da Comissão Nacional dos Pontos de Cultura do Estado de São Paulo.

Ouça aqui.

É a comissão que acompanha as demandas do Fórum Nacional de Pontos de Cultura (FNPC) e organiza o evento. De acordo com Robson Sampaio, “depois da primeira Teia, houve uma preocupação do Ministério da Cultura de que a segunda Teia fosse feita pelos Pontos de Cultura”. A partir daí, foram acontecendo encontros descentralizados, cada região tinha o seu. Dos encontros regionais, saíram delegados para discutir os problemas em comum apresentados pelos Pontos de Cultura de todo o país. Assim, nasceu uma comissão que acompanharia a Teia e organizaria o primeiro FNPC. Por isso, como conta Robson, é papel da comissão representar politicamente as demandas e necessidades comuns aos Pontos espalhados pelo Brasil.

Visite o Blog da Comissão: http://culturadigital.br/cnpdc

Confira algumas fotos da primeira reunião da CNPdC em 2009

Be Sociable, Share!